7 de janeiro de 2012

O casamento da Borboleta negra- Capitulo 1


                -Qual o problema Daniel? Está zangado por que agora voltou a ser humano?- Um garoto ruivo disse tentando irrita-lo
                -Leandro, já pensou em calar a boca pelo menos uma vez na vida?
                -Não fique zangado, só estou aqui para ajudar.
                -A única coisa que eu preciso é de um jeito de me aproximar de uma certa fada e cravar uma faca no coração dela.
                -Isso vai ser difícil, pelo que eu ouvi falar você perdeu a sua espada
                -Como sabe de tudo isso?
                -As noticias correm, Daniel, um dos feiticeiros que abandonou a sua parte humana para se tornar mais forte foi derrotado por uma fada das flores. Mas não foi para isso que eu vim, bem senti um pouco de pena de você, por isso eu vou lhe dar isso.
                Ele colocou um vidrinho na frente de Daniel, ele examinou e ficou um tanto espantado.
                -Isso é...
                -Exatamente, uma poção de disfarce, aquela que você estava dizendo que ia fazer.
                -Por que não me entregou quando eu precisava!!!!!!
                -Pensei que soubesse fazer qualquer tipo de poção e não precisassem de ajuda
                -Me dá essa droga de poção.- Daniel disse pegando o vidro
                -Agora é só criar um nome falso, entrar em Magictopia e agir como um aluno normal até ganhar a confiança de Lovely, depois é só mata-lá com essa faca- ele disse colocando uma faca na frente de Daniel- está envenenada, tome muito cuidado com ela.
                -Deu para se importar com as pessoas Leandro? Como conseguiu sentimentos de novo, também voltou a ser humano?
                -Ora, me poupe, nunca seria tão descuidado quanto você, ordens superiores, eles não querem perder um dos feitiçeiros mais fortes deles.
                -E se ela me reconhecer?
                -O único jeito de alguém daquele mundinho ridículo te reconhecer era se você não fosse humano, o que não é o caso, o resto a poção cuidará de tudo... Mais uma coisa, eles usam aqueles amuletos para se reconhecer, aqui está o seu.
                Daniel pegou o amuleto em formato de estrela, era hoje que ele teria a sua vingança.
                Ice andava pelos corredores do castelo junto com Diere e Kaila, quando algo começou a incomodar a fada do gelo, um cheiro doce, suave, e que dava vontade de sair flutuando por ai dançando e cantando, ou ser gentil com as pessoas, um cheiro que só se igualava a mais poderosa poção do amor, mas Ice teve certeza que não era uma poção quando avistou uma flor crescendo na parede do castelo, uma flor com pétalas vermelhas na parte de fora, depois rosadas e no centro as pétalas ficavam pontudas parecendo uma estrela, ela sabia que flor era aquela e isso fez o seu sangue gelar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário