26 de agosto de 2015

Como tudo começou- Capitulo 45

                “Eu já podia imaginar o que aconteceria comigo, não queria pensar no assunto, mas provavelmente ou eu seria morta ou teria a minha memória apagada e passaria a viver no mundo do humanos como uma pessoa normal... Eu já não estava nem ai, mas fiz uma exigência, antes de saber a minha punição eu queria ter uma conversa com algumas pessoas, eu entreguei um pequena lista, queria falar com eles sozinha, eu não iria responder nenhuma pergunta, mas eles teriam que responder as minhas, eu não sabia se todos iriam concordar, mas a essa altura...”
Giselle:
                -Para que tudo isso?- Ela disse se sentando
                -Só queria saber algumas coisas
                -O que?
                -Você é aprendiz da Dara certo?
                -Onde você quer chegar Lovely?
                -Responda como se você estivesse falando comigo há dois três anos atrás...
                -Hum...
                -O que vai fazer? Tipo agora que a guerra acabou, algum projeto, ideia?
                Giselle fez uma longa pausa como se estivesse pensando se deveria ou não responder- Eu descobri um feitiço novo... ele reconstrói livros, feitiços de reconstrução precisam de todos os fragmentos de um objeto quebrado, mas esse não, ele só precisa de apenas um pedaçinho, eu usei um alguns livros ilegíveis e danificados da biblioteca e em alguns mapas... Em Magictopia existia uma cidade só de bruxas.
                -Sério?!! Como era?
                -Não parecia bem uma cidade e sim mais como um condomínio, mas ainda assim eu pretendo reconstruir esse lugar.
                -Lhe desejo boa sorte- Lovely sorriu
                -E Dara me deu uma nova função... Diretora de uma organização meio que secreta. Tipo um grupo de elite contra crimes no mundo da magia... Ainda não tem um nome
                -Ah... eu gostaria de poder te ajudar a pensar em um.
                -Você ainda tem mais perguntas?
                -Acho que não...
                -Então...É... Nós poderíamos pensar em um nesse tempo restante...
Giovana
                -O que você quer?!!!- Giovana entrou quase esmurrando a parede
                -Nada...- Lovely olhou para uma mochila- Para que a mala?
                - Eu to indo embora...
                - Para onde?
                -Não é da sua conta
                -Isso realmente não está levando a lugar nenhum...
                -Eu vou procurar por aquele idiota do seu namorado, e vou leva-lo a justiça, é isso
                - O Felipe vai junto?
                -Que?
                -Quando você entrou ele estava do lado de fora com uma mochila...
                - Eu vou me tornar uma detetive, solucionar mistérios e ele vai comigo, ouvi sobre uns incidentes estranhos  no centro da cidade e pretendo investigar.
                -Ah... certo... compreendo...
Alex:
                -Lovely... A Diere está bem melhor, acho que ela pode acordar essa semana
                -Que bom... Você irá cuidar dela?
                -Sim... Eu decidi me tornar um herói, dos bem antigos, antes das amazonas, cavaleiros e caçadores, um herói de verdade.
                -Acho que você vai ser o primeiro em séculos.
                -Não se preocupe, eu vou ficar bem.
                -Vai precisar de alguma arma, que tal uma espada
                -Sim, mas ainda tenho muito que aprender, Giselle vai me ensinar sobre historia, geografia, feitiços e tudo que for necessário para eu me tornar um herói.
                -Eu não acho que você seja culpada Lovely... Mas eu queria ouvir isso de você...
                -Isso eu não posso responder
Llana:
                “Nem Kaila nem Ice queriam me ver, mas eu acho que eu também não queria ver elas agora, então só falta...”
                -Lovely...?
                -Mestra....
                -O que aconteceu?...
                -...
                -Lovely...
                -Me desculpe.... Mas eu não poderei continuar sendo a sua aprendiz- Ela começou a chorar enquanto Llana se aproximou dela e a abraçou- Eu realmente sinto muito, eu não queria que acabasse assim, quando eu percebi... Eu não tinha escolha... Eu odeio isso.
                -Tudo bem se não quiser falar sobre isso...
                -Eu queria falar... Mas eu não posso, eu só precisava me despedir
                -Despedir? Mas porque? Para onde Você vai?
                -Eu decidi passar o resto da minha vida vivendo como uma humana, sem magia, ou poderes, então eu não poderei mais te ver...

                Llana parecia confusa, mas ela não a questionou, ela simplesmente disse- Espero que seja feliz minha doce aprendiz...

Nenhum comentário:

Postar um comentário