28 de março de 2012

Minha querida irmã- Capitulo 1


A garota de cabelos loiros e olhos mais vermelhos que o seu amuleto se levantou depois que os três haviam ido embora...
-Eu disse que era a vampira mais poderosa que já existiu... E você vai pagar pela sua traição meu irmão.
O sol brilhava, mas Alex não se importava mais, não sentia a pele arder, tinha ganho resistência de alguma maneira, há um tempo Lovely havia sugerido ele usar protetor solar. Há uns meses atrás ele nem poderia imaginar que a vida podia ser divertida, nem quando ele era humano ele podia se divertir, sempre trabalhando e cuidando das plantações do senhor das terras, talvez por isso se chamasse era das trevas.
-Alex quer parar de ficar com essa cara de morto, primeiro que está me assustando e segundo está assustando os meus admiradores- Ice dizia escovando o cabelo- Agora, faça um trança no meu cabelo.
-Eu não sei fazer tranças, vossa majestade.- ele disse deitando na mesa.
-Deixa, eu mesma faço. Mas você vai ter que me encontrar um diamante, aposto que no quarto da Lovely tem.- Ela disse se levantando e indo embora- Se não encontrar eu arranco o seu outro dente.
Logo depois Lovely veio e ficou olhando para Alex.
-Sabe do que você precisa?
-Sim, de um diamante.
-Não, dignidade... Não pode deixar a Ice pisar em você assim, nem a Kaila deixa.
-A Kaila é uma fada do fogo.
-Mesmo assim, se isso continuar, você vai se tornar um capacho vampiro e a ice vai ficar mais irritante que a Marina. Logo, logo ela vai começar a mandar em todo mundo, e sabendo como as pessoas tem medo dela eles vão obedecer.
O amuleto de Lovely começou a brilhar ela pegou e viu que era uma mensagem de Marina.
-Por acaso eu fui a única que não gostou das alterações dos amuletos? Não me sinto bem misturando magia com tecnologia, se querem se comunicar porque raios não usam celular como pessoas normais?
Alex soltou um riso, a imagem de Marina apareceu em uma esfera de magia.
-Puxa Lovely, como você é ingrata, Tameria e Ice se esforçaram tanto para melhorar aqueles pedaços de pedra, tinha que ser a esquisita que canta sozinha em cima de uma árvore.- Ela disse sorrindo.
-E sabe qual é a pior parte Alex?- Lovely disse ignorando Marina que ficou furiosa- A gente não pode bloquear os chatos.
Alex ficou quieto olhando para as duas e disse:
-Eu não vou falar nada, já aprendi que nunca se deve se meter entre conversas de rivais.- Ele disse se levantando e indo embora.
Lovely soltou um suspiro e se virou para Marina dizendo:
-Ligou para mim para compensar o tempo que não nos vimos desde que nos formamos, ou tem algo importante a dizer?- Lovely perguntou quase desligando.
-Ah sim!!!Diga para esse seu amiguinho dentuço para ficar longe de Atlântida e qualquer outra cidade marinha.
-Desculpe, eu não entendi- Ela disse começando a prestar atenção em Marina.
-Isso que você, ouviu fada. Recebi uma mensagem da capital em Atlântida, dizendo que varias sereias foram encontradas completamente sem sangue e com marcas de presas de vampiro no corpo.
-E porque você acha que foi o Alex?
-Quantos vampiros conhecem a cidade das sereias? Aliais quantos vampiros você acha que existem no mundo?
-Eu não sei, e não dá para saber, podem haver milhares, Alex nunca saiu de Magictopia por causa de pessoas como você.
-Pelo jeito ele não é o único que não obedece ordens, você já foi uma traidora, quem garante que não vai nos trair de novo?
-Aquilo foi uma brincadeira, Mita concordou, sem falar que você mereceu.
-Nós tivemos que matar as sereias que ainda estavam vivas, já estavam se transformando. Prove-me que eu estou errada que peço desculpas ao seu amigo na frente de todos, caso o contrario, eu mesma resolvo o problema.
-Você passou de personalidade chata e metida para sombria e cruel e menos de 10 segundos. Eu estou com vontade de fazer um comentário sobre a sua inteligência, mas vou deixar para depois.Fala outra prova que você tem contra ele
-Ele é um vampiro, preciso de mais uma prova?
-E ainda dizem que a doida sou eu... Tudo bem Marina, vou chamar a minha equipe passamos ai para te buscar depois vamos para Atlantida.
-Que equipe? Ah, aquelas fadinhas? Puxa, estou me sentindo muito mais segura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário