11 de agosto de 2012

Diere, um anjo?- Capitulo 3


                No dia seguinte Elisa e Agenor foram ver como Diere estava lá no celeiro. Para a surpresa deles varios animais estavam dormindo ao lado dela.
                -Bom dia- Ela disse abrindo os olhos meio sonolenta, que caras são essas?
                -Tem um gato no seu colo, e um monte de pássaros no teto- Elisa disse olhando para cima.- E o gato não esta tentando pegar nenhum deles.
                Os animais perceberam a presença dos dois ali e saíram correndo do celeiro, Agenor e Elisa tiveram que tomar cuidado para não pisar em nenhum.
                -O que foi isso?- Agenor perguntou confuso.
                Mais tarde os dois caçadores de antes passaram na fazenda de Agenor e Elisa, Elisa estava colhendo flores e algumas frutas para levar para a fada, quando os dois homens perguntaram sobre Diere para ela. Elisa disse para esperar e foi correndo chamar o irmão.
                Agenor estava com Diere debaixo de uma arvore bem nos fundos da casa, os galhos estavam cheios de pássaros e alguns pousavam na mão de Diere.
                -Incrivel, como consegue fazer isso?
                -Eu não sei, parece que eles gostam de mim, e eu também gosto deles- Ela disse acariciando o passarinho.
                -Acho que vou te chamar de anjo, nós não sabemos o seu nome mesmo.
                Elisa chegou correndo e quase tropeçou.
                -Tem dois homens perguntando sobre uma garota de cabelos crespos e roupas que nem a sua, você os conhece?
                “Dara disse que existe uma base onde eles estão desenvolvendo uma tecnologia capaz de saber a diferença entre nós e humanos normais, vamos capturar esses dois, interrogar eles e entrar na base disfarçados para destruir a tal arma- Ice explicou
                Alex olhou para Diere mas quando ia falar uma coisa o teto da casa dos caçadores se rachou e ele caiu bem em cima de um deles”
                -Eu não sei... Mas algo me diz que não podemos confiar neles, acho que querem me machucar.
                Agenor foi até a frente da fazenda falar com os caçadores enquanto Elisa encontrava um lugar para esconder Diere.
                -Eu sempre me escondo aqui, é um pouco pequeno, mas acho que você entra- Ela disse entrando em um buraco no chão
                As duas caíram em uma camara bem espaçosa as parede eram feitas de pedras empilhadas uma nas outras.
                -Isso existem bem antes da nossa família começar a morar aqui, acho que era um poço ou algo assim- Ela disse acendendo uma vela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário