23 de janeiro de 2012

O casamento da borboleta negra- Capitulo 8


-Uma arma?- Tameria perguntou- Que tipo de arma? Uma espada? Um arco e flecha?
-Uma espada- Ele disse, Lovely havia quebrado a sua antiga espada “Precisa de uma arma inquebrável dessas” Foi isso que ela tinha dito um tempo atrás.
-Eu queria fazer uma espada diferente há um tempo, não vai ser tão grande e pesada como a espada da Ice, mas ainda assim vai ser especial.
-O que está planejando Tameria?- Lovely perguntou
-É uma surpresa, mais uma coisa, vou precisar do seu amuleto.
Zair colocou uma estrela de sete pontas na mesa.
-Um símbolo de feiticeiro? É raro encontrar um feiticeiro por aqui em Magictopia. Nunca sei a diferença entre feiticeiro e um Mago.
-Deve ser por que o símbolo dos magos é um sol, e o sol é uma estrela -Zair disse.
-Você pode vir buscar a sua nova espada amanhã.- Ela disse.
De volta na escola havia uma briga entre Samanta e Edrudao, os dois tinham a mesma idade, desde que Samanta tinha entrado na escola ela tinha se estranhado com os alunos cavaleiros. Não era para menos, cavaleiros e amazonas tinham uma historia muito complicada, talvez fosse mais fácil se os cavaleiros não fossem tão machistas e as amazonas tão feministas. É claro que Lovely se dava muito melhor com Samanta, também por que os caçadores não gostavam da sua melhor amiga, Diere.
-Vocês querem parar de brigar?
-Ela que começou, amazona estúpida, tinha que ser uma mulher.
-Eu juro que vou fazer você engolir essas palavras junto com o meu punho.
-Espere só até você estar sozinha, eu e os outros cavaleiros vamos acabar com você, nenhuma amazona vai ousar por os pés nessa escola novamente.
-O que eu disse sobre lutar contra alguém em desvantagem? Isso é um ato de covardia.
Uma coisa que um cavaleiro não suporta é ser chamado de covarde, Lovely se aproveitava disso para evitar que os cavaleiros atacassem Samanta todos juntos.
-Como vai a sua amiga Diara? Ainda treinando aquele dragão?
-É Diere, e sim, ela ainda cuida do Taiff.
-Isso é uma estupidez todo mundo sabe que cuidar de um dragão é o trabalho de um cavaleiro. E não de uma fada, muito menos alguém como ela.
Lovely pegou Samanta pela mão e foi embora arrastando ela e Zair. Samanta olhou para Lovely um pouco irritada e disse:
-Você deveria ser mais corajosa, ele não devia falar assim da Diere.
-Ele é 5 anos mais novo que eu, não posso lutar contra ele ou ficar brigando com ele.
-Você faz isso com a Ice.
-Isso é diferente, ela é a minha prima, é normal nós brigarmos um pouco. E você deveria aprender a ser mais paciente. E, você sabe se mais amazonas vão vir estudar aqui?
-Elas não gostam de ter contato com as pessoas do mundo de fora, mas minha mãe achou interessante eu conhecer outras pessoas. E eu não vou deixar o Edrudao falar besteiras na minha frente. E ele tem um irmão da sua idade que fala tantas besteiras quanto ele, e você não faz nada.
                -Não vou discutir com aquela besta Samanta, se eles querem ser estúpidos, deixe eles. Eles não vão mudar nada, você vai continuar sendo uma ótima lutadora, e Diere vai continuar cuidando do Taiff. É melhor você ir para casa.
                -Você que acaba com as brigas aqui?- Zair perguntou.
                -Só às vezes, eu até que gosto de um boa briga, mas as vezes eu tenho que impedir que os alunos se matem. Ei! Quer me ajudar a fazer biscoitos?
                -Fazer oque?
                -Biscoitos, minha primas sempre me ajudam a fazer, mas agora a Ice está muito ocupada escolhendo as roupas que vai usar no casamento. E a Kaila está na casa dela brincando com os nossos primos.
                “Essa é a minha chance de mata- lá, todas vão estar muito ocupadas”

Nenhum comentário:

Postar um comentário