16 de dezembro de 2018

Contos: Quebra-Nozes e o Camundongo Rei

Na noite de Natal, Marie esperava, junto com o seu irmão Fritz, a chegada do seu padrinho Christian Elias Drosselmeier, carinhosamente chamado de Dindo Drosselmeier, que além de desembargador também era um talentoso relojoeiro.

Todos os anos Dindo Drosselmeier construía um brinquedo para as crianças, seja bonecos que se moviam sozinhos, acenando e movendo os olhos, ou passarinhos que saiam de dentro do ovo e cantavam.

Quando o padrinho Drosselmeier chegou ele trouxe consigo um pequeno quebra-nozes, Marie ficou encantada com o boneco e sempre colocava as menores nozes para não machucar o brinquedo, Fritz no entanto, resolveu colocar nozes cada vez maiores na boca do quebra-nozes até que CRECK!! A mandíbula do boneco se quebrou assim como o braço que ativava o mecanismo da boca.

Fritz irritado, tentou enfiar mais uma noz na boca do boneco, mas Marie o impediu pegando o boneco de volta alegando que ele estava muito ferido para continuar quebrando nozes daquele jeito, os dois continuaram brigando até que o pai das crianças colocou um fim na discussão declarando que o quebra-nozes ficaria aos cuidados de Marie até que estivesse consertado.

Naquela noite, Marie enfaixou o braço de seu amado quebra-nozes com um lenço de bolso e o deixou descansando em uma das camas de suas bonecas dentro do armário da sala de estar.

Quando Marie fechou o armário e estava saindo da sala para se deitar ela ouviu ruivos vindo de todos os lados, como se estivesse vindo de dentro das paredes. Já devia ter dado meia noite, mas o relógio da sala não estava produzindo nenhum som, nenhum badalar, Marie se virou para olhar e viu uma coruja gigante em cima do relógio, suas asas tampavam o relógio por completo impedindo que ela produzisse qualquer som, olhando mais atentamente Marie percebeu que a coruja era na verdade DINDO DROSSELMEIER!!!

Foi então que Marie viu camundongos saindo das paredes, centenas deles! Sem o badalar do relógio para assusta-los, os camundongos corriam livres pela sala, Marie tentou afugenta-los, mas eram muitos, eles começaram a se amontoar no centro da sala até que do meio da confusão de caudas, patas e focinhos surgiu um camundongo de sete cabeças, cada uma delas usando uma pequena coroa dourada, aquele camundongo monstruoso então liderou o seu exercito em direção ao armário.

Dentro do armário, Marie viu o seu quebra-nozes liderando o exercito de soldadinhos de brinquedo de Fritz para fora do armário em direção ao exercito do rei dos camundongos. A batalha pareceu durar a noite inteira, e no fim, o exercito de camundongos cercou o armário, quando o camundongo rei quebrou a espada do Quebra-Nozes e estava prestes a dar o golpe final, Marie tirou o seu sapato e atirou na direção do camundongo de sete cabeças, o exercito do rei se dispersou e Maria se sentiu cansada caindo no sono logo em seguida.

Na manhã seguinte ela acordou em um quarto de hospital, sua mãe disse que a encontrou desmaiada na sala junto com todos os brinquedos que estavam espalhados pelo chão, exigindo explicações do porquê Marie estava acordada até tarde. Marie então contou para sua família sobre a batalha entre o exercito de camundongos e os soldados de brinquedos, é claro que ninguém acreditou nela, nem mesmo Dindo Drosselmeier, que claramente estava lá.

Quando Marie acusou Dindo Drosselmeier de ser o responsável pelos camundongos terem invadido a sala de estar, o Desembargador desconversou e perguntou a Marie se ela já tinha ouvido falar da história do Quebra-Nozes e da princesa Pirlipat.

Há algum tempo atrás em um certo reino, o rei deu uma festa e pediu que sua esposa recheasse as salsichas com carne de porco. Enquanto recheava as salsichas a rainha dos camundongos, Madame Mauserinks, apareceu na cozinha e pediu um pouco de carne de porco para comer.

A rainha, apesar de não gostar muito da rainha dos camundongos, quis ser educada e deixou que a rainha dos camundongos comesse um pouco de toucinho, no entanto a rainha dos camundongos aproveitou a hospitalidade para chamar seus parentes para comer junto, acabando com quase todo o toucinho.A rainha até tentou distribuir o toucinho igualmente, mas quando mordeu a primeira salsicha o rei percebeu a diferença na hora.

Enfurecido com a rainha dos camundongos, o rei convocou o relojoeiro e vidente real, um homem conhecido como Christian Elias Drosselmeier, esse talentoso relojoeiro inventou a ratoeira e embora a própria Madame Mauserink fosse esperta o suficiente para não cair nessa armadilha, seus parentes não eram, um por um, todos os camundongos foram capturados e mortos, a rainha teve que fugir do castelo, mas não antes de jurar vingança contra o rei e sua família.

Pouco tempo depois a rainha daquele reino deu a luz a uma linda princesa, chamada Pirlipat. Em uma noite quando as servas estavam dormindo Madame Mauserink entrou no quarto da princesa e lhe lançando uma maldição, sua cabeça se tornou enorme, enquanto o seu corpo permanecia pequeno, sua boca também tinha crescido de modo que os dentes ficavam a mostra o tempo todo, ela parecia até um...Quebra-Nozes.

O rei procurou um modo de quebrar a maldição, mas o vidente relojoeiro Drosselmeier disse que o único modo de reverter o feitiço era de a princesa comesse uma noz Krakatuk, uma noz de casca tão dura que nem mesmo um caminhão seria capaz de quebrar-la, e essa nós deveria ser quebrada na frente da princesa por um homem que jamais tivesse se barbeado ou calçado botas na sua vida, além disso essa tarefa deveria ser feita com os dentes e após isso o homem deveria dar sete passos para trás sem tropeçar.

O rei declarou que aquele que pudesse cumprir tal tarefa, poderia se casar com a princesa Pirlipat, mesmo assim, ainda era preciso encontrar a lendária noz, então ele enviou o velho Drosselmeier na busca pela noz Krakatuk.

Quando estava quase desistindo Drosselmeier resolvei visitar um primo que não via faziam vários anos, após contar sobre sua busca, o primo do relojoeiro disse que certa vez, dois comerciantes de castanhas estavam discutindo na praça da cidade, no meio da discussão a sacola de um dos comerciantes caiu no chão e uma carroça passou por cima do saco quebrando todas as nozes que estavam lá dentro, todas, menos uma, o comerciante vendeu a noz para o primo por algumas moedas e partiu para outra cidade, quando o primo pegou a noz para mostra-la, eles viram a palavra Krakatuk esculpida na casca, aquela era a lendária noz Krakatuk.

Naquela mesma noite o primo também contou sobre o seu filho que costumava ser chamado de pequeno Quebra-Nozes pois ele tinha o costume de quebrar nozes usando apenas os dentes. Drosselmeier perguntou ao seu primo sobre o rapaz e descobriu que ele atendia todas as condições para se quebrar o feitiço, assim Drosselmeier e o jovem Drosselmeier Quebra-Nozes partiram de volta para o reino com a noz.

Assim como o vidente previu, o jovem Drosselmeier quebrou a noz sem nenhum problema, e a princesa Pilipat voltou a ser bela e elegante após comer a noz, no entanto, enquanto dava os sete passos para trás, o jovem Drosselmeier tropeçou na Madame Mauserinks, fazendo com que a maldição se voltasse para ele, a rainha dos camundongos estava morta, mas o rapaz se transformou em um quebra-nozes.

Antes de morrer Madame Mauserinks disse que seu filho de sete cabeças iria perseguir o quebra-nozes e vingar a morte de sua mãe. Como se não bastasse, a princesa Pirlipat ficou horrorizada ao ver a nova aparência de seu futuro noivo e se recusou casar com um homem de aparência tão deformada, e pediu que seu pai expulsasse a família Drosselmeier do reino.

Após ouvir a história, Marie não conseguia parar de pensar que o seu quebra-nozes era o jovem Drosselmeier do conto, Marie queria ajudar o quebra-nozes e até, quem sabe de alguma forma, quebrar a maldição, mas antes que Marie pudesse pensar em alguma forma de salvar o jovem Drosselmeier, o rei do camundongos apareceu em seu quarto e exigiu que ela lhe entregasse todos os seus doces, caso o contrario ele invadiria o armário e destruiria o Quebra-Nozes além do conserto.

Sem ter o que fazer Marie entregou os seus doces, mas a cada noite o Camundongo Rei aparecia e pedia cada vez mais, após entregar todos os doces, Marie começou a ceder seus brinquedos para o camundongo roer, se as coisas continuassem assim, Marie não teria mais nada e o Camundongo destruiria o Quebra-Nozes.

Chorando do seu quarto, Marie ouviu alguém a chamando, por um momento ela achou que era o Camundongo Rei, mas a voz se revelou ser do próprio Quebra-Nozes. Ele agradeceu por tudo que Marie estava fazendo por ele, mas sem uma espada ele não poderia derrotar o Rei dos Camundongos.

Marie então foi até o quarto de seu irmão Fritz, e pediu uma espada de um de seus soldados de brinquedo, no inicio Fritz não acreditava na sua irmã, mas Marie insistiu tanto que Fritz cedeu. Na noite seguinte o Quebra-Nozes entregou como presente para Marie as sete coroas do Camundongo Rei e levou Marie para conhecer o seu reino, um lugar feito de doces e habitado por brinquedos e guloseimas.

Na manhã seguinte ela contou sobre a sua viagem ao reino do Quebra-Nozes, mas novamente ninguém acreditava nela, Dindo Drosselmeier até mesmo ameaçou jogar o Quebra-Nozes fora se ela continuasse a contar mentiras.

Mesmo com o rei dos Camundongos derrotado, o Quebra-Nozes continuava sob o feitiço da Madame Mauserinks, como ela iria encontrar uma maneira de quebrar o feitiço se ninguém acreditava nela? Mesmo sem saber o que fazer Marie prometeu que iria amar o Quebra-Nozes mesmo que ele nunca voltasse a sua verdadeira forma.

De alguma forma ela acabou pegando no sono e quando acordou o Quebra-Nozes havia desaparecido, levantando assustada Marie saiu correndo para procura-lo, mas esbarrou com sua mãe que lhe deu um sermão por correr pela casa enquanto recebiam visita, e logo em seguida a levou para conhecer o sobrinho do Dindo Drosselmeier, um belo rapaz que lhe trouxe vários doces, brinquedos e até uma espada para um dos soldados de brinquedo de Fritz.

Quando os dois estavam sozinhos na sala do armário o jovem Drosselmeier se ajoelhou e lhe agradeceu por tudo que ela havia feito, salva-lo do Camundongo Rei, lhe fornecer uma espada e  ama-lo como um simples Quebra-Nozes quebrando assim a maldição, por fim naquela mesma sala onde tudo começou, ele a pediu em casamento. E dizem que até hoje os dois governam o reino dos doces, vivendo felizes em seu castelo de marzipã.

Fontes:
HOFFMANN, E.T.A., Quebra-Nozes e Camundongo Rei-Berlendis e Vertecchia Editores.

7 de dezembro de 2018

Evento: Jardim Secreto

Próximo sábado, dia 15 de Dezembro, irá ocorrer a Feira Jardim Secreto na Praça Dom Orione, uma feira de pequenos empreendedores voltada para produtos orgânicos e artesanais.

A feira é um ótimo espaço para se visitar com os amigos ou a família durante o fim de semana, O centro da praça possui um palco que toca musica ao vivo, um playground para as crianças brincarem e uma praça de alimentação composta por food trucks estacionados em uma das ruas laterais da praça.

Além dos produtos gastronômicos, como geleias, azeites e doces, há também venda de cerâmicas, plantas, materiais de artesanato, cosméticos, roupas e até produtos voltados para animais.
Os expositores também oferecem degustação de seus produtos, caso você queira comprar algo diferente mas esteja com medo de se arrepender mais tarde, a maioria dos produtos tem uma qualidade muito boa, sendo difícil sair da feira sem comprar nada
O doce de leite dessa barraca era muito bom
Em uma das extremidades da praça há uma feira de adoção, passe lá para ver os cachorrinhos, vai que você acaba se apaixonando por um.

Me leve pra casa..
Eu já havia visitado a feira algumas vezes, e é claro que comprei algumas coisas, começando pelo carimbo de coelhinho que eu comprei na Kikaps Papers.

Os carimbos deles são um pouco caros em comparação as outras lojas, R$25,00, mas era a unica loja que tinha um carimbo de coelhinho, então eu não resisti.
Você também pode testar os carimbos antes de comprar.
Em seguida temos a geleia de vinho da Troppo!, um dos produtos que eu resolvi comprar depois de provar a degustação, ela tem um gosto que lembra um pouco sagu, doce mas com o sabor característico do vinho. O vidro com 310g custou R$25,00.


Por ultimo eu comprei um vidrinho de mel de Jataí, uma abelha sem ferrão, nativa da America do Sul, eu não sou fã de mel justamente porque eu não gosto de coisas muito doces, mas o mel de Jataí possui um sabor bem delicado e ligeiramente azedinho. Outro detalhe é que diferentemente dos outros tipos de mel, o mel de Jataí deve ser conservado dentro da geladeira.


Por ser delicado e caro, o vidro de 150g custou R$55.00, não aconselho a usar como ingrediente de doces que levam grandes quantidades de mel e sim como uma cobertura ou recheio para sobremesas menos doces como panquecas e bolinhos, no caso da panqueca abaixo eu coloquei apenas 50g de açúcar para 200g de farinha
Panquecas com mel de Jataí!!!
Caso você tenha perdido o dia e não queira esperar até a próxima feira, você pode visitar a Casa Jardim Secreto que vende alguns produtos de marcas parceiras do projeto, além de possuir um café e um espaço para oficinas e outras atividades.

Casa Jardim Secreto
R. Conselheiro Carrão, 374
Bixiga, São Paulo

Feira Jardim Secreto
Acontece uma vez a cada dois meses
Praça Dom Orione, 211-301
Bela Vista, São Paulo

Fontes e mais informações:
https://www.feirajardimsecreto.com.br/

8 de novembro de 2018

Amuletos: Quebra-Nozes

Eu ia fazer esse post em dezembro, mas como semana passada eu fui assistir O Quebra-Nozes e Os Quatro Reinos, achei que seria legal postar isso agora (Eu queria fazer um post de sexta falando sobre o filme, mas eu não gostei tanto assim dele)

Esculpidos na forma de soldadinhos, guardas, reis e recentemente figuras cultura pop, os quebra-nozes, assim como as renas, o Papai Noel e a árvore, são símbolos tradicionais do natal, mesmo que você nunca tenha visto um quebra nozes de verdade, você com certeza viu alguma coisa relacionada a ele nessa época do ano

Origem:
Originário da Alemanha, acredita-se que os primeiros bonecos Quebra-Nozes foram criados por um artesão de Seiffen, uma cidade no coração das Montanhas de Minério por volta do século XVII.

Como nozes são colhidas entre setembro e dezembro, esses brinquedos acabaram se tornando presentes populares durante essa época do ano, passando a serem associados ao natal.

Os bonecos se popularizaram nos Estados Unidos após a Segunda Guerra Mundial, quando soldados americanos que estavam na Alemanha voltaram para casa com pequenos soldados quebra-nozes como lembranças.

Além disso, o balé "O Quebra Nozes" apresentado pela primeira vez no San Francisco Ballet em 1944 acabou por se tornar uma tradição natalina nos teatros dos Estados Unidos, o que contribuiu com a popularização do brinquedo

Função:
Apesar ter sido criado obviamente para quebrar a casca das nozes, os modelos atuais são mais decorativos, sendo frágeis e incapazes de quebrar nozes.

Quanto á ser usado como um amuleto, segundo a tradição Alemã, eles são símbolos de força, poder e boa sorte, mostrando seus dentes para afastar os maus espíritos e servindo como mensageiro de boa vontade e sorte.

Como é usado:
Se você tiver um Quebra-Nozes funcional pode usa-lo para quebrar nozes, avelãs e dependendo do modelo, a casca de siris e lagostas.

Normalmente ele não é utilizado como amuleto o ano inteiro, servindo mais como um item decorativo para a ceia de Natal.

Fontes:
https://en.wikipedia.org/wiki/E._T._A._Hoffmann#Literary
https://en.wikipedia.org/wiki/The_Nutcracker#St._Petersburg_premiere
https://en.wikipedia.org/wiki/Nutcracker_doll
https://www.thoughtco.com/what-is-a-nutcracker-1007002
http://www.magicofnutcrackers.com/Nutcrackers/HistoryofNutcrackers.htm
https://www.christmasdecorationsoutlet.co.uk/35-5cm-wooden-nutcracker.html

28 de outubro de 2018

Mitologia: Saiona

Semana passada eu postei um conto sobre a Saiona, por isso essa semana eu estou escrevendo sobre ela.
Saiona, ou La Sayona recebe esse nome por causa de seu longo vestido branco rasgado, ela é um espirito vingativo da Venezuela que aparece após o anoitecer para castigar os homens infiéis.

Origem:
Dizem que a Saiona costumava ser uma mulher chamada Casilda, ou Melissa dependendo da versão da história, que vivia com seu marido e seu filho pequeno.

Certo dia, enquanto se banhava em um rio, um homem misterioso se aproximou e disse a Casilda que seu marido a estava traindo com sua própria mãe. Apesar de seu marido ser bom, fiel e atencioso, a mulher correu para casa, só para encontrar o marido e o bebê dormindo na cama do casal.

Mesmo assim, tomada por uma insana desconfiança, Casilda resolveu colocar fogo na casa, matando tanto o marido, quanto o seu próprio filho, em seguida, ela foi até a casa de sua mãe e a esfaqueou até a morte.

Antes de morrer a mãe de Casilda a amaldiçoou a vagar eternamente pela terra matando todos os homens que forem infiéis.

Características:
À primeira vista, a Saiona aparece como uma linda mulher de vestido branco.

Após seduzir e atrair um homem para dentro da floresta ela irá assumir a forma  de um esqueleto com chamas no lugar dos olhos.

Hábitos:
A Saiona aparece depois do anoitecer, mais especificamente quando homens começam a falar sobre mulheres, principalmente para aqueles que forem infiéis as suas esposas.

Então ela seduz o marido infiel e o leva para dentro da floresta ou algum lugar escondido, para que ela possa devora-lo.

Quando os amigos vão procura-lo, encontram um corpo destroçado, como se tivesse sido atacado por algum animal selvagem.

Fraquezas:
Ela irá recuar caso veja o sinal da cruz, o que faz com que os homens que a encontrem, abram os braços na forma da cruz para evitar que esse espírito os ataquem.

A Saiona também irá desaparecer no ar após o primeiro canto do galo anunciando o nascer do sol.

Fontes: http://e-medonho.blogspot.com/2015/03/saiona.html
http://docvirt.com/DocReader.net/DocReaderMobile.aspx?bib=cordel&pagfis=76317
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Sayona
http://www.cladoterror.com/2017/02/27/a-sayona
https://www.google.com.br/amp/s/m.megacurioso.com.br/amp/lendas-urbanas/42042-7-historias-folcloricas-completamente-sombrias-e-que-assustam-de-verdade.htm
https://elperiodiquito.com/noticias/93552/Leyenda-de-La-Sayona

25 de outubro de 2018

Lista de Pedras Toxicas 2

Como semana retrasada eu escrevi sobre pedras toxicas mais conhecidas e fáceis de se encontrar e comprar, essa semana eu resolvi fazer uma lista sobre as pedras mais venenosas, porém menos conhecidas

Amianto
A inalação de fibras de Amianto pode causar varias doenças pulmonares como câncer do pulmão, mesotelioma e asbestose.

Porém devido a sua resistência ao fogo, o amianto foi e ainda é utilizado em materiais de construção, isolantes térmicos e roupas a prova de fogo.

Segundo a Organização Mundial da Saúde todos os anos cerca de 107 mil pessoas morrem devido a doenças causadas pelo Amianto, o que fez com que ele fosse banido em mais de 60 países.

Arsenopirita
Parente da Pirita, sendo também conhecida como ouro dos tolos, a Arsenopirita tem um pequeno diferencial, a presença de arsênico em sua composição.

Aquecer ou golpear esse mineral com um martelo irá liberar gases letais e cancerígenos com cheiro de alho o que o torna mais fácil de ser identificado.




Estibina
Antigamente esse mineral era usado na produção de utensílios domésticos, causando muitos casos de intoxicação alimentar, antes que descobrissem que seus cristais continham Antimônio, um elemento  toxico usado atualmente na fabricação de baterias, revestimento de cabos, e materiais resistentes ao fogo.

