8 de dezembro de 2014

Como tudo começou- Capitulo 5

                -Kaila... me explique novamente... como você explodiu a parede?- Giselle perguntava olhando para o enorme buraco na parede com queimaduras nas bordas e com o concreto soltando um pouco de fumaça.
                -Eu estava tentando criar uma bola de fogo azul, mas acabei espirrando e... Ela acertou a parede.
                -Quantas vezes eu preciso dizer, nada de usar os seus poderes em lugares fechados, você pode liberar gases tóxicos, fuligem e fumaça.
                A diretora da escola de bruxas fez apenas um gesto com o dedo e a parede começou a se reconstruir sozinha. Ela sorriu de forma gentil para a fada do fogo e disse
                -Acho que uma chama laranja combina muito mais com você, meu anjo, deveria tentar dar formas diferentes ao fogo.
                Giselle queria dizer para a bruxa mais velha para não dar ideias, mas não queria desrespeitar a diretora.
                -Sinto muito pela explosão, ela ainda é pequena- Giselle se desculpou se curvando-
                A diretora sorriu pacientemente, uma cadeira deslizou até o corredor onde as três estavam e parou atrás da bruxa mais velha.
                -Está tudo bem- Ela disse se sentando- Puxa... Estou ficando velha, ela me lembra uma fada da terra que veio aqui acompanhada de um dos meus alunos com um pedido curioso.
                -Lovely? Ela veio aqui? Quando?
                -Já faz alguns meses acredito eu, ela pediu que atacássemos ela, o meu aluno não quis dizer o porque disso, ela se machucou um pouco, e ficou com algumas queimaduras leves nos braços, ainda não entendo porque ela queria aprender tão rapidamente a segurar energia com as próprias mãos.
                -E-energia? Com as mãos?
                A diretora notou o tom de preocupação em Giselle.- Sim, ela disse que precisava ajudar uma amiga. Não sei se entendi direito os motivos
                “Ela estava tentando me ajudar, se eu tivesse falhado em proteger a Criadora... Ela não poderia ficar parada, mas queria me dar uma chance de consertar tudo.” Giselle sorriu- Ela é legal as vezes- Giselle disse olhando para Kaila que observava o lado de fora da janela- “Lovely deve ter se esforçado muito para aprender a controlar a energia da criadora e retirar uma muda da árvore... Não... não há nada que confirme que a Lovely realmente esteve na escola de bruxas, a diretora só disse que uma fada da terra que lembrava a Kaila, nada mais...”
                -Giselle...- Kaila disse com um pouco de medo apoiada na janela- Parece que temos visitas
                -Quem é?- Giselle perguntou confusa
                -A sua avó...- Ela disse apontando para um pequeno grupo de bruxas. A diretora se aproximou da janela fazendo com que um binóculo aparecesse nas suas mãos preso por uma haste, dava um toque elegante. Ela olhou pelo binóculo ficando mais preocupada.
                -Elas não parecem bem, parecem que estão prestes a cair- Ela chamou um guarda e ordenou que as deixasse entrar
                -Senhora... Ela podem estar fingindo
                -Seria muita falta de criatividade fingir que estão feridas, e invadir uma escola repleta de bruxas. Mas de qualquer forma, não abaixe a guarda nem por um segundo.
                Giselle se aproximou observando os ferimentos da sua avó com cuidado, era muito profundos para ser apenas fingimento- Quem fez isso com vocês?

Nenhum comentário:

Postar um comentário