18 de abril de 2012

Minha querida irmã- Capitulo 10


-Você vai mesmo fazer um feitiço para desfazer uma barreira protetora?
-Se eu não fizer ela vai e matar.
-Mas gente inocente pode morrer se ela passar pelo escudo.
-E você quer que eu faça o que? Que me recuse a obedece-lá, seja morta, e deixe ela procurar outra pessoa para manter em cativeiro?
Tama tinha razão de certa maneira, mas Alex ainda não gostava dessa ideia. Ele parou de mexer a poção e desligou o fogo
-Já está pronta- Ele disse chamando os guardas
Gabriela entrou no quarto sem tirar os olhos de seu irmão, ele abaixou a cabeça e entregou a poção, Tama observava desconfiada “Como ele conseguiu fazer tão rápido?” Gabriela examinou o frasco durante alguns segundos devolveu e disse:
-Ela vai provar primeiro- ela disse entregando para Tama
-Por que eu?- Ela disse colocando a poção em cima da mesa o mai longe dela.
-Por que se for a poção verdadeira não vai ter efeito nenhum em você. BEBA LOGO!!!!!
Tama tremeu um pouco diante da voz de Gabriela, pegou o frasco e tomou uma única gota. Esperou um pouco e depois soltou um suspiro quando viu que nada aconteceu. Gabriela arrancou a poção da mãe de Tama, mas quando estava prestes a tomar a poção ela jogou o vidro com toda a força na parede e se cobriu com uma capa quando um brilho dourado como o sol encheu a sala. As mãos de Gabriela tinham sido queimadas pela luz ela olhou para Alex com os olhos ainda mais vermelhos que o normal puxou Alex pelo pescoço e o arrastou para fora da sala nem dizer absolutamente nada.
- O que você vai fazer?- Ele disse tentando se livrar das unhas dela que apertavam o pescoço dele.
-Eu avisei que se não fizesse a poção seria um soldado do meu exercito, talvez um general, por mais que eu queira dar eu mesma o fim a vida daquela fada do gelo, vai ser maravilhoso ver você matando a garota que tanto ama.
-EU NÃO GOSTO DELA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Mas incrivelmente essa é a primeira vez que você age como uma irmã comigo. E eu não vou e tornar um soldado seu, cheiro de sangue não tem mais efeito em mim.
-Não importa o quanto tenha treinado para fugir de quem você é, eu posso e vou transformar um menino em um monstro...-Ela disse tirando o seu amuleto afiado e pegando um dos prisioneiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário