2 de abril de 2012

Minha querida irmã- Capitulo 3


A praia das sereias era um lugar perfeito para se relaxar, era extremamente limpa, afinal, ninguém iria querer provocar a ira de uma sereia, Marina estava sentada na areia com uma estrela do mar no cabelo e uma saia transparente por cama do biquíni.
-Onde vocês estavam?
-A Lovely e eu estávamos conversando sobre uma possível construção de uma cidade.
-Puxa, serio, finalmente vão dar uma repaginada nesse lugar, francamente Lovely, parece que você tirou esse lugar de um conto de fadas, e aquele castelo? Vocês tem que conhecer a capital das sereias, é maravilhoso, cheia de luzes, museus de arte atlantiana.
-Acho que é arte Atlântida, e eu gosto do nosso castelo, misturei arquitetura gótica com renascentista.
-Você não é a Giselle, pare de tentar parecer inteligente.
Lovely espremeu os olhos, coisa que ela fazia frequentemente quando estava com raiva, se virou e começou a colher os frutos do oceano, marina começou a rir dizendo:
-O que foi Lovely? Alguém comeu a sua língua? Não sabe nadar?
Lovely disse para si mesma “Juro que se ela não calar a boca vamos descobri um novo tipo de sushi”
-Vamos logo tem um portal aqui na praia- Lovely disse terminando de colher as frutas.- Vai dar em uma praia relativamente deserta.
-Relativamente?- Kaila perguntou.
-Uma praia que eu ia quando era criança, fica entre as pedras e é de difícil acesso. Eu costumava ir lá para procurar conchas cor de rosa...
As quatro entraram no portal e sairam num caminho cheio de mato do lado de um hotel antigo.
-Não era uma praia?- ice perguntou.
-Eu precisava colocar em um lugar que ninguém pudesse ver direito, bem dá pra ver da janela do hotel, mas quase ninguém olha para cá. Vamos logo que aqui esta cheio de mosquitos.
Depois de atravessarem o caminho e chegarem à praia cheia de migalhas de conchas, Entraram no mar de biquíni e comeram as frutas, menos Marina que assim que entrou na água voltou a ter uma calda. Assim que Lovely colocou a cabeça embaixo d’água ela começou a se debater, Marina olhou assustada e disse:
-O que ela tem?
-Tá se acostumando com a água, ela entra em pânico quando mergulha, mesmo que possa respirar embaixo d’água. Logo logo ela se acalma- Ice disse
Lovely parou de se debater respirou um pouco e começou a falar
- Eu odeio vir a praiaCada fruta tem 24 horas- Lovely disse- agora são 10 horas amanhã temos que comer elas de novo.
-Lovely, você não sabe nadar, melhor comer uma hora antes- Kaila aconselhou.
-Não se preocupe, eu vou ficar com as frutas,assim não vou correr o risco de morrer afogada e vocês não vão sumir, não quero gastar um hora inteira, temos 15 frutas, ou seja 5 dias.
-Uma viagem até a capital dura 1 dia inteiro sem descanso partindo do litoral de Itanhaém, melhor começarmos agora-Marina disse nadando como um torpedo e deixando as três comendo bolhas.
-Não aguento mais, 31 horas de viagem, eu to morrendo de fome, e nem ferrando que eu vou comer um peixe vivo- Ice disse nadando
-23 horas Ice, nós paramos para descansar, e eu também estou com fome esqueci completamente que eu não gosto de peixe. Marina por favor diga que tem alguma coisa na cidade, de preferência que não esteja cru.
-hum, já comeu algo assado em fogo mágico?
-Não... Por que, tem diferença?
-Um pouco, acho que em relação de comida Atlântida não é tão boa, a não ser que você goste de sushi.
-Eu gosto de sushi- Ice e Kaila disseram.
-Alguem por favor me mata- Lovely começou a choramingar.
-Chegamos!!!- marina apontou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário