14 de janeiro de 2012

O casamento da borboleta negra- Capitulo 4


                Mais tarde Diere estava treinando o seu faro com Pegasus e Lovely, Ela já sabia se transformar em quase todos os tipos de animais, mas precisava treinar as habilidade separadas, como ter a visão de uma águia e ao mesmo tempo poder enxergar no escuro, enquanto corre na velocidade de um guepardo, para ficar mais fácil, ela só teria que encontrar a Lovely.
                -Muito bem, Diere, Lovely vai sair correndo e daqui a 15 minutos você vai procurar ela, com o cheiro dessas flores não deve ser tão difícil.- Pegasus relinchou.
                -Ei, Diere, Lovely, o que estão fazendo?- Alex perguntou enquanto passava.
                -Eu vou me esconder e a Diere tem que me achar usando o faro dela.
                -Posso tentar?- Ele perguntou
                -Claro, vamos ver quem vai me achar primeiro.
                -Vampiros são caçadores natos, seu faro é melhor do que qualquer animal, eles são muito rápidos, seria impossível uma fada dos animais achar a Lovely primeiro- Pegasus disse para Diere.
                Os dois foram vendados e Lovely saiu voando para a floresta, 15 minutos depois eles tiraram a venda e saíram correndo, como Alex era mais rápido ele se separou de Diere. Algum tempo depois Alex estava correndo quando esbarrou em um estranho.
                -Desculpe, eu não te vi- Ele disse
                O estranho se levantou tirou a terra da roupa e olhou para Alex. O cabelo dele era loiro, tinha um rosto fino e era alto, Alex notou algo de estranho nos olhos azuis dele, alguns vampiros conseguem atrair as suas presas com um algo no olhar, ele era um vampiro? Não, o estranho abriu a boca para falar algo que Alex não prestou atenção, ele não tinha nenhum canino afiado.
                -Ei! Garoto, eu lhe fiz uma pergunta. Qual o seu nome?
                -Ahn? Ah, desculpe, meu nome é Alex, e o seu?
                -Meu nome é...
                Não conseguia acreditar, tinha mudado a aparência mas se esqueceu de pensar em um nome falso, tudo bem, varias pessoas daqui usam nome falso que tem a ver com os seus poderes, ele só precisava pensar um pouco, eu elemento principal eram as raízes, raiz, isso meu nome será Zair.
                -Zair! Meu nome é Zair.
                -Nunca vi alguém demorar tanto tempo para lembrar o próprio nome, e olha que eu já conheci muita gente, é claro que eles gaguejavam, mas era de medo. Você por acaso viu uma fada por ai? Eu tenho certeza que ela está por aqui, mas não consigo achar.
                -Já procurou em cima das árvores?- Zair perguntou
                -E por que ela estaria em cima de uma árvore se ela não sabe escal... É mesmo, ela tem asas, como eu não lembrei disso?

Nenhum comentário:

Postar um comentário