9 de janeiro de 2012

O casamento da borboleta negra- capitulo 2


                -Olha Ice, que flores lindas!!!- Diere disse se aproximando para cheira-lás
                -Não cheire essa flor- Ela disse empurrando a fada dos animais.
                -Por que não?
                -Essa flor é o sinal de que algo terrível vai acontecer, só faltam mais dois sinais. E se você cheirar ela  controla o seu cérebro.
                -Ice, não acha que está exagerando?- Kaila disse- É só...
                -Não, isso é terrível, faz muitos anos que não vejo uma flor assim.- Ice falou interrompendo Kaila
                -Mas Ice- Diere disse preocupada- quais são os outros sinais?
                Uma musica alegre começou a ecoar pelos corredores, ela combinava perfeitamente com a sensação que a flor dava.
                -Essa é o segundo sinal- Ice disse correndo em direção a musica.
                -Mas é tão alegre.- Diere disse começando a dançar
                -Exatamente. Vamos!!!!- Ice gritou enquanto balançava Diere para ela parar de dançar.
                -Mas como vamos impedir a tal coisa horrível?
                -Não se impede, é impossível!!!!
                -Ice, deixa de ser dramática, é só...
                -Kaila você é muito pequena para entender a gravidade da situação.
                As três seguiram na direção do quarto de Lovely a medida que chegavam perto mais flores pareciam, quando entraram no quarto de Lovely ela estava dançando aquela musica com flores crescendo no cabelo, enquanto dava piruetas no ar dançando.
                -Essa é a coisa horrível?- Diere olhou para Ice não acreditando que ela tinha feito  correr pelo castelo.
                -Não, esse é o terceiro sinal
                Lovely se deu conta da presença das três e voou em direção a elas abraçando Ice primeiro.
                -ICE!!!! Como é bom te ver , o dia não está lindo?
                -Essa é a coisa horrível- Ice disse tentando não ser sufocada.
                -Oi Kailinha, você é tão fofaaaaaaa- Ela disse abraçando Kaila e depois indo abraçar Diere.
                -Quando a Lovely fica muito feliz essas flores começar a crescer no cabelo dela e o cheiro trás uma sensação boa, que dá vontade de dividir esse sentimento com todos, por isso as flores se espalham pelas paredes, mas como a Ice não gosta quando a Lovely abraça ela, ela odeia essa flor.
                -Por que não arranca?- Diere perguntou
                -Porque ela é impossível de ser arrancada, só se você for dar ela para uma pessoa que você ame.- Ice disse- Nesse ritmo elas vão cobrir todo o castelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário