19 de julho de 2018

Amuletos: Piercing

Acho que poderíamos dizer que o piercing e a tatuagem são como irmão, uma forma de marcar e dar personalidade para a pele, um simbolo de juventude e rebeldia no mundo moderno.

Como semana retrasada eu escrevi sobre tatuagens devido a um livro que eu estava lendo na biblioteca, essa semana eu resolvi escrever sobre piercings.

Origem:
Assim como a tatuagem, o piercing também foi usado para marcar acontecimentos importantes na vida das pessoas. Os incas, por exemplo, marcavam a passagem de um menino para a vida adulta furando a orelha com uma agulha de ouro e colocando um botão no buraco. Já os chefes caiapós usam um adorno no lábio inferior chamado de botoque durante cerimonias, principalmente as que exigem canto ou oratória.

Função:
Novamente, sua função pode variar dependendo do simbolo que carrega, lua, para fertilidade, flores e corações para amor, sol para prosperidade, isso também se aplica para cores e pedras que o adornarem. Basicamente as regras usadas em amuletos de colares e brincos, também podem ser usadas em piercing.

Como é usado:
Diferente das tatuagens, o piercing não é algo tão eterno e pode ser removido ou trocado facilmente. Mesmo assim devem ser feitos em locais de higiene questionável, ou com materiais de composição desconhecida, os materiais mais indicados para esse tipo de joia são o aço cirúrgico, o titânio e o teflon, por não terem menos chance de causarem uma reação alérgica no corpo

Fontes:
ARAUJO, Leusa. Tatuagem, Piercing e outras mensagens do corpo.  Cosac Naify, 2006
https://pt.wikipedia.org/wiki/Piercing
http://www.proconferenciaparana.com.br/2018/04/o-uso-dos-piercing.html

17 de julho de 2018

Plantas: Plantas Carnívoras

Devido ao seu comportamento incomum e sua aparência intimidadora e exótica, as plantas carnívoras despertam o interesse de diversas pessoas e colecionadores de plantas.

Com diferentes formas e métodos de capturar seu alimento, as plantas carnívoras podem ser divididas em diversos generos, as mais conhecidas e comuns são:

Dionaea
A famosa papa moscas, com sua "boca cheia de dentes" e interior avermelhado que realmente lembra uma garganta,  a dionaea na verdade captura seu alimento com um par de folhas modificadas e dentadas que se fecham quando um inseto entra em contato com o seu interior.

Drosera
Possui hastes grudentas cobertas de pelos e uma substancia pegajosa que lembra orvalho, quando um inseto pousa em uma dessas hastes, ela se enrola como um tentáculo, os pelos e a substancia impedem que o inseto escape.

Sarracênia
Uma das variedades mais resistentes. Essas planta costumam exalar um aroma doce atraindo insetos polinizadores, que ao entrar em seu tubo, acabam ficando presos.

Nepenthes
Semelhantes às Sarracênia, porém um pouco mais arredondadas e seus "jarros" ficam pendurados na planta, quando um inseto entra no seu "jarro", os pelos em deu interior se voltam para baixo impedindo a saída da presa.

Utricularia
Essas plantas aquáticas são conhecidas como as carnívoras mais rápidas do mundo, isso porque além de possuir pelos e filamentos sensíveis, ela caça usando a sucção, quando a presa se aproxima, ela abre uma entrada que devido a diferença de pressão suga tudo para o seu interior.

Cultivo:
Plantas carnívoras são adaptadas a viver em ambientes de solo pobre em nutrientes, por isso o solo geralmente é composto por areia de rio, pó de xaxim e musgo que deve ser umedecido antes. O vaso costuma ser brando e de plastico, pois o vaso de barro absorve a umidade do solo e cores escuras aquecem a raiz da planta.

Devem receber uma boa quantidade de luz o dia inteiro, caso a planta tenha sido colocada em um local de meia sombra, ela não pode ser colocada no sol diretamente, a transição deve ser feita ao poucos, aumentando gradualmente a intensidade de luz.

É uma planta de clima tropical o que significa que precisa de regas periódicas, no entanto é muito exigente em relação a isso, é recomentado que de utilize ou água destilada ou água da chuva, a água de torneira possui cloro e minerais que podem ser prejudiciais para a planta, use com moderação.

Algumas plantas passam por um período de dormência, nesse período as regas devem ser diminuídas para evitar o apodrecimento da raiz.

Medicinal:
Embora não existam usos medicinais para essas plantas, alguns cientistas encontraram  nos fluidos digestivos de algumas especies de plantas carnívoras, enzimas capazes de combater fungos e bactérias, isso porque esse micro-organismos acabam consumindo parte dos nutrientes presentes nas presas. Apesar disso ainda não se sabe se essas enzimas podem ser usadas na medicina.

Culinário:
Mesmo que não sejam próprias para o consumo, alguns bares em São Paulo usam pequenas plantas carnívoras para decorar bebidas dando um visual mais exótico nos drinks.

Magia:
Não é realmente uma planta usada em feitiços, mas algumas pessoas a usam em tanto em feitiços de banimento (por digerir insetos) quanto feitiços de atração (por capturar sua presa).

Eu acredito que por ser uma planta que caça e captura presas vivas ela pode ser enfeitiçada para capturar e devorar outras coisas além de insetos, podendo ser usada como amuleto de proteção para a sua casa, ou então usada em feitiços para se alcançar um determinado objetivo.

Fontes:
http://plantas-carnivoras.info/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Planta_carn%C3%ADvora
https://www.terra.com.br/noticias/ciencia/pesquisa/estudo-planta-carnivora-pode-ser-tambem-medicinal,3eca1557419ea310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html
http://spcuriosos.uol.com.br/com-7-mil-vendas-por-mes-loja-no-ceagesp-e-especializada-em-plantas-carnivoras/
http://sinfoniadalua.blogspot.com/2015/03/magia-com-plantas.html

15 de julho de 2018

Contos: A Caixa de Pandora

Certa vez, pouco tempo depois da criação da humanidade, Prometeu, o Titã responsável por criar o homem, ofereceu a Zeus duas oferendas para selar a paz entre mortais e imortais, uma envolta em gordura mas recheada de ossos e couro duro e outra envolvida em estômago de boi mas recheada com carnes macias e suculentas, pedindo para que Zeus escolhesse uma.

O rei dos deuses obviamente optou pela oferenda coberta de gordura, já que parecia mais apetitosa, e ficou furioso ao descobrir que foi enganado e que por causa daquilo os humanos poderiam ficar com a carne dos sacrifícios e oferecer apenas os ossos cobertos com gordura aos deuses.

Para se vingar de Prometeu, Zeus pediu que Hefesto forjasse uma mulher a partir do barro, que foi trazida a vida pelos quatro ventos e então agraciada com diversas qualidades pelas deusas do Olimpo, Atena, em especial, lhe concedeu a curiosidade e por fim a mulher foi nomeada Pandora.

Prometeu sabia que Zeus era vingativo, por isso recusou o presente , seu irmão Epimeteu, no entanto, aceitou Pandora como sua esposa, os deuses então lhe entregaram uma caixa como presente de casamento.

Prometeu sabendo das más intenções de Zeus, alertou seu irmão que ele jamais deveria abrir a caixa, e Epimeteu disse o mesmo para sua esposa.

O tempo se passou e o casal viveu feliz, mas a cada dia Pandora ficava com mais vontade de abrir a caixa e ver o que havia lá dentro.

Finalmente quando Epimeteu saiu de casa, Pandora que já não aguentava mais de curiosidade abriu uma pequena fresta para olhar o seu interior.

Naquele momento todas as pragas contidas na caixa escaparam, doenças, tristezas, fome, desastres, tudo que poderia tornar a humanidade infeliz estava livre.

Quando Pandora finalmente conseguiu fechar a caixa, o mal já estava feito, muitos acreditam que Pandora impediu que a esperança escapasse, mas o que ela realmente trancou na caixa foi a premeditação das tragédias,  pois se a humanidade soubesse sobre todo o sofrimento e dor que o futuro reserva, não haveria motivo para se ter esperança. Por isso a esperança é a última que morre, pois enquanto a humanidade acreditar no amanhã,  ela pode sobreviver a todas as catástrofes enviadas pelos deuses.

Fontes:
https://mitologiagrega.net.br/as-18-principais-historias-da-mitologia-grega/#historias-mitologia-caixa-pandora
https://pt.wikipedia.org/wiki/Prometeu

13 de julho de 2018

Livro: A Garota que Bebeu a Lua

Semana passada eu comprei um livro que eu já queria ler há algum tempo, A Garota que Bebeu a Lua.

Nome: A Garota que Bebeu a Lua
Autor: Kelly Barnhill
Editora: Galera

Já fazia algum tempo que eu não lia um livro cuja a história se passasse em outro mundo, outro universo, com outras cidades e com outras lendas que contam a história daquele mundo. Sim, eu gosto de livros de fantasia, mas a grande maioria dos que eu li se passa no nosso mundo ou então num mundo muito parecido com o nosso.

A história se passa no Reino do Protetorado, todos os anos no dia do sacrifício, a criança mais jovem da cidade é abandonada na floresta como oferenda para a Bruxa, desse modo eles evitam que a ira da Bruxa recaia sobre a cidade.

No entanto a Bruxa da floresta não é maligna como todos pensam, todos os anos ela resgata o bebê e o alimenta com luz das estrelas enquanto atravessa a floresta em direção as outras cidades para entregar a criança para alguma família adotiva.

Em certo ano a Bruxa se engana e acaba alimentando uma menina com a luz da lua, fazendo com que a criança se torne uma bruxa, sem poder deixar a menina com uma família comum a Bruxa lhe dá o nome de Luna e a leva para sua casa, passando a viver com um monstro do pântano e um pequeno dragão, mas conforme a menina cresce, seus poderes se tornam mais difíceis de serem controlados.

Próximo do aniversário de 13 anos de Luna e o dia do Sacrifício, um jovem parte em direção a floresta para matar a bruxa e evitar que seu filho seja sacrificado.

12 de julho de 2018

Pedras: Apatita

Acredita-se que o nome dessa pedra venha do grego απατη ou apati, que significa fraude, isso porque devido às suas diversas cores e formatos, essa pedra acaba sendo confundida com outros tipos de minerais, como a fluorita e a água-marinha.


Uma curiosidade é que a apatita é produzida naturalmente no corpo humano, mais precisamente como Hidroxiapatita, sendo encontrada no esmalte dos dentes, na estrutura dos ossos e até mesmo em pontos específicos do cérebro como a glândula pineal.

Devido a sua fragilidade, ela não deve ter contato com substancias acidas como limão ou vinagre, sua limpeza deve ser feita com água corrente e sal marinho, se for energizada no sol, ela deve ficar exposta por no máximo dez minutos, períodos prolongados de exposição irão danificar a pedra, e então exposta a luz da lua por quatro horas equilibrando as energias.

Físico:
Por ser um mineral encontrado no corpo humano, a apatita é uma pedra associada aos ossos e à glândula pineal, ajudando na absorção do cálcio e na regeneração do tecido muscular, sendo também recomendada para casos de artrite, problemas nas articulações e hipertensão

Ela também costuma ser usada por pessoas que desejam perder peso, um copo de água de apatita antes das refeições pode ajudar na digestão de alimentos como ovos, açúcar e gorduras.

Mental:
Por ter uma ligação com o cérebro, a apatita pode despertar capacidades psíquicas, mediúnicas e extra-sensoriais, fortalecendo a mente e ampliando o poder de manifestação do seu portador.

Por ser uma pedra de equilíbrio, a apatita é usada para reduzir o estresse, bloqueios emocionais e aumentar a nossa motivação

Espiritual:
Mente e espirito parecem se tornar mais próximos com essa pedra que passa o sentimento de calor e equilibro e tem o poder de elevar a nossa consciência, trazendo iluminação e facilitando a comunicação com os guias espirituais.

Na meditação pode tanto ser usada no chakra frontal, para aqueles que desejam despertar capacidades extra-sensoriais, quanto no chakra laríngeo, para aqueles que desejam ter mais elocução nas palavras.

Fontes:
https://www.cristaisaquarius.com.br/blog/apatita/
http://significado-das-pedras.blogspot.com/2014/04/significado-da-pedra-apatita.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Apatita
https://pt.wikipedia.org/wiki/Gl%C3%A2ndula_pineal
http://www.lendaviva.com.br/site/apatita.html
http://www.patrickvoillot.com/pt/apatita-25.html

10 de julho de 2018

Poções: Cocktail

Já havia um tempo que eu queria fazer um post sobre coquetéis, mas eu não sabia por onde começar ou sobre o que escrever, então vamos começar com a história.

Não se sabe ao certo quando o primeiro coquetel foi feito, afinal, misturar bebidas alcoólicas com sucos de frutas e outros ingredientes é tão antigo quando a própria bebida, mas um dos pontos mais marcantes na história da coquetelaria foi ironicamente o período da lei seca nos Estados Unidos.

Não é estranho que algo tão comum no nosso dia a dia tenha sido proibido por cerca de 13 anos? Sem cerveja durante o jogo de futebol, sem brindes de champanhe no ano novo, sem quentão ou vinho quente na festa junina, nem ao menos uma colher de sopa de rum na massa do brownie. Parando para pensar a bebida está mais presente nas nossas vidas do que se pensa.

A questão é que por causa da proibição, mafiosos como Al Capone construíram seus impérios contrabandeando, produzindo e vendendo bebidas alcoólicas em estabelecimentos clandestinos. 

Como as bebidas produzidas nesses estabelecimentos eram de péssima qualidade, para disfarçar o gosto desagradável, elas eram misturadas com mel, suco de fruta entre outros ingredientes, criando coquetéis novos e mais doces já que isso deixaria a bebida mais fácil de ser ingerida caso a policia chegasse.

Com o passar do tempo a arte de se preparar um coquetel foi se sofisticando e os coquetéis foram divididos em categorias, modalidades e classificações

Categorias:
  • Short Drinks: Coquetéis servidos em copos pequeno,s como Dry Martini, Margarita ou Manhattan.
  • Long Drinks: Servidos em copos grandes e compridos, muitas vezes a bebida é diluida em refrigerantes, sucos ou água gaseificada, como Horses Neck, Tom Collins e Gin Tonica.
  • Hot Drinks: Obviamente servidos quentes, por causa disso esses coqueteis são servidos em copos mais grossos e resistentes ao calor, como Ron Grog, Hot Egg Nog e o meu favorito Irish Coffee.
Modalidades:
  • Mexidos: Coquetéis onde os componentes possuem densidade semelhante e se misturam com facilidade, como Dry Martins, Manhattan e Rob Roy
  • Batidos: Drinks onde alguns dos ingredientes possuem densidades diferentes e por isso precisam ser batidos para serem misturados, como Alexander, Whisky Sour e a minha favorita Piña Colada
  • Montados: Feitos diretamente no copo onde são servidos. Esses coquetéis se destacam principalmente devido a sua beleza, já que ao "montar" a bebida colocando um componente de cada vez você acaba criando um degradê colorido dependendo das bebidas utilizadas, um exemplo desses drinks são Pousse Coffee, Tequila Sunrise e Sex On The Beach
Classificações:
  • Estimulantes: Compostos por destilados, chás, café, chocolate, mel, leite quente, canela, noz-moscada, cravo-da-índia, os drinks estimulantes tem como finalidade aquecer o corpo sendo geralmente servidos em copos Hot Drinks e recomendados para dias frios.
  • Digestivos: Coqueteis digestivos tem obviamente a finalidade de facilitar a digestão, geralmente levam destilados, açúcar, licores e cremes.
  • Refrescantes: Preparados com destilados, sucos de frutas, licores, refrigerantes, águas gaseificadas e bastante gelo, esses drinks são indicados para dias quentes.
  • Nutritivos: Compostos por ovos, cremes, açúcar, mel, leite, chocolate, xaropes ou vinhos fortificantes, os coquetéis nutritivos possuem uma grande quantidade de calorias.
  • Aperitivos: De sabor amargo, seco e azedo, essas bebidas tem a função de abrir o paladar, sendo geralmente feitas com bebidas destiladas, suco de frutas ácidas, vermutes, e pequenas quantidades de açúcar.
Esses dias eu estava pensando: Se existisse um bar de bruxas com certeza elas colocariam cristais de quartzo nos drinks... Não seria legal fazer uma poção cocktail com cristais? 

Fontes:
http://bartenderstore.com.br/de-onde-surgiram-os-coqueteis/
http://artedoscoqueteis.blogspot.com/2009/01/histria-do-coquetel.html
https://en.wikipedia.org/wiki/Speakeasy
https://en.wikipedia.org/wiki/Prohibition_in_the_United_States#Repeal
https://www.associacaoportuguesadecristaloterapia.com/single-post/2016/07/19/Cocktails-de-ver%C3%A3o-com-Cristaloterapia-Sim-%C3%A9-poss%C3%ADvel
https://www.wellandgood.com/good-food/recipe-crystal-cocktail-video-bondandtaylor/slide/2/
http://observer.com/2018/01/bartenders-reveal-2018s-cocktail-trends-with-recipes/

8 de julho de 2018

Lista de doenças mitologicas

Esses dias eu estava no youkai.com vendo as fichas e algumas criaturas, quando me deparei com uma serie de youkais parasitas que causam doenças. Isso me fez pensar...


Em uma época onde as pessoas não tinham sequer ideia da existência de germes e bactérias causadoras de doenças. O que causava as doenças para as pessoas dessa época? Será que assim como os youkais existiam criaturas mitológicas que causavam uma doença especifica, ou criaturas que causavam doenças mitológicas?

Na verdade, a maioria das pessoas acreditava que as doenças eram causada ou pelo ar ou por deuses, o que se parar para pensar era quase a mesma coisa.

Eu resolvi deixar os youkais parasitas para outro dia, afinal são muitos e eu preciso ir dormir. No entanto eu salvei todas as paginas nas fontes, caso queiram dar uma olhada, o único problema é que o site está em Inglês

Febre do Wendigo
Uma especie de doença contraída através da inalação dos fluidos corporais de um wendigo. Aqueles que contraírem a febre do wendigo serão atormentados por horríveis pesadelos, seguidos de surtos histéricos caudados por dores intensas nas pernas e nos braços.

Geralmente esses surtos fazem com que a vitima corra para dentro da floresta de onde nunca mais retornam, provavelmente devoradas por wendigos.

Alp-luachra
Uma fada parasita que rasteja até o interior da boca de sua vitima e se alimenta de metade de tudo o que o seu hospedeiro ingerir. A pessoa com uma Alp-luachra nunca engordará podendo até morrer de fome, dependendo da situação.

Para se livrar de uma Alp-luachra a vitima deve ingerir uma grande quantidade de carne salgada sem beber água, após isso, ela deve ficar com a boca aberta acima de um riacho, desse modo a Alp-luachra irá pular no riacho para saciar sua sede.

Aerico
Um demônio do ar conhecido por espalhar doenças como a malária e a peste negra.

Na maior parte do tempo ele permanecia invisível, mas poderia assumir uma forma humana para atormentar os mortais.

Miasma
Esse termo poderia ser traduzido como poluição, antigamente se acreditava que lugares com mal-cheiro como pântanos.

A ideia de que doenças eram causadas pelo ar ruim, foi um dos motivos para que os médicos da peste usassem mascaras com longos bicos recheadas de ervas aromáticas, era uma maneira de evitar o miasma

As Nove Doenças
As nove doenças são os filhos da deusa da morte Loviatar com o vento, na mitologia finlandesa.

Seus nomes são Pistos (A Tuberculose), Ähky (A Cólica), Luuvalo (A Gota), Riisi (A Osteomalácia), Paise (A Úlcera), Rupi (a Sarna), Syöjä (O Câncer)e Rutto (A Peste). No entanto o nono filho permanece sem nome conhecido apenas como "O Bruxo" sendo a personificação da inveja.

Akuchu
Um inseto vermelho de seis patas que se agarra ao baço do hospedeiro e assim como a Alp-luachra, se alimenta de tudo o que o hospedeiro ingerir. Pessoas infectadas por esse youkai podem ser curadas com um medicamento feito a partir de uma especie de cardo.

Hizō no kasamushi
Esse youkai parece um longo verme coberto de pequenos pelos vermelhos com uma cauda bifurcada e uma estrutura que se assemelha a um chapéu vermelho no topo da cabeça. Esse "chapéu" costuma atrapalhar o processo de digestão e absorção de nutrientes do hospedeiro, por causa disso aqueles infectados pelo Hizō no kasamushi costumam emagrecer ou engordar muito rapidamente. Se livrar desse parasita é uma tarefa muito difícil, mas os sintomas podem ser aliviados com o uso de medicamentos feitos de raízes de Ferula e curcuma.

Sori no kanmushi
Um inseto parasita de barriga branca, costas azuis, braços que lembram nadadeiras e uma cauda que se parece com uma escova. Ele se aloja no figado mas seus sintomas afetam a coluna, ao morder a parte de trás do figado Sori no kanmushi causa muita dor ao hospedeiro fazendo com que sua coluna fique curva e deformada. Raizes de Saussurea costus e Atractylodes japonica são medicamentos eficazes contra esse parasita.

Fontes:
http://yokai.com/gyouchuu/
http://yokai.com/hinoshu/
http://yokai.com/sanshi/
http://yokai.com/oozakenomushi/
http://yokai.com/taibyounokesshaku/
http://yokai.com/kakurannomushi/
http://yokai.com/mimimushi/
http://yokai.com/kishaku/
http://yokai.com/koshou/
http://yokai.com/kitai/
http://yokai.com/gyuukan/
http://yokai.com/hishaku/
http://yokai.com/haishaku/
http://yokai.com/haimushi/
http://yokai.com/hizounomushi/
http://yokai.com/umakan/
http://yokai.com/sorinokanmushi/
http://yokai.com/hizounokasamushi/
http://yokai.com/akuchu/
Vento Föhn
https://books.google.com.br/books?id=qNjIBQAAQBAJ&pg=PT66&lpg=PT66&dq=doen%C3%A7as+mitologicas&source=bl&ots=2Q5j-Vxn0V&sig=X7kzooyyuy5engRPSULoIm0JS84&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwjr3dma24jcAhXFjJAKHRX6D804ChDoAQhBMAc#v=onepage&q=doen%C3%A7as%20mitologicas&f=false
https://mentesadolescentes.com/wendigo/
https://en.wikipedia.org/wiki/Joint-eater
https://en.wikipedia.org/wiki/Aerico
https://www.wattpad.com/164127506-the-a-z-of-supernatural-creatures-a-aerico
https://web.archive.org/web/20081212012020/http://myths.freshcaffeine.com/european/
https://en.wikipedia.org/wiki/Miasma_theory
https://en.wikipedia.org/wiki/Nine_diseases