Orpimento
Orpimento ou Auripigmento, assim como muitos dos minerais dessa lista, possui Arsênico em sua composição, a ingestão ou inalação da poeira pode causar vômitos, dores de barriga, diarreia sanguinolenta, perda de cabelo, entre algumas doenças a médio e longo prazo.

Antigamente por causa da sua cor amarelo-ouro e a baixa dureza, esse mineral era triturado e usado na fabricação de tintas.



Calcantita
Facilmente solúvel em água, a Calcantita enfraquece e desliga as funções de qualquer ser vivo que a absorva, seja ele vegetal ou animal, antigamente essa pedra era usada para exterminar algas indesejáveis em aquários e até mesmo lagos, causando um desastroso impacto ambiental.

Coloradoíta
Encontrada no magma vulcanico, a Coloradoíta é formada principalmente por telúrio e mercúrio, ambos extremamente tóxicos, e quando aquecida libera gases venenosos que podem causar problemas neurológicos graves, como a Doença de Minamata, caso sejam inalados.

Os sintomas por intoxicação de Coloradoíta podem incluir dor de cabeça, depressão, problemas de audição e visão, fraqueza e paralisia cerebral.







Hutchinsonita
Encontrado nas regiões montanhosas da Europa, a Hutchinsonita é uma rara combinação de três elementos tóxicos, Chumbo, Arsênico e Tálio.

Os sintomas por envenenamento podem incluir perda de cabelo, lesão do nervo periférico e em casos mais graves, morte

Torbenite
Devido as suas várias tonalidades de verde, a Torbenita é uma pedra de grande beleza, no entanto devido a presença de urânio, ela também é uma das pedras mais perigosas do mundo.

Além do perigo radioativo, gases produzidos por esse mineral podem desenvolver doenças respiratórias e câncer nos pulmões.

Colecionadores devem tomar diversas precauções ao manusearem essa pedra.



Cinábrio
Também chamado de Sulfeto de Mércurio, Cinábrio é conhecido como o mineral mais toxico da terra. O mercúrio presente na sua composição pode causar danos permanentes no sistema nervoso,e apenas a temperatura da pele humana é o suficiente para que o mercúrio evapore e seja absorvido pelo organismo.

Por causa da sua cor vermelho sangue, o Cinábrio era muito utilizado na produção de vasos e pratos ornamentados, joias, entre outros objetos decorativos, alguns médicos da antiguidade até mesmo receitavam cinábrio como medicamento para seus pacientes.


Fontes:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Asbesto
http://www.gobetago.com.br/2016/05/09/estas-sao-as-10-pedras-mais-perigosas-do-mundo/
https://www.megacurioso.com.br/minerais/71488-descubra-as-8-pedras-e-cristais-mais-mortais-encontrados-na-natureza.htm
https://www.the-open-mind.com/the-most-beautiful-but-deadly-crystals-on-the-planet/
http://canyouactually.com/here-are-10-of-the-most-deadliest-minerals-on-the-entire-planet/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Antim%C3%B4nio
https://listverse.com/2013/03/07/10-most-deadly-rocks-and-minerals/
http://portaldamineracao.com.br/ouro-pigmento/
https://misteriosdomundo.org/esses-minerais-podem-ser-bonitos-mas-eles-podem-matar-voce-da-pior-maneira-possivel/https://www.joya.life/pt-br/blog/a-versatilidade-da-estibina/
https://www.dakotamatrix.com/products/6734/orpimenthttps://pt.wikipedia.org/wiki/Calcantite
https://www.gentside.com.br/mineral/tao-belos-esses-10-minerais-sao-igualmente-os-mais-toxicos-do-planeta_art2445.html
http://gemasdobrasil.blogspot.com/2015/12/descubra-as-8-pedras-e-cristais-mais.html
https://www.usgs.gov/media/images/torbernite
https://hisour.com/pt/cinnabar-23671/

23 de outubro de 2018

Diário de Plantas: Maçãs

No post anterior do diário eu não havia escrito sobre todas as minhas plantas porque eu acabaria ficando sem assunto para os próximos posts, então eu acabei não contando que no mesmo dia que eu plantei os morangos eu também tinha plantado sementes de maçã que ficaram na geladeira durante quase três meses.

Sementes de maçã precisam de um período de frio para germinarem, mas depois de dois meses eu já estava cansada de esperar, e aproveitando que eu ia me sujar de terra plantando os morangos, porque não plantar as maçãs?
22 dias
Elas germinaram muito mais rápido que os morangos, em menos de um mês elas já estavam com folhas.

47 dias
74 dias, acho que chegou a hora de replantar
Eu não queria replantar as maçãs ainda porque da ultima vez elas acabaram morrendo, mas chegou num ponto que eu achei melhor não adiar mais, até porque as mudas mais altas estavam cobrindo o sol das menores.
Por favor, continuem vivas e saudáveis

21 de outubro de 2018

Contos: Os dois Caçadores e a Saiona

Um conto de terror Venezuelano com um leve toque meu para o mês do terror

Certa vez dois caçadores decidiram passar alguns dias acampando nas montanhas, levaram bastante comida e caminharam o dia inteiro até o anoitecer, então,  acenderam uma fogueira, armaram suas redes e começaram a esquentar a comida e conversar um pouco, até que um dos caçadores resolveu falar sobre a sua namorada

-Ela é tão linda, seus olhos negros, sua voz tão delicada, sua pele...

-Ei!- Disse o outro- Pare de falar de mulheres compadre, não vê que estamos no meio da montanha?

-E daí? Não estou falando de qualquer mulher, estou falando da minha doce namorada, não estou sendo infiel

-Mesmo assim- Alertou o caçador-Você irá atrair a Saiona.

Assim que o segundo homem pronunciou o nome da Saiona, ele ouviram um assovio e passos vindo de longe e chegando cada vez mais perto até quem uma luz surgiu no meio da escuridão, e quanto mais se aproximava mais ela assumia a forma de uma bela mulher.

-Boa noite- Ela disse se aproximando da fogueira e sentando ao lado deles

-A Saiona!!- Um dele disse com um fio de voz com medo que ela escutasse.

Já o outro caçador estava encantado com a beleza da jovem, tudo nela o fazia se lembrar de sua amada, os olhos, o cabelo, o sorriso, tudo. Quando a fogueira estava começando a apagar, ele arrumou um espaço em sua rede e convidou a moça para dormir junto com ele, enquanto o seu amigo apavorado foi dormir na outra rede.

No meio da noite, sem conseguir pegar no sono sabendo que a Saiona estava bem ao seu lado, o caçador começou a ouvir gotas pingando, esticando a mão para fora da rede e tocou na rede de seu amigo para avisa-lo da chuva. Ela estava encharcada... Não só isso, ela que estava pingando... Levando as mãos até o rosto ele sentiu um cheiro metálico... Sangue.

Pulando da rede ele pegou uma lanterna e acendeu. Lá dentro da rede, estava o seu colega, pálido e coberto com o próprio sangue, com os olhos branco virados para o céu. Ele estava prestes a gritar quando viu uma mão ossuda agarrando na borda e uma caveira se levantando da rede, com duas chamas brilhando no lugar que seus olhos deveriam ficar, ela era a Saiona!!

Ele correu pela mata desesperado com a criatura atrás dele assoviando e chamando para a morte. Quando ele já podia sentir as chama de seus olhos tocando a sua nuca, ele avistou um córrego, o homem se jogou na água de braços abertos fazendo o sinal da cruz.

A caveira ficou olhando para ele, parada, e então com a mesma voz da moça ela chamou

-Venha...Venha...Venha..

O homem desviou o olhar e começou a rezar, a voz da caveira ela hipnotizante, mas ainda assim assustadora

-Venha... Venha... Venha...

Aquela voz fez a oração morrer em seus lábios e seus braço amolecerem, e então, quando a Saiona parecia prestes a pular em cima do homem, ele ouviu o canto dos galos, amanheceu! Ele estava salvo! A Saiona começou a gritar de frustração até que seu corpo desapareceu, como se tivesse evaporado no ar...

Fontes:
http://e-medonho.blogspot.com/2015/03/saiona.html
Neide T. Maia Gonzáles, Contos de assombração. São Paulo: Ática, 1995.