22 de dezembro de 2014

Como tudo começou- Capitulo 11

                -D-diretora Dara... P-pensei que estivesse viajando o-ou cuidando de algum assunto secreto- Ele disse se levantando- Eu só estava... Espera! Eu não estou fazendo nada de errado.
                -Não estava me referindo a isso, quero saber o que está fazendo AQUI, humanos não são permitidos em Magictopia.
                -Mas eu era...
                -Falou bem, ERA. Você não pertence a esse lugar, deveria viver no mundo do humanos.
                -Mas eu nem tenho para onde ir, nem como sobreviver, você não pode estar falando sério.- Ela simplesmente ficou em silencio, Alex ficou sério e disse- Sabe, você pode até ser a mestra da Giselle, mas não chega nem aos pés de sua própria aprendiz. Você diz que admira os humanos, mas você admira é o conhecimento deles, a tecnologia, não existe isso de onde você vem, você não consegue enxergar o que é realmente importante.
                -Se eu fosse você não falaria nesse tom com a Senhorita Dariana- Alcem apareceu voando com a sua mochila helicóptero- Ela é muito mais velha que você, e muito mais sábia também.
                -Alcem, Dara??!!!-O que estão fazendo aqui?-Lovely disse entrando com Giovana e Felipe- Hun.. Esse é o... Felipe... –Lovely tremeu ao sentir Dara estreitando o olhos- Giovana vai cuidar dele... Alex!!- Ela disse mudando de assunto bem rápido- Você já terminou as tarefas que a Giselle te passou?
                -Não... Eu estava fazendo uma pausa- Ele disse ficando próximo de Lovely, mas sem desviar o olhar de Dara. Lovely o levou de volta para o quarto onde havia uma escrivaninha com um caderno e alguns livros.
                -Alex... Você parece meio nervoso, aconteceu alguma coisa? Eles fizeram alguma coisa com você?
                -Não, eu estou bem... Lovely... Dara sendo uma fada pura, ela não pode me machucar fisicamente, certo?
                -Sim, ela apenas ameaça de um modo convincente, mas ela também pode ordenar para que outra pessoa o faça. - Lovely sentiu os punhos de Alex se fechando e continuou- Mas não se preocupe, eu não vou deixar ninguém encostar em você.
                -Eu não tenho medo dela.- Ele disse pegando o caderno- Só não gosto do jeito que ela me trata.
                -Apenas ignore, agora, que tipo de tarefas a Giselle te passou.
                -Eu já terminei os estudos convencionais, matemática, geografia, historia, então a Giselle escreveu varias palavras no meu caderno e me disse para eu escrever o que elas significa para mim, não entendi o porque.
                Lovely pegou o caderno e leu algumas das palavras, deixou um riso escapar- Parece um exercício para bruxas mais jovens que ainda não desenvolveram os seus poderes. Quando eu estive um tempo na escola de bruxas eu vi uma classe só de crianças fazendo esse exercício, para uma bruxa o significado de uma palavra é mais importante que a sua pronuncia.
                -O que é solidão para você?
                -Ler historias de terror e ao invés de ficar com medo, desejar que realmente tenha um fantasma atrás de você para você ter quem abraçar...
                Alex, ficou em silencio por um momento tentando entender o que havia acabado de ouvir- Você é uma pessoa muito triste Lovely...-
                Lovely ignorou o comentário de Alex e continuou a ler as palavras no caderno- Parece até que ela está tentando te transformar em um bruxo.
                -Isso é possível?- Alex perguntou.

                -Mas é claro que n- Lovely foi interrompida por Ice entrando com tudo no quarto

Nenhum comentário:

Postar um comentário