13 de outubro de 2012

A Dama Perfeita- Capitulo 12


                -Você vai usar o microfone, não vai?
                -Não sei do que você esta falando. Sai da minha casa.
                -Não me importo de ser banida, mas não posso deixar você usar o artefato. Ele foi criado para sereias do mar, e você...
                -Como descobriu?
                -Eu sempre soube, não foi difícil, nunca falou sobre os seus pais, e passa maior parte do tempo na terra.
                -Está dizendo isso só para me assustar.- Marina disse terminando de se arrumar.
                -Você que sabe...
                -Você acha que eu vou precisar usar algum disfarce, tipo as pessoas podem perder o apetite de jantar do meu lado- Dot perguntou para Kaila.
                -Por que? Quando você come você espirra comida para todos os lados?
                -Não... É que... Eu tenho dentes pontiagudos, pele esverdeada, e o pouco cabelo que eu tenho  parece cerda de vassoura.
                -E daí? Você chegou até aqui não chegou? E daí que você não corresponde aos padrões de beleza deles? Beleza é só um terço do concurso, acho que só um quinto, essa noite você só precisa ser educada.
                -Tem razão. Kaila, você as vezes é mais inteligente do que eu
                -Não sou inteligente, só sou sábia às vezes.
                Durante o jantar os juízes analisavam cada detalhe e cada movimento das convidadas, Wind estava muito calma, falava com todos educadamente e sorrindo, até mesmo quando contavam alguma piada ela ria de forma tímida e delicada. Dot também estava calma apesar dos olhares indiscretos. Horkeus se aproximou de Wind, ela estava segurando uma taça de suco, ela colocou a taça na mesa e se virou para conversar com Horkeus.
                -Então você é a Rainha Wind de quem todos falam? Achava que seria mais velha. Quantos anos tem?
                -Isso não importa muito, aparentemente tenho 18 anos.
                -Perdão, não se deve perguntar a uma dama a sua idade.- Ele disse se aproximando dela e apoiando as duas mão na mesa encurralando ela, enquanto ela estava distraída ele jogou o conteúdo de um vidrinho na taça de Wind.
                -Também não deveria se aproximar tanto, respeite o meu espaço.- Ela disse se esquivando.
                -Perdão, bem... Gostaria de lhe desejar boa sorte no concurso, e lhe propor um brinde.- Ele disse erguendo a taça dele.
                Wind brindou tentando não parecer incomodada com a presença de Horkeus, ela bebeu o suco e Horkeus aguardou a poção fazer efeito, nada aconteceu.
                -Você se sente diferente?- Ele perguntou
                -Não, eu estou bem, por que?
                -Nada não...
                Karim viu tudo lá do alto, ela era uma das juízas, e se cerificou de avisar Giselle.
                -Horkeus colocou uma poção do amor na bebida da Lovely, realmente é ele que esta manipulando o concurso.
                -Poção do amor? Sorte da Lovely essas poções não fazerem efeito nela.
                -Realmente, mas... Você não acha que a Lovely está mudando muito? Ela parece certinha demais, talvez tenha sido um erro nós tentarmos mudar ela.
                -Esse era o trato, Alcem liberava ela das tarefas se nós transformássemos ela numa rainha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário