21 de dezembro de 2011

Aventura de Diere- Capitulo 5


                Para os que não entenderam direito, Há uma lei dizendo que quando o marido sai para uma missão, o líder tem o dever de guardar as esposas (Lei estúpida, mas tudo bem), a única exceção seria se a esposa estivesse grávida. Sei que Diere vai me matar por falar isso, mas talvez Edrudao tenha algum interesse nela, talvez esse fosse um dos motivos dele ter mandado Lume para uma missão. Isso não muda o fato dele ser um idiota.
                Depois do jantar Edru não disse uma só palavra, simplesmente pegou Diere pelos cabelos e a levou para o quarto dele, jogando ela na cama e amarrando os braços e as pernas antes que Diere pudesse fazer qualquer coisa.
                -EU NÃO ACREDITO NISSO!!!!!!!- Ele gritou
                -No que??- Diere dizia assustada
                -Não se faça de sonsa, você vai ter um filho do Lume!(podre Diere)
                -Como assim? Vou?
                -Vou estar desrespeitando a lei... Mas que se dane
                Então ele pegou um bastão de madeira e começou a bater ele Diere (O QUE!!!??? MAS QUE FILHO DE UM GRRRRRRAAAAHHH!!!!Já chega eu vou entrar nessa historia)Principalmente na barriga dela. Mesmo que Diere gritasse desesperadamente, ninguem tinha coragem de entrar no quarto (ou seria por que ele estava trancado). Até que Diere ficou inconsciente, só ai Edru a desamarrou e a jogou no quarto das garotas, toda ensangüentada, ( Alex só não ficou com vontade de devora - lá porque estamos em uma historia então ele é humano). As curandeiras começaram a cuidar dela, cerca de 1 hora depois os garotos tinha voltado da missão, junto com Lume. Lume percebeu o clima da casa e notou que Diere não havia aparecido.
                -Lume...- Elas começaram.
                Lume nem chegou a ouvir, ele sabia que algo estava errado, ao entrar no quarto ele encontrou Diere naquele estava
                -DIERE!!!!!! O que aconteceu com você- Ele disse se ajoelhando.
                As garotas contaram tudo para ele, Lume se levantou e vou a procura de Edru (Ele ta no corredor)
                -Obrigado Lovely.
                Lume foi até o corredor pegou Edru pela camisa dando uma prensa nele com a parede.
                -O que você fez com ela?
                -Isso é jeito de me tratar, soldado?
                - Soldado é a porta (não posso usar palavras fortes, então vamos ficar com porta). Se você machuca - lá mais uma vez...  Se você ousar tocar nela mais uma vez vou ameaçar a sua posição, você sabe que em uma luta eu irei ganhar. (Pô, vai ameaçar só a posição, deveria ameaçar a vida desse filhote de cruz credo)
                -Vai com calma... quer dizer que está mesmo gostando dela?- ele disse rindo- Como pode gostar dela?- Edru disse (Caro Edru, por que você não pula de um penhasco?).
                -Você foi avisado- Lume disse jogando ele no chão e voltando para o quarto.
                Lume passou um tempo ao lado dela, depois teve que fazer as suas tarefas e todos foram dormir. No dia seguinte Diere acordou e sem fazer barulho foi até o quarto de Lume, bateu na porta, Lume abriu um pouco sonolento, mas teve que segurar Diere pois estava quase caindo, ela a carregou, a pôs na cama e se deitou ao lado dela. (Ai que coisa fofa)Eles ficaram conversando um pouco, e se beijando (ai ai Diere). Depois de um tempo as garotas entraram procurando Diere.
                -Desculpa... Atrapalhamos alguma coisa?
                Eles começaram a rir,como Diere não estava forte o suficiente, decidiram que ela deveria descansar mais um pouco. As roupas dela estavam sujas de sangue, por isso Lume deu a sua camiseta para ela usar, e os dois voltaram a dormir (Você não tem idéia de como essa cena foi engraçada na minha cabeça). De manhã quando todos tinha que acordar um garoto chamado Gabriel entrou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário