3 de agosto de 2015

Como tudo começou- Capitulo 35

                -Lovely!!! Onde estava?- Daniel gritou descendo as escadas. No primeiro momento Lovely parecia surpresa, mas logo sua expressão se voltou para uma carranca, Daniel hesitou um pouco antes de continuar- Você saiu correndo da sala sem nem olha na minha cara, não vai me dizer que ainda está chateada pelo que aconteceu com a Ic..
                -Você me prometeu que não iria acontecer nada com eles por sua causa Ice.. está...
                -Morta? Já disse que não adianta me culpar
                -Vamos fazer um trato... Quando tudo isso acabar nunca mais olhe para a minha cara, ok?
                -Feito, quando finalmente Leandro for  derrotado eu voltarei a viajar pelo mundo como eu costumava fazer
                -Acha mesmo que o conselho das bruxas e magos vão deixar você escapar assim?
                -Se me capturarem, meu destino provavelmente será o mesmo de Leandro, poderes retirados, memória apagada e abandonado no mundo do humanos sem saber o meu próprio nome.
                -Isso é comum na sociedade das bruxas? Retirar as memórias dos inimigos e joga-los no mundo humano como se fossem lixo?
                -Eu não sei, eu nunca convivi com bruxas e magos, pessoas como eu são considerados excluídos dessa sociedade, é parecido com a relação entre fadas humanas e fadas puras. Quando fomos caçados pelos humanos uma parte se isolou e viveu em suposta segurança enquanto a outra foi deixada para morrer. Estamos no mesmo barco Lovely, não acho que você irá escapar de ser punida pela sua traição, deveríamos sobreviver juntos.
                -Fugir das pessoas que costumavam ser meus amigo? Isso não pode ser chamado de vida e eu prefiro viver do que sobreviver...
                Giselle andava nervosa pela sala pela carta Lovely não só havia se tornado uma impura, mas tinha machucado Ice seriamente, Alex também foi ferido, mas Diere estava em um estado mais grave, ela não havia acordado ainda, Edru e Artemis não haviam voltado e para piorar Giovana sumiu também.
                -Hey...-Giselle estava tão perdida nos seus pensamento que se assustou quando alguém tocou no seu ombro- Calma sou eu- Artemis disse
                -Ah! Graças a deus!! Como foi?
                -Tivemos que sair de lá correndo, mas não sem antes causar um incêndio e destruir a sala de amuletos. Aconteceu alguma coisa?
                -Lovely nos traiu... Como ela pode?! Depois de tudo o que passamos ela foi uma covarde, ao invés de ficar do lado daqueles que sempre estiveram do lado dela, ela preferiu ficar do lado que ganha a guerra
                -E o que te faz pensar que Leandro já ganhou a guerra?
                Antes que Giselle pudesse responder, as portas se abriram deixando os lideres das bruxas e dos magos entrarem, A Diretora Dara e a rainha das fadas ainda pareciam bem fracas, sem a criadora, era apenas uma questão de tempo até as fadas puras e quem sabe até as fadas humanas desaparecerem para sempre. Marina entrou com um sorriso esnobe e orgulhoso acompanhada da rainha das sereias. E assim mais lideres ou representantes de tribos que estava se escondendo de Leandro se juntaram na mesma sala
                -Há mais de 400 anos os humanos descobriram a existência de magia por nossa própria negligencia, há 400 anos nós tentamos consertar as consequências desses acontecimentos e hoje um feiticeiro ousa quebrar esse período de paz ameaçando não só os humanos mas todas as tribos da magia no mundo. Esses chamados impuros não são indestrutíveis seus amuletos são sua maior fraqueza, sabemos muito bem que ao destruir os nosso amuletos perderemos os nossos poderes, mas ao destruir o amuleto de um impuro, teremos um impuro morto.
                -Eles também não são tão fortes quanto parecem- Giselle interrompeu- Eu já enfrentei impuros algumas vezes, eles são realmente muito fortes tanto fisicamente quanto em questão de poder, mas seus feitiços são diferentes dos que eu conheço, talvez seja isso que os tornem tão fortes feitiços que não conhecemos e não sabemos como defender. Eu anotei as palavras usadas em cada feitiço deles que escutei
                -Fadas puras não são conhecidas por sua coragem, mas nós iremos desaparecer de qualquer maneira, acho melhor passar nossos últimos dias livres dos impuros.
                -Sobre os humanos...- A rainha das sereias se manifestou- Existe uma lenda que diz se uma sereia da realeza ingerir certo tipo de poção e morrer ainda sob os efeitos da poção, a poção se espalhará pelos mares.
                -O que pretende?
                -Existem poções de memórias que funcionam apenas em humanos, será uma honra morrer por essa causa- Os guardas que acompanhavam a rainha se assustaram
                -M-magestade!!

                -Estou ciente que não há herdeiros ao trono, por isso quero deixar todos aqui presentes como testemunha que Marina Rosa do Oceano será a nova rainha das sereias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário