25 de agosto de 2012

Sombras no metro de São Paulo- Capitulo 3


                Conforme o trem passava correndo pelos tuneis um som agudo e muito algo ecoava no vagão. Parecia um grito de desespero, Giovana prestou muita atenção no som, e ouviu mais gritos agudos junto daquele, não era só o trem que estava fazendo aquele som, mas as outras estavam distraídas demais para notar qualquer coisa. Lovely estava olhando pela janela, um vulto passou voando.
                -O que foi isso?- Ela perguntou olhando para o lado de fora
                -É agora...- Giovana disse sacando a adaga
                A luz do vagão se apagou durante alguns segundos, as lâmpadas do lado de fora também estavam apagadas, Lovely e Ice se abraçaram e soltaram um grito. Quando a Luz acendeu de novo Giovana soltou um suspiro de alivio e guardou a adaga rapidamente. As portas se abriram quando chegaram na próxima estação, mas alguma coisa estava muito errada e Giovana teve certeza disso, aos poucos ela foi percebendo os detalhes, a estação não tinha nome, as paredes e as placas não tinham nada escrito, ela olhou para as pessoas da estação e elas estavam sem rosto. Elas haviam caído na armadilha, Giovana estava sozinha na estação cheia de pessoas sem rosto. Uma delas se aproximou e começou a formar uma espécie de rosto que mais lembrava uma caveira, olhos fundos com um ponto vermelho, talvez as pupilas? Quem sabe? Uma boca cheia de dentes pontiagudos, a criatura começou a falar com uma voz aguda que podia estourar os tímpanos.
                -Bem que eu havia sentido uma presença familiar, venham ver meus irmãos, Giovana, a fada das trevas está aqui.
                O resto das pessoas começaram a mostrar a sua verdadeira forma e formar um circulo em volta de Giovana.
                -A quanto tempo não a vemos, 10 anos talvez? Não vemos o tempo passar mesmo. Da primeira vez que nos vimos você era apenas uma menininha e não quis se juntar a nós...
                -Gosto de ter meus órgãos dentro do corpo
                O monstro começou a rir bem alto com aquela voz, e disse:
                -Nós não temos mais órgãos, mas mesmo assim devemos agradecer por trazer fadas novas para a nossa casa, sabe... Hoje em dia nem a noite mais é escura, as pessoas não tem mais tanto medo do escuro.
                -Você não vai contar a historia da sua vida vai?
                -Não, só estou te atrasando...
                Giovana acabou se lembrando que estava com Lovely e as outras, todas estavam presas em uma espécie de ilusão, e se não acordassem, estariam mortas. Giovana deu um leve sorriso:
                -Agora lembrei- Ela disse- Vocês precisam quebrar o espírito delas, os poderes de uma fada estão muito ligados com o espírito delas, e esse poder pode matar vocês, mate ela por dentro para ela perder os poderes.
                -Infelizmente você já escapou de nós uma vez, e não podemos mais te matar por dentro, mas as suas amigas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário