8 de outubro de 2014

A fada dos segredos- capitulo 2

                A fadinha percebeu que ainda corria perigo ela continuou correndo quando esbarrou com uma garota, Giovana olhou bem para o rosto daquela garota, era Rosairis, se ela estava por perto, coisa boa não era.
                -Rápido, venha comigo, você vai ficar segura- ela disse abrindo um sorriso encantador.
                -Não...- A menina disse assustada se afastando e olhando para trás para ver se conseguia ver o caçador se aproximando.
                -Não se preocupe, eu sou como você.
                Giovanna desceu do prédio onde estava e ficou entre Rosairis e a fada.
                -Você não vai querer se meter com essa gente garota- Giovana disse para a menina.
                -Giovana não é mesmo?- Rosairis disse confiante
                -Fuja daqui, pirralha, eu vou atrasa-los
                A garota pareceu agradecer com o olhar se saiu correndo o mais rápido que podia
                -Porque está aqui Giovana? Será que não enxerga? Não devemos lutar, nós duas somos fadas, da mesma família aliais? Os humanos são os nossos inimigos, os caçadores ainda por cima, como consegue continuar vivendo sabendo que uma parte de você é humana? Acha que é melhor do que nós
                O jovem caçador viu as duas fadas discutindo e desviou do caminho, não queria arrumar briga com duas fadas crescidas, só precisava matar a menor. Giovana e Rosairis estavam distraídas, ele conseguiu se afastar sem problemas e continuou procurando a fada mais jovem, nenhum problema...
                -Não posso dizer que sou igual às outras, mas também não sou igual a vocês.
                As duas pararam de se fuzilar quando ouviram o grito de uma criança.
                Felipe tinha acabado de completar 19 anos aquela noite seria o seu teste final, mate inimigo de um caçador, não importa a classe, o gênero ou o tamanho, sua vitima seria muito fácil, uma fada jovem, assustada, sozinha e praticamente sem poderes, ele a perseguiu até um beco sem saída, e terminou o serviço lá mesmo, ele estava nervoso, seu sangue fervia passando pelo rosto, ele viu o rosto sem vida da menina e imediatamente soltou a arma “Eu realmente fiz... Isso...” E fugiu antes que Giovana ou Rosairis pudessem chegar até lá.
                Quando as duas chegaram no beco, já era tarde demais. Giovana segurou a menina no colo, o peito dela havia um corte profundo.
                -Isso não vai ficar assim- Rosairis disse se virando, depois olhou com o canto do olho para Giovana- Você vem?

                Giovana fechou os olhos da fada morta e se levantou- Um dia da caça, outro do caçador- ela disse levantando o rosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário