6 de dezembro de 2014

Como tudo começou- Capitulo 4

                Lovely, Giovana e Felipe saíram da escola juntos, Giovana estava revoltada.
                -Condição estúpida- Giovana bufou
                -Estou um pouco arrependida por termos recusado sem dar um motivo apropriado, mas voltar para o lugar de onde viemos é algo meio complicado de se cumprir.
                -Porque?- Felipe perguntou, um pouco desconfiado
                -É que a gente nasceu aqui, os caçadores querem que a gente desapareça desse mundo, mas não temos para onde ir, nós até temos, mas temos família e amigos por aqui.
                -Mesmo que tivéssemos, convencer todo o mundo da magia a ir embora, seria algo impossível.- Giovana disse fechando os punhos- Aquele velho tem sorte de eu não ter enchido a cara dele de murro quando ele disse: “Vocês não pertencem a esse lugar, porque não vão embora” Ele só tem medo de nós por causa dos nosso poderes.
                -Assim como nós não gostamos das puras? Porque elas são melhores que nós?
                -Quer me dizer alguma coisa, majestade?- Giovana alfinetou
                -Nada não. – Ela disse apertando o passo e andando mais a frente. Giovana se colocou na frente dela e disse.
                -Começe a falar agora, ou vai querer beber mais uma dose de poção da verdade?
                Lovely apertou os punhos com mais força ainda- Você também tem escondido coisas de nós, mas não suportou descobrir que eu também possuo segredos? Na minha opinião é muita hipocrisia.
                -Você traiu a sua melhor amiga porque é uma covarde, depois usou um feitiço para que ninguém descobrisse, é somente uma covarde, e eu não posso perdoar tamanha covardia. Você vivia dizendo o quanto é cruel e traiçoeira, mas eu sempre achei que era brincadeira.
                -Nós nunca sabemos qual será nossa reação em uma situação critica, até que chegue a hora- Felipe disse.- Eu acho que entendo, ser traído dói, mas dói mais ainda ser traído por quem disse que nunca iria te trair.
                Giovana parecia um pouco surpresa com o comentário de Felipe, mas ela voltou a ficar séria- De qualquer forma, ela falou como se fosse uma piada, isso mostra que não teve coragem de dizer a verdade com sinceridade.- Lovely desviou o olhar preocupada, Giovana fuzilou Felipe com os olhos- E você não deveria ficar dando a sua opinião, lembre-se de que está conosco como prisioneiro.- Ela disse ameaçando.
                -Pensei que ele estava com a gente como uma espécie de teste, se cuidarmos dele, os caçadores irão confiar em nós.
                -Sua ingenuidade me irrita, é mais do que obvio que estão tentando se livrar dele por traição, eles esperam que ou ele nos mate, ou que nós matemos ele, humanos são tão previsíveis...

                “Ela está ficando muito arrogante”- Lovely pensou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário