27 de julho de 2015

Como tudo começou- Capitulo 32

                Leandro havia voltado para o castelo depois de ter verificado a base que foi atacada, vários amuletos destruídos, e vários impuros mortos, ele tinha que atacar e destruir os lideres dos magos, bruxas e a rainha das fadas antes que fosse tarde.
                -Como isso foi acontecer?
                -Alguém invadiu o cofre e destruiu tudo que havia lá, foram embora tão rápido quanto chegaram...
                -Sabe...- Daniel sorriu divertindo-se- Quando eu me tornei seu aliado eu não tive que entregar o meu amuleto para você...
                -O seu amuleto é a sua família... eu não posso simplesmente guardar pessoas num cofre.
                -Não foi bem nisso que eu queria chegar, no começo, seus aliados podiam ter posse de seus amuletos.
                -As coisas acabaram mudando de um tempo para cá.
                -É muito mais fácil controlar as pessoas quando se sabe a fraqueza delas, não é mesmo?
                -Eu diria que é mais conveniente.
                -O que vocês dois estão fazendo ai dentro?- Lovely entrou com umas expressão entediada
                -O que ela faz aqui?
                -Ela é uma de nós agora- Daniel disse indiferente
                -Como a fez para convence-la?- Leandro perguntou confuso
                -Não precisou- Lovely disse- Eu andei pensando, e o modo como as coisas estava andando, era só uma questão de tempo até eu perder a coroa de qualquer maneira. Com as fadas puras indo morar em Magictopia e o conselho das bruxas tomando conhecimento desse lugar, as pessoas começaria a se perguntar porque a governante seria uma fada humana. Percebi que as tribos da magia poderiam entrar em conflito e começar uma guerra entre si, mas se você assumir o controle de todas as tribos da magia, todos acabariam por aceitar se tornarem um impuro e não haveria mais diferenças entre as tribos
                -Certo... Suponho que você se tornou uma impura, posso ver o seu amuleto.

                Lovely entregou um prendedor de cabelo em forma de coração de cristal, com três folhas prateadas saindo dele, parecia até asas. Leandro pegou e guardou no bolso- Você ainda não é confiável, se você me trair, eu irei te destruir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário