31 de outubro de 2012

Amazonas e cavaleiros- capitulo 2


Lovely olhou para a prima e sorriu com o canto da boca, cutucou Ice, ela provavelmente ia falar alguma piada idiota para fazer Ice rir, ou ficar zangada.
-Ei, Ice, quando elas chegarem faça uma pose heroica olhando para o navio vindo do horizonte. Assim:- Ela disse se levantando colocando uma das mão na cintura, fazendo uma cara séria e olhando para o nada
-Pra que??!!-Ela disse como se já não soubesse a resposta.
-Pra ficar parecido com os filmes- Ela disse saindo do “personagem” e  voltando a se sentar do lado de ice rindo.
-Eu não!!
-Tá- Ela disse ficando quieta- E que tal de a gente fingisse ser uma dessas princesas toda educada, que responde tudo com sim? Com as mãos na frente do corpo parecendo que somos santinhas?
-Eu não!!-Ela disse começando a se assustar com Lovely.
-Levantem-se!- Giselle disse- Elas chegaram!!
Um navio completamente feito de madeira surgiu no horizonte, não dava para se ver detalhadamente, mas ele tinha vários detalhes no casco como desenhos de animais feitos de jade. Havia uma amazona em cima do mastro mais alto, Giselle pegou uma luneta para se certificar que era o navio certo, e confirmou para Samanta que  desse um sinal de luz para serem localizadas. A amazona que estava no topo do mastro avisou a líder, que abriu a própria luneta e apontou para onde Samanta e as outras estavam. Ela fechou a luneta, mudou o curso do navio e ficou olhando fixamente para o litoral parecido com a pose que Lovely havia feito, mas com mais seriedade e confiança e com as mãos nas costas.
-Entradas épicas são tudo- Lovely disse se inclinando para Ice
-Não tanto quando saídas épicas- Ice responteu
-Shhhhhh, vocês duas- Giselle disse seriamente. Parecia que estava começando a se irritar.
-E ai Sam? Ta ansiosa para ver a sua mãe?
Samanta odiava que a chamassem de Sam. E falar sobre a sua mãe não era algo que ela queria fazer no momento.
-Não muito, amazonas não são muito maternais, principalmente na frente de estranhos.
-Está me dizendo que ela vai te tratar como um soldado enquanto estivermos por perto- Ice perguntou.
-Basicamente.
Quando o barco atracou a líder foi a primeira a pisar em terra firme. Tinha cabelos vermelhos trançados, e uma coroa de penas enfeitando os cabelos. Ela segurava um cajado com vários símbolos entalhados ao longo dele, ela aparentava ter 45 a 50 anos. Logo atrás dela, mais duas guerreiras desceram atrás da líder, uma delas era a mãe de Samanta, dava para se notar a semelhança, no rosto, no cabelo e no tipo físico. Mas apesar disso ela continuava com uma expressão séria parada ao lado da líder.
-Rainha Mei..- Giselle mesurou se inclinando levemente.
-Não sou uma rainha, nossa única rainha está na capital, eu sou só a líder dessa colônia, pode me chamar de General Meira- Ela disse respondendo o cumprimento de Giselle.- Você deve ser Giselle, a aprendiz de Dara, ouvi falar muito de você, inteligente, educada...
-Ouviu falar de mim?- Lovely acabou se empolgando
-Annn... Não... Quem é você?
-Ninguem especial não...- Lovely abaixou a cabeça meio envergonhada, Ice riu tentado disfarçar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário