1 de novembro de 2014

Como tudo terminou- Capitulo 4

                Lovely vagou pelos corredores até encontrar o grupo, eles pareciam felizes, mas alguma coisa dizia para Lovely tomar cuidado.
                -Tudo bem? Vocês parecem estranhos...- Ela disse tirando o prendedor do cabelo.
                -Segurem ela- Horkeus ordenou, Noken e Grog seguravam os braços enquanto Marina os prendia com ganchos feitos de coral
                -Hey!!!! Qual é o problema de vocês?? Marina isso arde!!!- Ela gritou enquanto tentava soltar o pulso que já estava preso.
                -Temos que ir embora Marina, deixe ela ai, não tem como ela escapar dessa- Noken disse olhando para Lovely.
                Marina seguiu os outros, mas antes olhou para trás.
                -Espero que um dia você me perdoe, mas agora você nunca mais vai machucar ninguém.- Ela disse sorrindo.
                Depois que eles foram embora, Daniel e Leandro os viram escapar sem Lovely
                -Daniel... tenho mais uma tarefa para você...
                Lovely estava tentando se soltar dos ganchos de coral, os espinhos queimavam os pulsos e faziam a pele arder.
                - Juro que se eu sair dessa vou acabar com a raça da Marina...O que a Giselle diria?...Lovely, se você estudasse mais, poderia retirar esses ganchos com magia e bla bla bla...- Lovely sentiu uma pontada no local onde Giovana havia acertado- Argh... melhor eu não forçar...- Ela disse abaixando a cabeça quando ouviu passos se aproximando ela fechou os olhos esperando pelo pior, quando abriu viu que era Daniel que estava lá, ela suspirou e disse:
 - Realmente não sei se isso é uma coisa boa ou ruim... Mas certamente não tem como piorar...
-Fofo... Mas você é muito ingênua...- Ele disse desapontado.
Alex se via em um campo cinzento e escuro, ele ainda conseguia reconhecer algumas coisas no meio daquela destruição, o castelo, a escola, parecia familiar... Só que destruído.
-Isso... Fui eu?...- Ele se perguntou olhando para corpos no chão- N-não... Ice não deixaria isso...- Ele parou ao ver que Ice estava morta, assim como Diere- Ice?....D-Diere...Não...
-Isso é realmente muito triste...- Uma voz veio do meio da escuridão
-Lovely? É você?
-Você matou a minha melhor amiga... Matou a minha prima, isso é realmente um pena... Mas a culpa foi minha, devia ter acabado com você quando não era uma ameaça.
-Mas Lovely... N-não fui eu
-O sangue no seu rosto diz o contrario, foi mesmo um erro eu ter confiado a poção de imunidade a você, mas isso não importa mais, ninguém poderia sobreviver as minhas flechas...- Ela disse lançando uma que pegou no ombro de Alex, ele caiu no chão sem poder se mover Lovely mirou na cabeça dele.- Você é realmente um monstro sem alma
-Lovely.. Você não é assim... NÃO!!- Alex gritou e quando viu estava no seu quarto- Um sonho?... Que coisa estúpida... até parece que eu conseguiria matar a Ice... Isso foi...
“-Você deveria contar para a Diere, tenho certeza que ela irá entender, quem melhor para entender instintos selvagens e cadeia alimentar do que uma fada dos animas?- Lovely dizia olhando pela janela
- Tu não pode contar para ela, entendeu? Eu não quero olhar nos olhos dela e ter que contar a verdade,você prometeu que não ia contar a ninguém
-Tudo bem, tudo bem, não precisa ficar lembrando, eu jurei pela minha palavra que não contaria a ninguém, posso não valer nada, mas a minha palavra costuma valer ouro
-Você é a fada mais cruel do mundo.- Ele disse sorrindo
-E você um monstro sem alma- Ela disse abraçando ele- Não se preocupe, as coisas vão melhorar.”
"Se for preciso eu irei te matar, e diferente de você, não irei ter compaixão para te deixar vivo, eu jurei pela minha palavra"

-Ela realmente vai me matar...- Ele disse se levantando, Alex olhou pela janela e podia jurar que viu Horkeus e os outros passar por entre as árvores.- O que eles estão fazendo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário