1 de maio de 2019

O Vendedor De Brinquedos- Capítulo 10

Giovana não queria levar Felipe para a a casa de Giselle , mas devido às circunstâncias ela não teve escolha. Giselle tinha um pequeno apartamento no mundo dos humanos, cortesia do conselho das bruxas, e ficou bem preocupada quando Felipe apareceu dizendo que Giovana não estava enxergando 

-Ela foi atingida por um feitiço de luz,  em geral, fadas das trevas são vulneráveis a esse tipo de feitiço.- Giselle analisava os olhos de Giovana-Você vai voltar a enxergar, não se preocupe, mas foi irresponsável da sua parte abrir as asas sem motivo, fica fácil descobrir as suas fraquezas se descobrirem que tipo de fada você é. 

-No final das contas ele acabou levando até a boneca.- Felipe contou.

-Falando nisso, o rapaz da biblioteca me disse que você queria informações sobre bonecas enfeitiçadas.

-A boneca que o cara deu para a menina era de pano, mas quando rasgamos tinha um amuleto de pedra dentro.

- Era parecido com esse?- Giselle pegou um livro que estava em cima da mesa. Nele, havia uma ilustração semelhante ao amuleto que estava dentro da boneca.

- Era exatamente assim- Felipe disse apontando para o desenho.

- Isso é uma boneca guardiã. Antigamente algumas tribos de bruxas davam essas bonecas para crianças,  essas bonecas realmente agem como protetoras chegando até a matar se a criança estivesse correndo perigo.

- Isso explica os assassinatos e porquê o feitiço de rastreamento não funcionou,  não foi ele que fez essas bonecas, elas provavelmente são muito velhas, lembra? Aqueles que me criaram não fazem mais parte desse mundo,  mas porque ele daria artefatos tão perigosos para crianças humanas? - Giovana levantou da cama.

-Não sei, mas não é bom um feiticeiro ficar distribuindo objetos mágicos por ai, principalmente para humanos.

No dia seguinte Giovana resolveu sair sozinha para dar uma volta, ela é Felipe tinham passado a noite na casa de Giselle, mas ela queria caminhar para esquecer o ocorrido da noite anterior, sem falar que Giselle havia pedido que ela fosse comprar café da manhã. 

Quando estava atravessando a rua ela viu uma menina atravessar com uma pessoa... A mesma menina que havia desaparecido com o feiticeiro na noite anterior, mas o que mais assustou ela, foi que a pessoa que estava com a menina, lembrava muito a figura esculpida no amuleto.

Antes que ela pudesse se virar para questionar a menina, as duas já haviam desaparecido.

- Trouxe o seu café da manhã- Giovana disse jogando o saco de pão em cima na mesa, e abrindo a porta para sair novamente. 

-Onde você vai?

-Andar não foi o suficiente,  vou para "casa" voar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário