31 de outubro de 2014

Kolossoi

Kolossoi era um artefato usado pelos gregos, com o objetivo de proteção, apesar de também serem usados para causar o mal a algum inimigo ou então amarrar duas pessoas. Costumavam serem feitas de bronze, chumbo e algumas vezes de argila, metais preciosos, madeira, cera ou terra de sepulturas. Possuíam o formato de efigies (de certa forma eram parecidos com um boneco vodu) geralmente representadas de joelhos com as mãos e os pés amarrados, e espetos atravessando partes especificas do corpo (Ok, isso é assustador)
Eram encontrados em túmulos, santuários, lugares próximos a água, etc.

Basicamente o feiticeiro esculpia uma forma humana com os membros torcidos, (Kolossoi é um artefato para amarrar alguma coisa, sua forma representa isso, uma pessoa presa sem poder fugir ou se defender... assustador...), os espetos perfuravam partes que deveriam ser paralisadas (olhos ouvidos e boca iriam impedir a vitima de se comunicar, o coração, a vontade propria


Outro artefato mais antigo de sabida utilização pelos gregos especialmente para defesa contra forças do mal, e que datam pelo menos do século IV AEC, são as kolossoi, pequenas efigies normalmente confeccionadas em bronze ou chumbo, mas que há evidências de kolossoi feitas em argila, metais preciosos, madeira, cera e até mesmo feitas com terra de sepulturas. Essas boneca eram representadas quase sempre de joelhos e com as mãos e os pés atados, e uma quantidade de espetos tb de metal as perfuravam em partes específicas do corpo de acordo a intenção do praticante. Normalmente nos olhos, boca, genitália e membros tanto superiores quanto inferiores. Elas eram mais freqüentemente encontrados em túmulos, santuários, corpos de água, leitos de rios, esgotose também em uma casa helenística em Delos.
O objetivo das Kolossoi era principalmente o de “amarrar” as forças do mal ou quaisquer entidades que pudessem ser contrárias aos intentos do feiticeiro que a manipulava, incluindo deidades de tribos inimigas, mas também poderiam ser usadas contra inimigos humanos, fantasmas e até para prender o amor de alguém. No caso de defender-se de um inimigo cuja identidade é desconhecida, usa-se um par de kolossoi, um macho e outro fêmea. E no caso de saber-se ser um grupo de inimigos (normalmente uma outra tribo) ou grupo de espíritos usava-se em número de três.
Não era incomum a utilização de kolossoi de cunho sexual para amarrações de amantes, pretendentes e até mesmo maridos/esposas suspeitos de cometer adultério.
Sendo assim, estas e outras tantas formas de magia imitativa e manipulativa foram ganhando cada vez mais terreno a medida que a sociedade grega se desenvolvia, deixando seu caráter gentílico para assumir uma postura política, trazendo por consequência uma necessidade muito mais agressiva e imediatista de resolução de adversidades, fosse uma briga política, uma guerra entre estados ou até mesmo a derrubada de um competidor em evidência nos jogos. Essas novas necessidades fizeram com que muitos religiosos que praticavam as artes mágicas passassem a ver nisso uma forma de extorquir dinheiro da comunidade e começarem a cobrar por seus serviços, desta forma impelindo charlatões às mesmas práticas e obrigando o governo, no caso de Atenas, a tomar medidas precatórias com relação à prática da magia. Foram então criadas leis que puniriam com a mesma severidade com que um assassino era punido qualquer um que se conseguisse provar ter-se utilizado da magia para atentar contra outrem. Eis o início da marginalização da magia na Antiga Grécia.
Vimos, portanto, que há infinitos exemplos de como os atos e artefatos mágicos eram aplicados na vida cotidiana dos gregos, diferindo apenas um “religioso” de um “bruxo” o direcionamento de suas intenções diante da sociedade em um contexto muito mais político do que moral, uma vez que suas preces eram recorridas aos mesmos Deuses, seu modus operandi era praticamente o mesmo assim como os resultados obtidos.
No mais, o legado que a magia grega nos deixou é imenso, e ainda é até os dias de hoje um prato bem servido de história, filosofia, matemática e arte.

30 de outubro de 2014

Calendario greco romano

Como eu havia feito com os celtas decidi postar sobre festas romanas antigas, o romanos tinham o costume de festejar, e muito, parece que eles festejavam mais do que trabalhavam, e essas festas geralmente homenageavam os deuses, as mais importantes eram as Saturnais, Lupercais,  Equiria e os jogos seculares.

Saturnais
Era celebrado de 17 a 23 de dezembro, na época do solstício de inverno, toda a atividade economia parava e os escravos eram livre por um curto período. Nessa época as pessoas trocavam presentes e obviamente eram em homenagem a Saturno.

Lupercais
Em homenagem a Luperco, um deus pastoril, era celebrado dia 15 de fevereiro, na gruta de Lupercal no monte Palatino

Equiria
De 27 de fevereiro a 14 de março dedicada ao deus Marte, era uma época de novas campanhas militares, As celebrações ocorriam no Campo de Marte, onde corridas de cavalos eram realizadas.

Jogos Seculares
Jogos realizados de tempos em tempos.Reuniam apresentações atléticas e sacrifícios (tipo uma olimpíada)

Ambarvais
Festas em que se pedia a proteção dos deuses, principalmente Ceres (Paganálias também era dedicado a ceres), se pedia que as colheitas fosse fartas e os campos fossem férteis.

Caprotinas
Festas dedicadas a deusa Juno, esposa de Júpiter e rainha dos deuses, eram celebradas em julho. Junónias também eram festas dedicadas a juno

Compitais
Festas dedicadas aos deuses Lares, das encruzilhadas

Florálias
Dedicadas as Flora, celebradas na primavera.

Fontinais
Festas em honra as ninfas das fontes

Lamptérias
Festas iluminadas, dedicadas a baco, deus do vinho.

Latinas
Festas em honra a Júpiter

Palília
Festa dos pastores, em honra a Palés, celebrada em 21 de abril, aniversario da fundação de roma

Ramálias
Festas dedicadas a união de Ariadne e Baco, nelas se levavam cepas de videiras carregadas de uvas

Quinquátrias
Em honra de Palas, eram comemoradas de quatro em quatro anos durante cinco dias.

Parílias
Festa em que damas grávidas pediam para terem partos felizes.

Portunais
Festas dedicadas ao deus dos portos, Portuno

Fontanálias
Celebradas no dia 13 de outubro no monte Celius em homenagem as ninfas das águas

Vulcanais
Em honra a Vulcano, celebradas no dia 23 de agosto.

Vinálias
Celebradas em setembro, no começo da vindima e em maio quando acontecia a prova do vinho novo

Vicenálias
Aconteciam de vinte em vinte anos, onde se implorava aos deuses pela saúde do imperador.

Venerais
Festas em honra a Vénus

Vestálias
Festas dedicadas a Vesta

Vacunais
Celebradas principalmente em povos de origem sabina, eram em honra a Vacuna.

Targélias
Festas dedicadas a Diana

Septimátrias
Em honra de Minerva

Sabázias
Festa grega e romana em homenagem a Baco e Júpiter

(Cara... eles não estavam brincando quando disseram que os romanos tinham muitas festas)
Fontes:
http://pt.slideshare.net/professorfabio/as-festas-da-antiguidade

29 de outubro de 2014

Como tudo terminou- Capitulo 3

                Dara havia chamado Lovely para uma espécie de missão, Giovana não estaria lá, teve que sair numa emergência ajudar num parto, Giselle também não iria, Dara não explicou porque. Por um lado Lovely estava aliviada por não ter que encarar Giovana, mas por outro, teria que encarar Marina.
                -Vamos logo com isso, eu quero sair daqui e enfiar a minha cabeça no travesseiro o mais rápido possível.
                -Qual o problema Lovely? Não era você que adorava uma aventura?
                -Marina, sério, hoje eu não estou num bom dia, não me obrigue a sujar a minha roupa de sangue de sereia.
                - Calem a boca você duas- Horkeus disse irritado- Estamos na central dos caçadores, destruímos uma boa parte da tecnologia deles
                -Já notaram que é sempre o inimigo que tem mais armas e recursos? E a gente que se vire com o que encontrar- Noken disse.
                -Eu realmente esperava esse comentário da Lovely- Grog disse coçando a nuca.
                -Só precisamos destruir mais algumas salas e poderemos ir embora...- Lovely disse pensativa “Qual é o motivo disso?” Ela pensava consigo mesma “Porque Dara nos mandaria para cá somente para causar alguns problemas como destruir tecnologia? Será que os caçadores descobriram sobre as puras? Sim, depois que nós descobrimos que ela é uma fada pura ficou difícil de confiar nela novamente. Talvez... Ela só tivesse medo que não aceitássemos ela, que tivéssemos medo dela” Lovely soltou um suspiro e continuou seguindo pelo corredor até fazer uma curva e esbarrar em alguém que vinha do outro lado, Leandro. Lovely se preparou para atacar Leandro, mas acabou hesitando quando se lembrou que isso era para ser uma missão pacifica. Por causa disso Leandro a acertou primeiro. Daniel apareceu logo em seguida virando o corredor.
                -O que estão fazendo aqui? Querem morrer?- Daniel perguntou
                -Ainda estou considerando essa possibilidade...- Lovely disse se levantando- Estamos destruindo a tecnologia dos caçadores..
                -LOVELY!!!! SUA IDIOTA!!- Noken gritou- Está contando a missão para o inimigo
                -Acho que eles estão aqui pelo mesmo motivo que nós, afinal se algum caçador descobrir como se derrota um impuro, isso será um grande problema, não é mesmo?
                Um alarme começou a soar pelos corredores
                -Ótimo!!- Horkeus disse dando um soco em Noken- Graças a essa besta, eles descobriram que estamos aqui. Tentem não se separar
                Todos haviam saído correndo antes que Horkeus pudesse terminar a frase, Lovely tinha ido com Daniel sem querer, Marina seguiu sozinha pelo mesmo caminho que eles, Leandro simplesmente desapareceu e Grog, Horkeus e Noken ficaram juntos
                -Só vieram... Vocês... Dois...?- Lovely dizia ofegando.
                -Não é preciso um grupo grande para algo tão simples como queima de arquivo, porque está tão cansada nem corremos tanto assim.
                -Isso é duplamente humilhante
                -A culpa não é minha se vocês fazem muito barulho e não conseguem colocar suas diferenças de lado só para continuarem vivos.
                -Eu não tenho tempo para isso, melhor parar de falar comigo de forma tão amável, seu chefe pode ficar zangado.
                Marina ouviu os dois conversando e se escondeu.
                -Talvez você devesse deixar eles presos aqui- Daniel disse brincando
                -É, isso tornaria a minha vida muito agradável, mas não vou fazer isso, não agora.- Depois saiu correndo assim que recuperou o fôlego- Desculpe por sair assim, mas não seria nada legal se algum deles descobrir.
                Marina correu para longe assustada “Lovely é uma traidora eu preciso avisar os outros antes que...”
                -Marina? Você está bem?- Noken tocou no ombro dela

                -E-eu preciso contar uma coisa...

28 de outubro de 2014

Plantas: Trigo

*Suspiro... Com tanta coisa para escolher, sim eu fui escolher justamente a cultura Grega... Eu devo ter algum problema... (mas acho que isso pode ajudar a Diere). Resolvi começar com o trigo. Isso me lembra que eu encontrei algumas sementes (passeando por um parque)que eu acredito ser trigo, resolvi plantar e por enquanto elas ainda não morreram (não me julgue).
Triticum spp (a mais cultivada se chama aestivum sp.), o trigo é um dos alimento mais cultivado no mundo, é usado para produzir pães e massas em geral, alimentar animais e ser usado como forragem

Cultivo:
O ideal seria um solo tratado com calcário, bem adubado e cultivado anteriormente com uma planta leguminosa. (O meu até que esta se virando bem eu acho...). O mais complicado seria encontrar sementes de trigo, acho que elas costumam ser vendidas em grande escala para fazendeiros.

Culinária:
Alem de ser usado para produzir farinha de trigo e usado para produzir pães e bolos, também pode ser comido na forma de grãos em saladas. Me parece popular na culinária árabe

Medicina:
Algumas pessoas usam como fonte de clorofila (visto que é uma ótima fonte de nutrientes e minerais). Serve como antioxidante, calmante, emoliente (hum...amaciante?). É usado para anemia, convalescência, desnutrição, doença cardíaca, hipotensão, intestino preso, o gérmem de trigo ajuda a prevenir a arteriosclerose, o colesterol e doenças cardiovasculares.

Magia:
Os gregos acreditavam que a deusa da colheita, Deméter, ensinou as pessoas a cultivarem o trigo, o trigo se tornou o simbolo da deusa. Antigamente ele só era consumido pelos ricos, e usado como alimento para os mortos. Algumas pessoas acreditam que ingerir trigo branco (farinha) traz dinheiro e sucesso, você pode gravar um simbolo na massa antes de assar (mas isso depende do que você quer trazer) Pelo que parece o trigo é regido por Vênus (interessante, os gregos jogavam grãos de trigo nos recém-casados e os noivos usavam grinaldas de trigo representando pureza e fertilidade)


Fontes:
http://www.plantasquecuram.com.br/ervas/trigo.html#.UfvaspKTju5
http://ateliedaserra.blogspot.com.br/2011/03/como-plantar-seu-proprio-trigo.html
http://vivamagia.blogspot.com.br/2009/12/trigo.html
http://coisasdefadas-wicca.blogspot.com.br/2011/09/demeter.html

27 de outubro de 2014

Como tudo terminou- Capitulo 2

-Porque?
                -Dara me pediu, ela disse para não contar a ninguém, não valeria a pena gastar um artefato tão poderoso desse modo só por compaixão, bondade, pena ou porque vocês não tiveram coragem de mata-lo.
                Alex fechou os punhos com força e fechou os olhos Giovana apenas cruzou os braços dizendo:
                -Continue...
                -Dara não gosta de você Alex.
                -Me diga algo que eu não sei, Já estou cansado de ouvir que se eu fizer algo errado qualquer um tem permissão para me matar. Horkeus estava desesperado para conseguir um dente de vampiro assim que me matasse. Mas ele parou já faz um tempo.
                -Ele parou porque se isso acontecesse eu teria que te matar...Ela ficou preocupada que em uma dessas brincadeiras estúpidas do Horkeus alguém saísse ferido, por isso se for preciso eu irei te matar, e diferente de você, não irei ter compaixão para te deixar vivo, eu jurei pela minha palavra- Ela disse com o rosto abaixado- Eu tenho um aliado entre os impuros, Daniel, acho que ele se apaixonou por mim, mas não consigo e nem quero confiar nele, pode ser útil caso ele me conte segredos dos impuros e me ajude a derrotar Leandro.
                -Já chega.- Giovana disse- Eu não quero mais ouvir. Eu vou contar um segredo Lovely, logo que eu te conheci, Marina disse que eu não deveria confiar em você, que você não tinha sentimentos, eu nunca dei ouvidos a isso porque sempre te vi como uma amiga, mas acho que Marina estava certa o tempo todo.
                Alex ficou em silencio e saiu sem falar nada Giovana fechou a porta e de aproximou de Lovely com o punho fechado brilhando em roxo
                -Manda ver...
                Lovely estava com o rosto abaixado sem demonstrar emoções, uma lágrima escorreu e caiu no colo de Lovely, Giovana percebeu, mas acertou com força a boca do estomago.
                Lovely ficou olhando para o fundo da xícara em silencio, o efeito da poção já havia passado. Llana estava pensativa sentada em frente a Lovely
                -Eu falava aquilo de maneira tão fria... Mas não conseguia explicar porque eu fiz tudo aquilo
                -Isso porque a poção impede a pessoa de mentir- Llana disse seria- Ou então só deixa que a pessoa fale a mais pura verdade, ou o que a pessoa achar que é a mais pura verdade.
                -Isso significa que eu não me importo com ninguém
                -Eu não disse isso, você fez algo no meu jardim que muitas pessoas diriam ser ilegal, mas foi somente para proteger quem você ama, foi algo muito gentil.... Mas...Só por curiosidade, o que foi que aconteceu entre você e Marina para ela não confiar em você?
                -Eu não lembro, mas acho que tem a ver com uma caixa na minha mente, quem abre ela simplesmente morre, há um tempo atrás Marina tinha vindo tirar satisfação comigo por algo que eu não lembrava, mas quando ela ia contar o que eu fiz, ela caiu no chão tossindo sem conseguir respirar, passou uns dias de cama e nunca mais tocou no assunto
                -Um feitiço proibido.
                -O que?
                - Antigamente quando você queria se esquecer de algo ou fazer uma pessoa se esquecer, você usava esse feitiço, qualquer um que tente forçar a pessoa a se lembrar, irá morrer ou não irá conseguir falar, infelizmente esse feitiço acaba com praticamente todos os poderes da pessoa, talvez isso explique a sua dificuldade com feitiços.

                -Seja lá o que eu fiz, parece que não aguentei a culpa... E não sei se quero lembrar. Talvez fosse melhor que meu coração fosse estraçalhado...

26 de outubro de 2014

Mitologia: Deuses Celtas

Como post de mitologia, resolvi postar sobre os principais deuses celtas, há também dos dois deuses principais, Anu, e Cernunnos.

Angus Mac Og
Deus da Juventude, do AMOR e da Beleza na Irlanda Antiga. Um dos Tuatha de Dannan, Angus possuía uma harpa dourada que produzia música de irresistível doçura. Os seus beijos transformavam-se em pássaros que transportavam mensagens de amor.

Anu/Annan/Dana/Dannan
Deusa Mãe, da Abundância, sendo a maior de todas as deusas do panteão irlandês. Aspecto virginal da Deusa Tripla, formada com Badb e Macha, guardiã do gado e da saúde. Deusa da Fertilidade, da PROSPERIDADE e do CONFORTO .

Arawn
Regente do Inferno, Annwn, o Submundo na tradição galesa. Representa a vingança, o terror, à guerra.

Arianrhod
Seu nome significa Roda de Prata ou Grande Mãe Frutuosa. Arianrhod é a Face Mãe da Deusa Tríplice para os povos de Gales. Honrada em especial na Lua Cheia, ela é a guardiã da Roda de Prata, símbolo do tempo e do karma. Senhora da Reencarnação.

Badb
Seu nome, que se pronuncia Baid, foi traduzido como Corvo de Batalha, ou Gralha Escaldada, que representaria o caldeirão da vida, conhecido em Gales como "Cauth Bodva". Badb, deusa da Guerra, é esposa de Net, também deus da Guerra. Irmã de Macha, a Morrigu, e de Anu. Aspecto Maternal da Deusa Tripla irlandesa. Associada ao caldeirão, aos corvos e às gralhas, Badb rege a vida, a sabedoria, a inspiração e a iluminação.

Banba
Deusa irlandesa que, juntamente com Fotia e Eriu, usava a magia para repelir os invasores.

Bel/Belenus/Belenos/Belimawr
Seu nome significa "brilhante", sendo o Deus do Sol e do FOGO dos irlandeses. Belenos dá seu nome ao festival de Beltane, ou Beltain, festa de purificação e fertilidade comemorada em 1o. de maio no hemisfério norte. Belenos era ainda ligado à ciência, CURA , fontes térmicas, fogo, SUCESSO , prosperidade, colheita e à vegetação.

Blodeuwedd
Seu nome foi traduzido como "flor branca", sendo representada, muitas vezes, com um lírio branco nas cerimônias de iniciação celtas de Gales. Criada por Math e Gwydion, o Druida, para ser esposa de Lleu, foi transformada em coruja por causa do seu adultério e da conspiração para a morte do marido. Aspecto virginal da Deusa Tríplice dos galeses, Blodeuwed tinha por símbolo uma coruja. Seu domínio é o das flores, sabedoria, mistérios lunares e iniciações.

Boann/Boannan/Boyne
Deusa do rio Boyne, na Irlanda, mãe de Angus mac Og com o Dagda. Bran - O Abençoado. Bran era irmão do poderoso Manawydan ap Llyr e de Branwen, sendo filho de Llyr, do folclore galês. Associado aos corvos, Bran é o deus das profecias, das artes, dos chefes, da guerra, do Sol, da música e da ESCRITA .

Branwen
Irmã de Bran e esposa do rei irlandês Matholwch. Vênus dos Mares do Norte, filha de Llyr, uma das três matriarcas da Grã-Bretanha. Branwen é chamada Dama do Lago, sendo a deusa do AMOR e da beleza no panteão galês.

Brigit/Brid/Brigid/Brig
Seu nome significa "flecha de poder". Brigit era filha do Dagda, sendo chamada A Poetisa. Outro aspecto de Danu, associada a Imbolc. Tinha uma ordem dedicada a ela, formada só por mulheres, em Kildare, na Irlanda, que se revezavam para manter o FOGO sagrado sempre aceso. Deusa do fogo, fertilidade, lareira, todas as artes e ofícios femininos, artes marciais, curas, medicina, agricultura, inspiração, aprendizagem, poesia, adivinhação, profecia, criação de gado, amor, FEITIÇARIA , ocultismo.

Cernunnos
Seu nome deve ser pronunciado como se tivesse um "k": kernunnos. Deus Cornudo, Consorte da Grande Mãe, deus da Natureza, Senhor do Mundo. Comumente representado por um homem sentado na posição de lótus, cabelo comprido e encaracolado, de barba, nú, usando apenas um torque (colar celta) ao pescoço, ou ainda por um homem de chifres, sendo, por isso, erroneamente comparado ao diabo dos cristãos. Os seus símbolos eram o veado, o carneiro, o touro e a serpente. Deus da virilidade, fertilidade, animais, AMOR físico, natureza, bosques, reencarnação, riqueza, comércio e dos guerreiros.

Cerridwen/Ceridwen/Caridwen
Deusa da Lua do panteão galês, sendo chamada de Grande Mãe e A Senhora. Deusa da natureza, Cerridwen era esposa do gigante Tegid e mãe de uma linda donzela, Creirwy, e de um feio rapaz, Avagdu. Os bardos galeses chamavam a si mesmos de Cerddorion, filhos de Cerridwen. Há uma lenda que diz que o grande bardo Taliesin, druida da corte do rei Arthur, nascera de Cerridwen e se tornara grande MAGO após tomar algumas gotas de uma poderosa poção de inspiração que Cerridwen preparava no seu caldeirão. Cerridwen é ainda a deusa da Morte, da fertilidade, da regeneração, da inspiração, magia, astrologia, ERVAS , poesia, encantamentos e conhecimento.

O Dagda
No folclore irlandês, o Dagda era chamado de O Bom Deus, Grande Senhor, Pai dos DEUSES e dos homens, o Arquidruida, deus da magia, da TERRA . Rei supremo dos Tuatha de Dannan, mestre de todos os ofícios, senhor de todos os conhecimentos. Teve vários filhos, entre eles Brigit, Angus, Midir, Ogma e Bodb, o Vermelho. O Dagda tinha uma harpa de carvalho vivo que fazia com que as estações mudassem quando assim o ordenasse. Deus dos magos e sacerdotes, senhor dos artesãos, da música e das curas.

A Dama Branca
Conhecida em todos os países celtas, era identificada como Macha, Rainha dos Mortos, a forma idosa da Deusa. Simbolizava a morte e a destruição. Algumas lendas chamam-na de Banshee, aquela que traz a morte.

Danu/Dana/Dannan
Principal Deusa Mãe dos irlandeses, às vezes identificada com Anu. Mãe dos Tuatha de Dannan, Povo de Dana, o Povo Mágico, descendente dos deuses, que se escondeu com a chegada dos cristãos às terras celtas. Outro aspecto da Morrigu, Danu é a patrona dos feiticeiros, dos rios, das águas, dos poços, da PROSPERIDADE e abundância, da sabedoria e da magia. Druantia - "Rainha dos Druidas", deusa ligada à fertilidade, às atividades sexuais, às árvores, à proteção, ao conhecimento e à criatividade.

Dylan
Filho da Onda, Dylan era o deus do mar para os antigos galeses, sendo filho de Gwydion e Arianrhod. Seu símbolo era um peixe prateado.

Elaine
Aspécto virginal da Deusa no panteão galês.

Epona
Seu nome significa "grande cavalo", sendo homenageada em Gales como deusa dos cavalos. Seus atributos incluíam ainda a fertilidade, a maternidade, a PROSPERIDADE , os animais, a CURA e a colheita.

Eriu/Erin
Filha do Dagda, Erin era uma das três rainhas dos Tuatha de Dannan da Irlanda.

Flidais
Deusa da floresta, dos bosques e criaturas selvagens do povo irlandês. Viajava numa carruagem puxada por veados e tinha a capacidade de mudar de forma.

Goibniu/Gofannon/Govannon
Era o Grande Ferreiro do povo irlandês, semelhante a Vulcano. Foi ele quem forjou todas as armas dos Tuatha de Dannan. Estas armas sempre atingiam o alvo e toda ferida provocada por elas era fatal. Deus dos ferreiros, dos fabricantes de armas, da ourivesaria, fabricação da cerveja, FOGO e trabalho com metais em geral.

Green Man (O Homem Verde)
O Homem Verde tinha os mesmos atributos de Cernunnos, sendo igualmente uma divindade cornuda que habitava as florestas. Deus dos bosques, seu nome, em galês antigo, é Arddhu (O Escuro) ou Atho.

Llyr/Lear/Lir
No folclore galo-irlandês, Llyr era o deus do mar e da ÁGUA , sendo considerado, ainda, senhor do mundo subterrâneo. Llyr era pai de Manawyddan, de Bran e de Branwen.

Gwydion
O Grande Druida dos galeses. Feiticeiro e bardo do Norte de Gales, seu símbolo era um cavalo branco. Rege a ilusão, as mudanças, a magia, o céu e as curas.

Gwynn ap Nud
Rei das fadas e do submundo na tradição galesa.

Gwythyr
Oposto de Gwynn ap Nud, Gwythyr era o senhor do mundo superior, também no folclore galês.

Herne
O Caçador, era associado a Cernunnos, o Deus Cornudo, e acabou sendo, também, associado à floresta de Windsor.

Lugh/Luga/Lamhfada/Llew/Lug/Lug Samildanach/Llew Llaw Gyffes/Lleu/Lugos
Na Irlanda e em Gales, Lugh era chamando O Brilhante. Deus do Sol e da guerra, era associado aos corvos, tendo por símbolo, em Gales, um veado branco. Sua festividade é Lughnasadh, outra festa da colheita. Era filho de Cian e de Ethniu. Tinha uma espada e uma funda mágica. Lugh era carpinteiro, pedreiro, ferreiro, harpista, poeta, druida, médico e ourives. Seu domínio incluía a magia, o comércio, a reencarnação, o relâmpago, a ÁGUA , as artes e ofícios em geral, viagens, curas e profecias.

Macha (O Corvo)
Rainha da Vida e da Morte no panteão irlandês. Um dos aspectos da Morrigu, era reverenciada também em Lughnasadh. Após uma batalha, os irlandeses cortavam as cabeças dos vencidos e oferenciam a Macha, sendo este costume chamado de A Colheita de Macha. Deusa protetora da guerra, e da paz, Macha regia também a astúcia, a força física, a sexualidade, a fertilidade e o domínio sobre os machos.

Manannan mac Lir/Manawyddan ap Llyr/Manawydden
Filho do deus do mar, Llyr, era homenageado como uma das principais divindades do mar pelos irlandeses. Reverenciado ainda como protetor dos navegadores, deus das tempestades, da fertilidade, da navegação, dos mercadores e do comércio. Tinha uma armadura mágica que se dizia ser impenetrável.

Math Mathonwy
Deus da FEITIÇARIA , da magia e do ENCANTAMENTO no folclore galês.

Merlin/Merddin/Myrddin
Figura já conhecida do círculo da mitologia arturiana, este era o Grande Feiticeiro, o Druida Supremo dos galeses. Dizia-se que aprendeu sua magia (que não era pouca) com a própria Deusa, sob os nomes de Morgana, Viviane, Nimue ou Rainha Mab. A tradição diz que Merlin dorme numa caverna de CRISTAL depois de enganado por um ENCANTAMENTO de Nimue. Merlin era o senhor da ilusão, da profecia, da adivinhação, das previsões, dos artesãos e ferreiros. Diz-se ainda que tinha grande habilidade de mudar de forma.

Morrigu/Morrigan/Morrighan/Morgan
A Morrigu era tida como a Grande Rainha, Senhora Suprema da Guerra, Rainha dos Fantasmas e Rainha Espectro, pois possuía uma forma mutável. Reinava sobre os campos de batalha, ajudando com sua magia. Representa o aspécto idoso da Deusa Tríplice, sendo associada aos corvos e gralhas. Patrona das sacerdotisas e feiticeiras.

Nuada/Nuda/Nodons/Nodens/Lud/Llud Llaw Ereint
No folclore galo-irlandês, era reverenciado como o senhor dos DEUSES , como Júpiter. Possuía uma espada invencível, guardada pelos Tuatha de Dannan. Nuada era o deus da cura, da ÁGUA , dos oceanos, da pesca, da navegação, dos carpinteiros, ferreiros, harpistas, poetas e narradores de histórias.

Ogma/Oghma/Ogmios/Grianainech/Cermait
Herói semelhante a Hércules, Ogma tinha uma enorme maça com a qual defendia seu povo, os Tuatha de Dannan, sendo eleito seu campeão. A tradição diz que foi ele quem inventou o alfabeto ogham, utilizado pelos antigos druidas, baseado em árvores consideradas mágicas. Ogma rege a eloquência, os poetas, escritores, a inspiração, a força física, a linguagem, a literatura, as artes, a música e a reencarnação.

Rhiannon
Grande rainha dos galeses, Rhiannon era a protetora dos cavalos e das aves. Rege os encantamentos, a fertilidade e o submundo. Aparece sempre montando um veloz cavalo branco.

Scathach/Scota/Scatha/Scath
Seu nome traduzia-se como A Sombra, Aquela que combate o medo. Deusa do submundo, Scath era a deusa da escuridão, aspecto destruidor da Senhora. Mulher guerreira e profetisa que viveu em Albion, na Escócia, e que ensinava artes marciais para os guerreiros que tinham coragem suficiente para treinar com ela, pois era tida como dura e impiedosa. Não foi à toa que o adestramento do herói Cu Chulainn foi levado a cabo por ela mesma, considerada a maior guerreira de toda a Irlanda. Scath era ainda a patrona dos ferreiros, das curas, magia, profecia e artes marciais.

Taliesin
Taliesin o Bardo, foi o druida chefe da corte de Arthur, um dos maiores reis da Inglaterra. Dominava a arte da ESCRITA , a poesia, a sabedoria, a magia e a música. Taliesin é tido como patrono dos druidas, bardos e menestréis.(Eu sempre achei que Taliesin era o avô ou pai de Merlin, mas não me lembro com clareza)

Fontes:
http://www.oldreligion.com.br/novo/conteudo/index.asp?Qs_idConteudo=11

25 de outubro de 2014

Como tudo terminou- Capitulo 1

-Eu não acredito nisso- Lovely dizia andando de um lado para o outro da sala, Ela tinha entrado tagarelando coisas sem sentido há pouco tempo atrás, Llana a observou durante esse tempo tentando entender.- O que as pessoas querem de mim? Eu sei que eu já sei a resposta mas porque comigo?
                -Lovely... Quer falar sobre alguma coisa?
                -Quero! Quer dizer... Não... ahhhh oq eu faço?
                Llana pegou duas xícaras do armário encheu uma com chá e a outra com chocolate, colocou a com chocolate em frente a Lovely e bebeu um gole de chá.
                -Beba isso, pode te ajudar a se acalmar, pelo jeito alguém foi envenenada com uma poção da verdade, e uma poção da fala, você não consegue se calar, e não consegue mentir. Pode me contar se não tiver mais ninguem em quem confiar.
                -É que é muita coisa...- Ela disse bebendo o chocolate.- Eu não conseguia ficar quieta lá no castelo, então eu vim pra cá.
                -Tente começar por quem te envenenou.
                Lovely deu um suspiro e disse:
                -Foi a Giovana...
“-Precisamos conversar...- Giovana disse séria, nesse momento o sorriso de Lovely desapareceu.
-Quando alguém fala: precisamos conversar, é certeza absoluta que coisa boa não é... O que você quer?
-Por acaso você anda roubando sangue de humanos?
-O que? Eu? É claro que não!!!
                -PARE DE MENTIR!!!!! – Ela disse batendo o punho da mesa da penteadeira
                Lovely levou um susto e caiu sentada em cima da cama, a bolsa caiu aberta no chão, uma garrafa de sangue rolou para fora. Giovana olhava sem conseguir acreditar no que via, ela olhou para Lovely com desprezo, Lovely se encolheu na beira da cama e olhava insistentemente para a janela esperando uma oportunidade para sair correndo, mas desistiu, Giovana estava muito perto e era muito rápida. Giovana percebeu que Lovely queria escapar e usou magia para trancar as portas e janelas do quarto, depois foi no atelier e voltou carregando uma garrafa de vidro com um rótulo “poção da verdade”
                -Giovana o que voc- Lovely dizia até que Giovana segurou os ombros dela, a fez deitar na cama e beber a poção. Lovely rolou para o chão e começou a tossir tentando cuspir a poção- QUAL É O TEU PROBLEMA???!!! QUER ME MATAR??!!
                -Agora você não pode mais mentir. Você tem alimentado o Alex com sangue humano não é?
                - Sim- Lovely disse ainda tentando lutar contra a poção- Depois do que Gabriela fez com ele, ele ficou cada vez mais sedento, não poderia confiar em ninguém para contar isso, a não ser que fosse uma pessoa idiota o suficiente para prometer guardar segredo antes de saber qual era o segredo, quando ele me contou isso eu disse que ajudaria ele a conseguir o sangue que precisava sem machucar ninguém, mas em troca ele iria me ajudar a testar poções.
                -Entendo, você costuma testar poções em zumbis pois eles não tem sentimentos ou inteligência. Mas um vampiro seria muito mais útil já que são mais resistentes e podem dizer o que estão sentindo. O que mais você sabe?
                -Uma vez Diere me perguntou se eu sabia como curar um lobisomem permanentemente, eu respondi que uma bala de prata no coração iria resolver o problema e que não havia maneira de deixar a pessoa viva, mas existe um modo, um broche de lua crescente feita por um mestre de amuletos e artefatos.
                -Você o que?- Uma voz veio do corredor do outro lado da porta. Giovana destrancou a porta, um garoto entrou olhando fixamente para Lovely.

                -Alex...- Lovely disse sem se levantar

24 de outubro de 2014

Amuletos: Símbolos celtas



Ai ai, eu realmente preciso deixar tudo pronto para quando eu voltar, e esse é só o segundo post.
Espirais celtas parecem que não começam no dentro e terminam na borda, elas começam na borda, vão até o centro e depois voltam para a borda (tipo você colocar uma fita na e puxar a parte do meio para fazer uma espiral.

Os símbolos celtas, geralmente, são formados de espirais simples, duplas e triplas.

Espirais Simples: As espirais em sentido horário representam o sol de verão (a expansão) e no sentido anti-horário o sol de inverno (a proteção). Representam os solstícios.



Espirais Duplas: As espirais duplas representam, o equilíbrio, através dos equinócios da primavera e do outono. (ok, uma espiral representa o solstício e duas representam o equinócio)



Espirais Triplas: As espirais triplas representam a união dos Três Reinos Celtas, O céu, a terra e o mar, o céu era o que estava acima de nós, os deuses, a lua, e as estrelas, a terra era o que estava embaixo e o que nos alimentava, e o mar era o que estava dentro de nós, Pelo que entendi se chamava Triskelion, três pernas. (na minha modesta opinião dos três tipos de espirais, essa me parece a mais harmoniosa)


Elementos:

Existem quatro símbolos representando os quatro elementos, não consegui encontrar uma imagem boa de cada simbolo sozinho.

Terra:
Um triangulo de ponta cabeça com um traço cortando ele na horizontal, representa estabilidade, solidez, prosperidade, sucesso, fertilidade, estruturação e força de vontade.

Ar:
Um triangulo com um traço cortando na horizontal, representa conhecimento, inspiração, criatividade, harmonia, liberdade e habilidades psíquicas.

Fogo:
Um triangulo equilátero (na verdade todos os símbolos são triângulos equiláteros), significa energia, vigor, purificação, transformação, mudança, paixão, sexualidade e coragem.

Água:
Um triangulo equilátero de ponta cabeça, significa emoção, sentimento, amor, inconsciente, felicidade, simpatia e intuição

Alma:
Eu não ia falar desse, mas o que custa? ele é um circulo, as vezes é representado dividido em varias fatias (oito).

Fontes:
http://www.templodeavalon.com/modules/smartsection/item.php?itemid=3
http://www.templodeavalon.com/modules/smartsection/item.php?itemid=5
http://artigodezenove.blogspot.com.br/2010/05/segredo-do-pentagrama.html
http://pt.scribd.com/doc/26098728/Mitologia-Celta

23 de outubro de 2014

Feitiços para o Midsummer

Estava em duvida sobre postar orações celtas ou feitiços

Guirlanda de paz
Faça uma guirlanda com folhas bem verdes, encaixe três rosas brancas e polvilhe canela por cima, passe o midsummer com ela ou pendure na porta. Depois queime no caldeirão ou na fogueira visualizando paz harmonia e tranquilidade entre casais, pais e filhos.

Fogueira acolhedora
Escreva a palavra amor em vários papeis brancos e faça bolinhas com eles e coloque gentilmente no caldeirão com pétalas de rosa vermelha, folhinhas de manjericão, um anis estrelado e sálvia. Jogue um pouco de álcool e jogue no fogo e faça os seus votos de amor, quando o fogo estiver alto corte um mecha do seu cabelo e jogue no fogo.
Espere o fogo abaixar e tente, em silencio sugar a energia liberada, deixe o fogo apagar sozinho e enterre os restos.

Escadaria de bruxa
(no site se chamava Witches Ladder, resolvi deixar como escadaria) Pegue algumas penas e vá amarrando em um cordão, uma por uma formando uma escadaria enquanto visualiza o seu desejo, subindo uma escada até alcançar o seu objetivo.
Coloque a peça em um local que receba vento, quando o seu desejo for atendido, queime a escadaria com ervas que representem gratidão ou então óleo de sândalo, se o pedido não se realizar até o próximo midsummer, queime mesmo assim e faça outro.

Fontes:
http://oficinadasbruxas.com/tag/midsummer/

22 de outubro de 2014

A fada dos segredos- Capitulo 8

                A visão de Giovana estava ficando embaçada, não conseguia respirar direito, já estava de joelhos enquanto Rosairis caminhava tranquilamente em volta dela.
                -Antigamente os humanos tinham muito medo de nós... Algo a ver com o fato das puras levarem os humanos a insanidade, talvez eu até deixe você viva... Mas você nunca irá conseguir contar as suas amigas o que aconteceu com você. – Ela disse sorrindo
                Giovana fechou os punhos apertando com força, percebeu que estava segurando alguma coisa, era a sua adaga, não iria ajudar em nada, mas isso não importava, ela segurou a lamina firmemente se concentrou para mirar no pescoço de Rosairis que nem deu importância, o que uma simples faca poderia fazer?
                Giovana lançou, Rosairis estava prestes a parar a faca, mas ela não conseguiu, a faca a acertou um pouco abaixo do pescoço e fez um som de metal se partindo, definitivamente não havia acertado Rosairis, Giovana fechou os olhos esperando tudo acabar...
                A dor começou a enfraquecer, cada vez mais fraca até desaparecer, Giovana se levantou e viu Rosairis segurando alguma coisa onde Giovana tinha acertado, um pingente de colar talvez... Rosairis abriu a mão olhando para o objeto que estava despedaçado, um pingente em forma de chave, havia uma mancha no pescoço dela em forma de fechadura que começou a sangrar, lagrimas começaram a escorrer pelos seus olhos e ela caiu no chão.
                -Agora eu lembro...- Ela disse triste, sorriu e continuou- Eu queria uma família...Ele me deu, mas isso já não importava mais.- E enfim fechou os olhos
                -Então... Eles não são perfeitos, eles possuem uma fraqueza...- Giovana disse olhando para Rosairis, ela então pegou a adaga que estava caída próxima a Rosairis- Do que você é feita para conseguir derrotar um impuro?- Felipe estava tentando se levantar e Victoria estava desacordada, seria fácil...Mas não valia a pena, ela guardou a adaga e ajudou Felipe a se levantar.
                -Não vai mais me matar?
                -Cala a boca antes que eu mude de ideia.... E... Você precisa levar a Victoria de volta para casa, os filhos dela irão ficar preocupados.
                -G-Giovana...
                -Como você sabe...
                -Obrigado
                -Esqueça.- Ela disse um pouco orgulhosa
                Depois que Victoria já estava em casa, ela perguntou o que Felipe iria fazer agora.
                -Eu não sei ao certo, mas eles sempre disseram que eu era uma criança de sorte, afinal sobrevivi a uma fada das trevas... Duas vezes- Ele disse indo embora.
                Lovely entrou no castelo usando a sacada do quarto, jogou a bolsa em cima da cama e nem notou que Giovana estava esperando por ela sentada em uma cadeira. Lovely se mostrou um pouco surpresa e preocupada, mas apenas sorriu

                -Precisamos conversar...- Giovana disse séria, nesse momento o sorriso de Lovely desapareceu.

21 de outubro de 2014

Comidas para feriados Celtas

Eu resolvi separar algumas receitas feitas para os oito festivais celtas, apesar de que seria mais interessante postar receitas que estejam ligadas ao feriado em si, como cidra de maçã para Samhain, vinho com especiarias para Beltane, Bebida quente para Yule ou pão de milho para o Lammas.

Creme de abobora para Samhain

Ingredientes:
1 kg de abóbora 
1 litro de água
½ litro de leite
2 latas de creme de leite com o soro
2 cebolas raladas
1 colher de sopa de manteiga
1 molho de cheiro verde
Sal
½ xícara de castanha do Pará triturada
Mais ou menos 2 colheres de sopa rasa de farinha de trigo

Preparação:
Limpe a abóbora e corte em pedaços.
Cozinhe a abóbora no leite, com a água, a cebola, o sal, a castanha e meio amarrado de cheiro verde por aproximadamente 1 hora.
Depois de cozida retire o amarrado de cheiro verde e bata a mistura no processador. Coloque novamente na panela e engrosse com a farinha dissolvida em água. Depois de fervida acrescente o creme de leite e prove o sal. Se quiser acrescente uma pitada de noz-moscada e pimenta do reino. Depois de pronta sirva quente salpicada com cheiro verde bem picadinho.

Lombinho com mostarda para Yule

Ingredientes:
Lombinho de porco
Mostarda de Dijon ou a comum
Alho
Pimenta do reino
Azeite
Louro
Alecrim
Sal

Preparação:
Numa tigela misturar muito bem o alho muito picadinho, a mostarda, as folhas, o sal, pimenta e o azeite. Pincelar o lombinho com este tempero, guardando ao menos 30 minutos para pegar bem o tempero.

Levar ao forno coberto com papel laminado, cerca de 1 a 3 horas, depende de quanto pesa seu pedaço de lombinho.

Pudim de Imbolc

Qualquer alimento que simbolize ou tenha ligação com o Sol ou fertilidade é apropriado para este Sabbath, assim como comidas que levem leite. Minha comida favorita de Imbolc é o pudim de arroz, por incorporar símbolos de fertilidade, do Sol, e muito leite. Aqui vai a receita que uso:

Ingredientes:
1 xícara de arroz, lavado, escorrido e cozido;
4 xícaras de leite — simbolizando o leite da Deusa;
1 xícara de açúcar branco — para a doçura da vida;
2 ovos batidos — simbolizando o sol e fertilidade;
1 xícara de mingau de maisena, consistente;
Baunilha a gosto, porque toda receita deveria ter baunilha;
Canela em pó a gosto.

Preparação:
Junte (sobre o fogo de Brigit – seu fogão mesmo serve) o arroz, o mingau, o leite, o açúcar, os ovos e a baunilha até que se tornem uma massa, apenas, cuidado para não encaroçar ou endurecer demais (por causa da maisena). Depois disso, tire do fogo e disponha em tigelas, polvilhando com a canela em pó na parte de cima. Leve ao refrigerador quando já estiver frio.
Sirva gelado!

(Se você é um praticante solitário, enquanto você mexe e carrega o pudim, deverá enfocar seus pensamentos e desejos nas coisas que você quer que cresçam em sua vida. Se você faz parte de um Coven ou uma Tradição Familiar, você deve cozinhar como manda sua tradição).

Salada de Ostara

Ingredientes:
- Brotos de feijão 
- Brotos de alfafa 
- Brotos de trevos 
- Mini rúcula 
- Tomates cereja 
- Sementes de girassol descascadas 
- Sementes de abóbora descascadas e assadas 
- Gergelim 
- Azeite de oliva 
- Limão 
- Sal 
- Calêndulas para enfeitar

Modo de preparo:

Misture as folhas e os brotos. Acrescente os tomates partidos ao meio. Mexa. Junte as sementes e misture novamente. Tempere, enfeite com as flores e sirva imediatamente.

Cookies de Aveia de Beltane

Ingredientes:
1 1/2 copo de farinha de aveia
1/2 copo de acucar mascavo (ou normal...)
3/4 copo de manteiga
1 ovo
1 copo de banana amassada
1 3/4 copo aveia (estilo daquelas que compramos para mingau)
1/2 colher fermento
1/4 colher canela

Preparo:

Aquecer o forno em temperatura media. Misture a farinha, fermento e açucar juntos - misture bem. Adicione manteiga, ovo e fruta. Coloque colheres bem cheias em uma forma grande e plana, deixe três dedos de espaço entre as massas. Deixa assar por 15 min.


Patê do Solstício de verão
Sobre a Receita: Para atrair Prosperidade

Ingredientes:
200g de Manteiga (que é regida pelo sol, atraindo assim prosperidade) ,
3 cenouras pequenas raladas (a cenoura traz a regência de Marte, atraindo assim a força)
Salsa (Regência de Saturno, para a consciência das responsabilidade pessoais e eliminar os problemas)
cebolina ,
uma pitada de pimenta calabresa ,
alho e cebola (todos com regência em Marte) ,
orégano (regência Mercúrio, que atrai a comunicação e também a harmonização com o novo ano) ,
uma pitada de gengibre (regência sol)
e uma pitada de sal .

Modo de Preparo:
Bater 200g de Manteiga (que é regida pelo sol , atraindo assim prosperidade) , com 3 cenouras pequenas raladas (a cenoura traz a regência de Marte, atraindo assim a força) , acrescentar Salsa (Regência de Saturno , para a consciência das responsabilidade pessoais e eliminar os problemas) cebolina , uma pitada de pimenta calabresa , alho e cebola (todos com regencia em Marte) , orégano (regência Mercúrio, que atrai a comunicação e também a harmonização com o novo ano) , uma pitada de gengibre (regência sol) e por ultimo abençoar o prato com uma pitada de sal .
Obs.: Servir com torradas e segue abaixo sugestão de Sucos : Cenoura e Tomate Abacaxi e Mamão Maracujá e abacaxi Ou ainda com um chá gelado de Capim limão ou Hortelã (Ótimos para comunicação, visto que pertence a Mercúrio e também aumentar sua capacidade psíquica) .

Autor: Tânia Gori

Tortinhas de milho com azeitonas para Lammas

Ingredientes:
6 ovos
2 ¼ de xícaras de leite misturada com 2 colheres de sopa de suco de limão
¾ de xícara de manteiga derretida ( 150 g )
2 colheres de chá de sal
3 xícaras de de fubá ( 480 g )
1 ½ de farinha de trigo ( 180 g )
2 colheres de chá de fermento em pó
½ xícara de azeitonas pretas bem picadas

Misture os ovos com o leite. Acrescente o fermento e o sal. Junte o fubá e a farinha e as azeitonas. Misture tudo muito bem. Unte formas de empada com manteiga e coloque a massa até a metade das formas. Leve para assar em forno moderado, preaquecido, até dourar. Tire do forno pincele manteiga e deixe esfriar.

Fazendo o Pão de Lammas 
O preparo desse Pão começa quatro dias antes da cerimônia. 
Ponha dentro do seu Cálice grãos de cevada (representando a cor branca), 
trigo (representando a cor vermelha) e centeio (representando a cor negra) 
em tigelas pequenas sobre o Altar junto com o seu Cálice. 
Faça uma lista de boas coisas que você recebeu no ano que passou 
e agradeça pedindo pela multiplicação no próximo ano. 
Pegue uma pitada de cada um dos três grãos e ofereça à Virgem, 
à Mãe a à Anciã, agradecendo-lhes e declare sua vontade de ver 
as bênçãos multiplicadas no próximo ano. 
Durante três dias, verta água sobre as sementes, escoando dia e noite e 
esperá-las brotar. 
Um dia antes de Lammas, coloque seu Cálice ao Sol, assim os brotos começarão a germinar. 
Eles serão utilizados na preparação do pão de Lammas. 
Então comece a fazer o pão no dia da celebração de Lammas. 
Numa tigela coloque: 
*Meia xícara de chá de aveia; 
*Meia xícara de chá de milho cozido; 
*Duas xícaras de chá de água fria; 
*Uma colher de sopa de sal. 
Cozinhe por cinco minutos até formar um mingau. 
Adicione duas colheres de sopa de manteiga e mei xícara de chá de melado 
(para afazer um pão escuro) ou mel (para fazer um pão claro). 
Deixe esfriar à parte. 
Dissolva uma colher de sopa de açúcar em meia xícara de chá de água. 
Borrife uma colher de levedura seca na água. Deixe descansar por 10 minutos. 
Quando a levedura estiver como uma cobertura fofa sobre a água, 
mexa rapidamente com um garfo para misturar. 
Adicione o mingua e mexa em duas xícaras e meia de chá de farinha de trigo.
Bata vigorosamente durante cinco minutos. 
Misturando dessa forma, você irá formar o glúten que dá ao pão uma textura elástica. 
Adicione os brotos. 
Adicione mais duas xícaras e meia de chá de farinha de trigo. 
Vire a massa sobre uma superfície polvilhada com farinha. 
Adicione outra xícara de chá de farinha se a massa estiver pegajosa. 
Cante cânticos apropriados ou algo alegre, enquanto vai amassando e 
medite agradecendo pela colheita do ano. 
Amolde a massa formando uma bola lisa e coloque em uma tigela untada com manteiga. 
Cubra a tigela com uma toalha úmida. Deixe a massa subir e dobrar de volume; 
isso leva de uma hora e meia a duas horas. 
Divida a massa em cinco partes iguais. 
Transforme cada parte em um redondo pão plano e pincele com manteiga derretida. 
Se desejar, você pode traçar símbolos mágicos na massa dos pães com uma faca afiada. 
Deixe-os crescer debaixo da toalha úmida durante mais 45 minutos. 
Asse a 350 graus durante 25 a 30 minutos. 

Enquanto você come o pão no seu ritual, medite nos presentes que você recebeu.

Bebida mágica de Mabon

A bebida mágica de Mabon consiste de:
- Sidra de maçã quente;
- Canela;
- Pequenas rodelas de maçã.

Essa bebida sagrada tem um significado profundo. A maçã rege o coração, a sidra representa o “eu”, por si só já é uma poção de amor.

Mas quando misturada com canela, que é governada pelo Sol, representa a essência solar e, ao ingerirmos esta bebida, é como se estivéssemos ingerindo a própria luz do Sol.

Fontes:
http://www.astrologosastrologia.com.pt/receitas_magicas_receitasEncantadas.htm

20 de outubro de 2014

A fada dos segredos- Capitulo 7

                -Será que isso é o suficiente? Não deveríamos pegar mais coisas? Munição, armas?- Felipe perguntou fechando a mochila.
                -Nada disso vai funcionar, algumas lendas contam que sal poderia dar certo, algo relacionado com água salgada, mas duvido que dê realmente certo.
                -Ou seja, nós vamos morrer...
                -Eu deveria ter batido a porta na sua cara com mais força.- A mulher disse desapontada.- Me diga uma coisa Felipe, você se lembra quando você era criança?
                -Seja mais especifica...
                -Quando você era pequeno, entrou sem querer em um quarto onde havia uma fada presa, você ficou conversando com ela antes que conseguíssemos te tirar de lá.
                -Acho que me lembro vagamente disso, a fada havia fugido naquele dia certo? Mas o importa? Fadas não são supostamente as inimigas?
                -Costumava pensar assim, mas as coisas não são tão simples... Nunca são...No final você começa a se perguntar: Porque o certo parece estar tão errado?
                Os dois saíram rapidamente da casa, Giovana e Rosairis já estavam lá, os dois saíram correndo tentando se afastar o máximo possível de casa.
                -Nós só queremos o garoto, você pode ir embora- Giovana disse se colocando no caminho dos dois.
                -N-Não...- A mulher disse se colocando na frente do jovem, mas Rosairis voou e segurou o pescoço dela.
                -Nenhum de vocês irá escapar essa noite, Você é Victoria, uma caçadora que se aposentou depois de matar o próprio marido, mas não se preocupe, darei um fim a sua culpa...
                Giovana segurou Rosairis pelo braço dizendo:
                -Nós só íamos vingar a morte daquela fada, não precisamos matar ela também, ela tem uma família.
                -Ela foi uma caçadora, ela já matou inocentes, e porque se preocupar? São apenas humanos, podemos dar um jeito neles depois. De que lado você está?
                “-Porque você é amiga de uma ogra, Kaila?
                -hum? Ela é legal
                -Mas antigamente ogros esmagavam fadas por diversão
                -Eu sei, sempre me contam historias em que fadas tiveram que se esconder dos ogros por muito tempo e sobre batalhas sangrentas entre os ogros e as fadas humanas, mas como seguir em frente se você guardar magoas do passado?”
                -Tudo bem- Rosairis disse um pouco decepcionada- Eu já sei a resposta...
                Giovana sentiu uma dor de cabeça profunda assim como no peito, parecia até que uma faca estava sendo enfiada no seu peito, ela percebeu que o mesmo acontecia com Felipe e Victoria. Depois disso Giovana percebeu.
                -Agora eu entendi... Não era pela garota, nem pelo caçador... Você estava tentando me recrutar.

                -Sou leal ao Leandro, ele precisa de seguidores... Uma fada das trevas que pode ficar invisível seria muito útil, só precisava te dar um motivo. Mas mesmo assim no fim você provou que é realmente uma fada humana e será até o final da sua vida. Entende que já que você não é confiável, terei que mata-lá. 

19 de outubro de 2014

Mitologia: Leprechaun

      Hoje vamos falar um pouco sobre o Leprechaun. Ele é conhecido na cultura Irlandesa, e semelhantes com Duendes e Gnomos por não serem muito altos ( 30 à 50 cm), são conhecidos como "sapateiros das fadas" ,eles ficam escondidos atrás de arbustos fazendo sapatos (Apenas dois por ano!), os sapatos são feitos com produtos naturais. Se você captura um deles, não se pode tirar os olhos, pois em uma pequena distração ele desaparece, é uma criatura muito astuta. Se você mantê-lo com você, é possível que consiga fazê-lo levar você até onde ele esconde seus tesouros.
    O  Leprechaun costuma vestir-se com roupas antigas, verdes, um chapéu ou um gorro vermelho, sapato com fivela, são descritos como seres muito alegres!

Se quiser saber um pouco mais:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Leprechaun

18 de outubro de 2014

A fada dos segredos- Capitulo 6

                -Você é a única que pode me ajudar- Felipe disse usando o pé para impedir que a porta se fechasse.
                -Eu não posso te ajudar- A mulher disse forçando a porta- Agora vá embora!
                -Eu não posso ir embora, eu serei morto. Você precisa me dizer algo sobre fadas, eu acabei de ver uma parando uma bala no ar, nenhuma fada da terra poderia ser rápida o suficiente para isso.
                -Vá embora antes que as minhas filhas acordem. Vocês sabem que eu me aposentei há mais de 13 anos.
                -É e ninguém faz a menor ideia do porque... Quando será a próxima lua cheia?
                A mulher abriu a porta zangada- É melhor que seja rápido, é melhor irmos para um lugar longe daqui- ela disse pegando uma bolsa.
                Os dois foram para uma esquina afastada da casa já era bem tarde da noite ninguém andava pelas ruas naquele bairro.
                -Como descobriu?
                -Você realmente esta me perguntando isso? Você tem 8 filhos, as 7 mais velhas são mulheres, isso é meio que obvio né? Mas não é para isso que estou aqui.
                -O seu teste final foi esta noite, e ao invés de você matar um monstro simples, um bicho papão ou qualquer coisas mais fácil, você matou uma fada, mas não levou o corpo e agora tem uma fada te perseguindo?
                -Duas.
                -Hum... uma fada que pode criar um escudo poderoso em volta de si, isso parece uma lenda antiga...Ou algo pior... Algo novo, e isso não pode ser bom.
                -Então as amazonas realmente mantém homens como escravos nas tribos delas? E os cavaleiros fazem a mesma coisa com mulheres?
                -É incrível como eles escondem isso de todos, é muito melhor ser um impuro, nós somos todas as tribos juntas.
                -Acho que tenho que concordar com você, você... você realmente gosta do Leandro não é mesmo?
                - Bem ele me ajudou quando ninguém mais ajudou, ele é a minha única família, eu o amo e sempre estarei do lado dele.
                -Sei bem como é. Nem mesmo uma fada pura iria me ajudar se eu precisasse.
-Todas as tribos possuem segredos obscuros. Principalmente as fadas puras, quer saber a maior fraqueza delas?
                -Estou ouvindo, não suporto elas, com todo aquele poder, perfeição e arrogância.
                -E nem eu, mas você deve saber que elas são seres de energia, não deveriam ter um corpo físico, muito menos serem parecidas com humanos.
                -Onde pretende chegar?
                -Estou dizendo que elas nunca estão na sua verdadeira forma. Sua verdadeira forma é extremamente fraca fisicamente, apenas um toque pode mata-las.
                -Então elas criam uma espécie de corpo falso.
                -Tudo que precisamos fazer é destruir a arvore das puras, assim elas voltaram a sua verdadeira forma e estarão indefesas.
                -Destruir a criadora...E elas irão desaparecer com apenas um toque...
                -Exatamente.
                -Eu não sei não... Lovely e as outras não iriam gostar disso.

                -Isso me faz lembrar... Uma coisa sobre a sua amiga...

17 de outubro de 2014

Amuletos: Runas 2

Eu queria parar de postar coisas sobre celtas, mas tipo encontrei tanta coisa... mentira, encontrei uma ou duas coisas, mas vamos concordar que encontrar 4 tipos de amuletos diferentes já é algo que dá para um mês inteiro.

Apesar de eu não achar que runas sejam tão simples de entender como o nosso alfabeto (acho que funciona mais como um alfabeto chinês ou japonês  muitos símbolos para sons diferentes e alguns que tem um significado especifico), acredito que alem de poder se escrever algo de especial, (eu realmente estou com muita preguiça de colocar o significado de cada um, mas como eu estou no ócio, tédio total e quando eu escrevi esse post o mundo estava desabando sobre a minha cabeça oca, então melhor que fazer alguma coisa antes que eu morra de inutilidade)

F: Se chama Fehu. Ligada ao poder, riqueza e bens materiais, ao contrario significaria um aviso para tomar cuidado com perdas e fracassos.

U: Se chama Uruz, Iniciação espiritual, teste de força, renascimento (observação: você vai se ferrar, mas no final as coisas vão ficar bem), ao contrario significa que você só vai se ferrar, coisas como problemas de saúde e nos negocios.

Th: Thurisaz, Ligada a Thor, (espinho...?) ajuda inesperada, proteção, você deve trabalhar duro e não guardar magoas no passado (eu acho...), ao contrario ela diz para você tomar cuidado quando tomar decisões precipitadas.

A: Ansuz, Significa "um deus", te guia para receber mensagens e ouvir pessoas mais experientes (sabedoria), ao contrario significa ignorância e maus conselhos.

R: Raido, Significa roda, Boas viagens e boas mensagens, ao contrario significa desencontros, época ruim para os negócios e seria bom você controlar suas emoções e pensar antes de falar.

K: Kano, Fogo, Simboliza a abertura e fim dos problemas, liberdade e felicidade nos relacionamentos (Ok, prometo não fazer nenhuma piada) ao contrario diz para se manter o equilíbrio, inconstância e fim de relacionamentos

G: Gebo, Presente, indica boa sorte, parcerias harmoniosas, esta ligada ao amor, fraternidade, magia, liberdade e espiritualidade, não tem um contrario, eu acho que gostei dessa.

W: Wunjo, Alegria, esperança, bem estar (basicamente: a vida é uma festa), ao contrario diz para controlar a ansiedade e se for honesto e justo do modo certo, as coisas vão dar certo.

H: Hagalaz, Ar, (xiii esse complicou para o meu lado) Diz para você aceitar os obstáculos e usar o auto controle para contornar os problemas

N: Nauthiz, Ligada ao destino (eu acho) as coisas que precisam acontecer, vão acontecer e você pode evitar certas coisas, mas acho que ela diz que se algo tem que acontecer você não pode mudar. Ao contrario diz para controlar os impulsos e ser paciente.

I: Isa, Gelo, falta de entusiasmo, renuncias sacrifícios e retardamento.

J: Jera (gerar...?), Colha o que plantou, basicamente isso resume tudo

Ae: Eihwaz, Mudanças, progressos, tenha calma e paciência, coisas novas vão surgir.

P: Perht, Ligada as emoções, espirito, boas surpresas e lucros, ao contrario ela avisa para não se deixar se enganar pela sorte que teve no passado, obstáculos podem surgir assim como perdas financeiras.

Z: Algiz, Proteção e abrigo, novos desafios e oportunidades, fique firme, ao contrario, cuide da sua saúde e não faça o trabalho dos outros, reveja suas amizades e acordos.

S: Sowelu, O sol, a vitoria, reconhecimento, brilho, auto valorização.

T: Teihwaz, Força de vontade, coragem e dedicação, ao contrario significa fracasso, dificuldade e falta de iniciativa.

B: Berkana, Amadurecer ideias assim como pessoas, casamentos ou uma gravidez. Ao contrario pode indicar a possibilidade de separação, procure descobrir o que esta te bloqueando.

E: Ehwaz, Mudanças de casa, ou então de rotina, as coisas vão se mover e um amor pode surgir (acho que vou vomitar)

M: Mannaz, Eu, humano, o homem, Desejo de mudanças, faça as coisas com perfeição e sem pressa. Ao contrario ele diz para não culpar as coisas, o erro pode ser seu (observação: pare de ficar colocando a culpa em todo mundo e assuma a me... os seus próprios erros)

L: Laguz, Água (não tem terra nisso não?), magnetismo pessoal, intuição, inspiração e sabedoria, ao contrario ela diz para não ser cego e inflexível, assim como evitar se esforçar demais.

Ng:  Inguz, Fertilidade, energia, novas amizades, renascimento e extroversão, não há um contrario.

D: Dagaz, Aurora, prosperidade transformação, despertar de uma nova era.

O: Othila, Apego materialista, possibilidade de heranças presentes e separações. Ao contrario significa desvios, perdas e separações que podem ser por boas causas.

Runa em branco: Odin, ela se refere ao carma e ao seu destino, plenitude do todo (é, eu também não entendi tudo, parece algo entre o fim e o começo)

Talvez esse tenha sido o post mais comprido que eu fiz, levou a tarde toda (por favor leiam T_T)
Fontes:
http://tocadotexugo.wordpress.com/2011/01/20/as-runas/

16 de outubro de 2014

Horoscopo das árvores



Eu resolvi postar durante as sextas, alem de post sobre poções, festivais e zodíacos também. As arvores eram muito importantes para os druidas, tanto é que eles criaram um horoscopo de árvores, a primeira vez que eu ouvi falar sobre um horoscopo de arvores foi por causa desse desenho:
Signo Celtic por AyaneShinobi
Eu vi no DeviantART e achei interessante, foi feito por AyaneShinobi:
http://ayaneshinobi.deviantart.com/

Mas o horoscopo de arvores é diferente deste da imagem
(o que me deixou bem triste já que eu era uma Hazel e virei um coqueiro... eu não gosto de coqueiros)
O texto a seguir foi retirado do site de Tânia Gori (acho que ela tinha uma escola de bruxas em Santo André, ou eu estou enganada?)

23 dezembro a 01 de janeiro e de 25 de junho a 04 de julho
macieira – símbolo do amor
Muito carisma, encanto e atração. Aura amável, aventureiro, sensível. Sempre apaixonado, quer amar e ser amado, companheiro fiel e filósofo despreocupado e com muita imaginação.

02 de janeiro a 11 de janeiro e de 05 de julho a 14 de julho
Abeto .- o símbolo do mistério
De gosto extraordinário, dignidade, ar refinado, ama tudo, caprichoso. Tende ao egoísmo, mas se importa com as pessoas que o cercam. Modesto, muito ambicioso, talentoso, amante inconformado. Muitos amigos, muitos inimigos, muito confiável.

12 de janeiro a 24 de janeiro e de 15 de julho a 25 de julho
Olmo – símbolo da nobreza
Disponibilidade de formas agradáveis, com senso de moda, modéstia. Tende a não poder perdoar os erros, otimista, gosta de mandar, mas não de obedecer. Companheiro honesto e confiável, tem atitude de saber tudo e toma decisões pelos demais. Generoso, bom senso de humor, útil.

25 de janeiro a 03 de fevereiro e de 26 de julho a 04 de agosto
Cipreste – símbolo da confiabilidade
Forte, muscular, adaptado, toma da vida o que ela oferece. Feliz e cheio de conhecimento, odeia a solidão. Amante apaixonado, não se satisfaz com pouco. Confiável temperamento explosivo, inquieto, pedante e despreocupado.

04 de fevereiro a 08 de fevereiro; de 05 de agosto a 13 de agosto e de 01 de maio a 14 de maio
Álamo – símbolo da incerteza
Não confia muito em si mesmo, só é valente se é necessário, necessita de boa vontade e de ambiente agradável. Muito seletivo, quase sempre solitário, rancoroso, natureza artística, bom organizador, tende a filosofar, confiável em qualquer situação. Leva o companheirismo muito a sério.

09 de fevereiro a 18 de fevereiro  e de 14 de agosto a 23 de agosto
Cedro –  símbolo da confiança
De uma beleza rara, sabe como se adaptar, gosta de luxo, de boa saúde. Não é tímido, tende a menosprezar os demais. Muito talento, otimismo saudável, espera pelo amor verdadeiro. Capaz de tomar decisões rápidas.

19 de fevereiro a 28 de fevereiro e de 24 de agosto a 02 de setembro
Pinheiro – símbolo da particularidade
Gosta de companhia agradável, muito robusto. Sabe como fazer a vida cômoda, muito ativo, natural, boa companhia, mas raramente amigável. Enamora-se com facilidade, mas perde o interesse rapidamente. Dá-se facilmente por vencido, muitos desencantos até que encontre um ideal. Útil.

01 de março a 10 de março e de 03 de setembro a 12 de setembro
Sauce Chorão – símbolo da melancolia
Charmoso, mas cheio de melancolia. Atrativo, empático, ama tudo o que é belo, gosta de viajar. Sonhador, caprichoso, inquieto, honesto, pode ser facilmente influenciável, mas é difícil de se conviver. Exigente, bom instinto, sofre se apaixonando, mas algumas vezes encontra alguém a quem se sujeitar.

11 de março a 20 de março e de 13 de setembro a 22 de setembro
Limoeiro – símbolo da duvida
Odeia a luta, o stress e o trabalho, brando e aplacado, faz sacrifícios pelos amigos. Muito talento, mas sem tenacidade suficiente para fazê-los florescer. Sempre se queixa. Muito zeloso e leal.

21 de Março
Roble – símbolo da natureza bela e saudável.
Valente, forte, tenaz, independente, sensível, não gosta de trocas, mantém os pés no chão. Pessoa de ação.

23 de setembro
Oliveira – símbolo da sabedoria 
Encanta-se com o sol, com sentimentos amáveis. Racional, centrado, evita a violência e a agressão, tolerante, calmo, com sentido de justiça, sensível, empático. Não é invejoso, gosta de ler e da companhia de gente sofisticada

22 de março a 31 de março e de  24 de setembro a 03 de outubro
Avelã – símbolo da extraordinariedade
Encantador. Não é exigente, muito compreensivo, sabe como causar uma boa impressão, ativista para causas sociais. Popular, mal humorado e amante caprichoso, companheiro honesto e tolerante, necessita de juízo.

01 de abril a 10 de abril e de 04 de outubro a 13 de outubro
Serbo – símbolo da sensibilidade
Cheio de carisma, animoso, talentoso, sem egoísmo, gosta de chamar a atenção, ama a vida, a atividade. Intranqüilo e constantemente com complicações, é independente, mas às vezes se torna dependente. Bom gosto, artístico, passional, emocional, boa companhia. Não perdoa.

11 abril a  20 abril e de 14 de outubro a 23 de outubro
Arvore de maple – símbolo da independência
É uma pessoa fora do comum, cheia de imaginação e originalidade, tímida reservada, ambiciosa, orgulhosa, respeita a si mesmo, busca novas experiências. Às vezes nervosa, muitos complexos, boa memória, aprende com facilidade, comprometida com o amor e com a vida, gosta de impressionar.

21 de abril a 30 de abril e de 24 de outubro a 11 de novembro
Nogal – símbolo da paixão
Tenaz, carinhoso e cheio de contrastes: egoísta, nobre, busca novos horizontes. Reações inesperadas, espontâneo, ambição sem limites, inflexível. Companheiro fora do comum. Estrategista, engenhoso, muito zeloso e apaixonado. Não se compromete.

15 de maio a 24 de maio e 12 de novembro a 21 de novembro
Castanheira . símbolo da honestidade
De beleza fora do comum, não gosta de impressionar. De bons modos, vivaz, gosta da justiça. Diplomático nato, mas se irrita com facilidade. Falta confiança em si mesmo, se sente superior aos demais, sente que ninguém o entende. Ama só uma vez, tem dificuldade para encontrar a pessoa ideal.

25 de maio a 03 de junho e de 22 de novembro a 01 de dezembro
Fresno – símbolo da ambição
Atrativo fora do comum, vivaz, impulsivo, exigente, não se importa com a crítica. Ambicioso, inteligente, talentoso, gosta de jogar com o destino, pode ser egoísta. Confiável, amante leal e prudente. O cérebro comanda o coração, mas o companheirismo é levado a sério.

4 de junho
Abedul – símbolo da inspiração
Vivaz, atrativo, elegante, amigável, sem falsas pretensões, modesto, não gosta de excessos, rechaça a vulgaridade, ama a natureza, cheio de imaginação, pouca ambição, cria uma atmosfera relaxada.

05 de junho a 13 de junho e de 02 de dezembro a 11 de dezembro
Carpe – símbolo do bom gosto
De beleza jovem, preocupa-se com o físico e condição física. Bom gosto, tende ao egoísmo. Faz a vida a mais cômoda possível. Vida disciplinada. Ligado à razão, gosta da bondade, um amigo emotivo e agradecido. Sonha com amantes excepcionais, raras vezes se contenta com seus sentimentos. Entende mal a maioria das pessoas e nunca está seguro de suas decisões. Muito consciente.

14 de junho a 23 de junho e de 12 de dezembro a 21 de dezembro
Figueira – símbolo de sensatez
Muito forte, um pouco egocêntrico, independente, não permite que o contradigam. Ama a vida, a família, filhos e animais, gosta da liberdade. Bom senso de humor, talentos úteis e inteligentes.

22 de dezembro
Haya. Símbolo de  criatividade
Tem bom gosto, importa-se muito com a aparência. É materialista, bom organizador no trabalho e em casa, economiza, bom líder, não corre riscos desnecessários. Racional, companheiro esplêndido, disciplinado.

Fonte:
http://taniagori.com.br/2012/09/25/horoscopo-celta-o-horoscopo-das-arvores/
http://ayaneshinobi.deviantart.com/art/Celtic-Zodiac-49317715