20 de fevereiro de 2017

Rox e Ivy- Capítulo 5

Algumas semanas mais tarde eu estava visitando outra cidade quando vi um motel muito parecido com o da minha visão, parecido não, eles eram idênticos, logo em seguida, vi Roxane andando de braços dados com Cristiano.

Depois que os dois entraram eu vi Catarina os seguindo, Catarina não estava se encontrando comigo por acaso, ela estava me seguindo, ela sabia que uma hora ou outra a minha visão iria se realizar e que eu veria Roxane e Cristiano entrando no motel.

Eu segui os três, e consegui chegar a tempo de ver Catarina desfazendo o encantamento de Roxane, um dos defeitos desse poção é que uma vez que a vitima vê a pessoa que ele realmente ama, o encantamento se quebra.

Cristiano estava realmente confuso pois para ele Roxane era Catarina até aquele momento. Catarina o acalmou dizendo que explicaria tudo depois, eu estava com medo de que Catarina fizesse algo contra Roxane, mas ela e Cristiano saíram sem dizer nada saiu sem dizer nada.

Eu entrei no quarto e Roxane olhou para mim como se não acreditasse nos próprios olhos.

-Ivone... Você contou para ela?!

-Roxane, não é bem assim... Eu posso explicar

-NÃO!!! VOCÊ DISSE PARA ELA ONDE EU ESTAVA!!!

-EU NÃO FIZ ISSO!! ROXANE, EU NEM SABIA ONDE VOCÊ ESTAVA!!

-EU NÃO QUERO OUVIR!!! VOCÊ TEVE UMA DE SUAS VISÕES FOI ASSIM QUE VOCÊ SOUBE QUE EU ESTAVA FAZENDO UMA POÇÃO E FOI ASSIM QUE VOCÊ SOUBE ONDE EU ESTARIA!!!

-Roxane...

-NÃO!!! DESDE QUE A MAMÃE DESCOBRIU QUE VOCÊ PODIA PREVER O FUTURO ELA NUNCA MAIS SEQUER OLHOU PARA A MINHA CARA!!!! TUDO ESTAVA BEM ATÉ VOCÊ COMEÇAR A TER ESSAS VISÕES!!!! EU TE ODEIO IVONE!!! ESTÁ ME OUVINDO?!! EU TE ODEIO!!!

Novamente ela me expulsou  do quarto e desapareceu da minha vida, dessa vez eu achei que nunca mais a veria. Eu estava farta de tudo aquilo, minha mãe me pressionando para ser a melhor o tempo todo, sendo que eu realmente não queria ser, Roxane desaparecida, e Catarina sem falar comigo. A partir daquele momento eu decidi que seria melhor fugir do que continuar com vivendo aquela vida.

Eu fui viver no Brasil, em uma cidade no litoral do Rio de Janeiro, Leste não me encontraria aqui, ela nunca gostou de lugares quentes.

Os meses foram que passando e os meus dias eram muito tranquilos, até que um dia alguém bateu na minha porta, Roxane, e ela carregava um bebê.

-Roxane? O que? Como me encontrou? Esse bebê...

-Você não conseguiu esconder os seus poderes direito, deixou um rastro de magia de casa até aqui... Só precisei de um feitiço para torna-lo visível.

-O que você quer?

-Quero que se livre disso.- Ela disse me entregando a criança, Cabelos castanhos cor de mel como Roxane e olhos verdes como... Cristiano.

-Roxane...- Eu não sabia como continuar-... Você engravidou dele?

-Isso não é da sua conta- Ela estava surpreendentemente calma

- VOCÊ DESAPARECE POR QUASE UM ANO INTEIRO, INVADE A MINHA CASA SEM DAR QUALQUER EXPLICAÇÃO E AINDA DIZ QUE NÃO É DA MINHA CONTA?!!! SAIA DAQUI!

-Ok ok- Ela disse- Eu voltei para casa depois que você foi embora... E a mamãe ficou feliz em me ver... Ela disse que estava preocupada comigo e que eu poderia ser a favorita dela de novo

-Roxane... Essa mulher...

-Eu sei! Não é ótimo? Todo mundo conseguiu o que queria, mas então eu descobri que estava grávida, eu não queria que a mamãe descobrisse, se as anciãs descobrirem eu perco o meu direito herança, a mamãe pode até deixar de me amar.

-ROXANE!!!- Eu gritei batendo a palma da mão com força na mesa tentando me acalmar-... Aquela desgraçada nunca nos amou, ELA ESTA TE USANDO, NÃO CONSEGUE VER?!!

-Você não entende.

-Eu não entendo? EU NÃO ENTENDO??!! Roxane, você ao menos escutou o que você disse segundo atrás? Pelo amor de deus, você me pediu para matar a sua própria filha, apenas para ter um pouco de amor falso daquela mulher!!! Eu sou sua irmã! Eu te amei de verdade, nós crescemos juntas, eu queria que vivêssemos juntas longe daquela mulher... Nós ainda podemos...

Ela estava encarando o chão e ocasionalmente ela olhava para o bebê nos meus braços

-Isso é tudo culpa dela...- Foi isso que ela disse- Eu vou fazê-la pagar...

Por mais que eu odiasse a minha mãe, eu nunca quis que nada de ruim acontecesse com ela, e a expressão de Roxane estava me preocupando.

-Livre-se da criança Ivone. Uma bruxa anciã não tem herdeiros com humanos.- Ela estava louca, e não havia nada que eu pudesse fazer sobre isso.

-Você sabe que não vou fazer isso Roxane


-Tudo bem, crie como se fosse sua, você pode dar o nome de Néfele...- Néfele a mulher feita de nuvens, “Para mim eu sinto como se as nuvens fossem preocupações que eu gostaria de mandar para longe” era isso? Aquela criança era apenas um problema para você? Apesar de disso, você poderia ter matado a criança, mas não matou... Eu tinha esperança de que você não encontrou frieza em seu coração para matar sua própria filha. Quando me dei conta, Roxane havia partido....

Nenhum comentário:

Postar um comentário