8 de agosto de 2015

Como tudo começou- Capitulo 37

                Leandro entrou no castelo furioso, um dos seus subordinados havia anunciado que um exercito se aproximava do castelo, ele e Daniel conseguiram reunir os outros impuros que estavam nas outras bases, houve alguns amuletos destruídos isso era um desastre.
                -COMO ISSO FOI ACONTECER??!!
                -Eu avisei que seria melhor deixar todos os amuletos no nosso antigo esconderijo, manda-los para bases diferentes foi uma péssima ideia
                - Quanto tempo você acha que temos?
                -Pouco... Provavelmente eles virão pelo pé da montanha, há portais nas ruínas da escola, se tivéssemos mais tempo poderíamos ataca-los antes que passem pelo portal, não vai dar tempo.
                -Vamos embosca-los no castelo.
                - O que é essa bolsa que você está carregando?
                -Todos os amuletos que sobraram do ataque, eu os encolhi, irei fazer o mesmo com os outros, assim não irei perde-los de vista- ele disse entrando no castelo, Lovely e os outro o esperavam
                - O que estão fazendo?
                -Tomando nossas vida de volta- Daniel disse pegando a bolsa de Leandro e jogando- Lovely, os resto dos amuletos!!- Ele segurou os braços de Leandro o imobilizando
                Lovely abriu a bolsa espalhando os amuletos pelo chão e devolvendo o seu tamanho original enquanto segurava o livro de Leandro- Esses são os amuletos que Leandro possui, vocês pode fazer o que quiser, já possuem os poderes de um impuro, e sem esses amuletos ou o livro, Leandro não pode controla-los.
                -Por que deveríamos ouvir você? - Um dos impuros disse
                -Por que Leandro juntou todos os impuros que restaram nesse castelo?
                -É verdade- Uma fada gritou- Os lideres das tribos se uniram para invadir esse lugar e acabar conosco
                -Vocês por acaso lembram-se da sua vida antes de conhecer Leandro?
                Um silencio se instalou na sala por alguns momentos até que as pessoa no palácio começaram a murmurar- Sim é verdade, eu não lembro da minha família, eu não me lembro onde eu costumava estudar.- E assim a sala foi ficando cada vez mais barulhenta
                -Como era a vida de vocês antes de Leandro iniciar a guerra?
                “Eu viajava pelo mundo, eu conheci lugares que nenhum humano sonhou em visitar, eu não queria me envolver numa guerra, mas era isso ou ser destruído.”
                De repente uma voz se destacou na multidão- Eu realmente não lembro da minha vida antes de me tornar uma impura, mas sei porque eu me tornei uma, foi unicamente por poder- Ela disse pegando o próprio amuleto no meio da pilha- Leandro, eu não preciso mais de você, mas parece que você realmente precisa muito de nós, não vai ser nada legal se aquele exercito chegar e você estiver sozinho, não é mesmo? – Ela riu e se aproximou de Lovely- Melhor você saber como escapar daqui, fada.
                -Há um portal para o mundo humano no espelho do meu quarto.
                “Essa... Era a aprendiz da líder das bruxas mariposas... Ela não hesitou em trair a própria mestra para conseguir poder, e com certeza não hesitaria em me trair se fosse para ter liberdade,  passaria por cima de qualquer um para conseguir o que quer”- Leandro pensou

                Todos ainda tinham medo da reação de Leandro, então não sabiam se pegavam o seu amuleto ou se continuavam quietos, Leandro sorriu com o canto da boca- Essa é a sua resposta final? Que assim seja então... – Ele apontou a varinha para a bruxa- Morra então...

Nenhum comentário:

Postar um comentário