2 de novembro de 2011

A volta de Daniel- Capitulo 4

-O que ela quis dizer?
Daniel resolveu sair para dar uma volta, passou pela sua sala e disse:
-Mãe eu vou sair.
Fazia muito tempo que não via a sua família, nunca tinha sentido falta dela e sabia por quê, ele começou a voltar alguns anos atrás, quando tinha decidido ter duas vidas, ele sabia que só uma parte dele teria a capacidade de amar, mas depois que foi obrigado a virar humano novamente ele sentia que amava a sua família. Balançou a cabeça para se esquecer e disse:
-Que sentimento mais estúpido, assim como a fada que causou tudo isso.Eu preciso ter a minha vida de volta...
Ele ouviu risos vindo de traz dele.
Daniel se virou e viu um vulto branco e brilhante passar atrás dele.
-Quem está ai?- ele perguntou
Uma garota de cabelos compridos, olhos castanhos e asas de fada olhou para ele sorrindo e saiu correndo.
-Lovely?- Eles disse assustado
Ele a seguiu até um prédio abandonado lá ela parou e se virou dizendo:
-Daniel, há quanto tempo, não o vejo desde..desde que você me matou
Um arrepio percorreu a espinha dele, agora que ele havia notado havia sangue na roupa dela, como se tivesse sido cortada.
“Cara essa tinta parece sangue de verdade, olha a cara dele, talvez ele vomite” Ela pensou se esforçando para não rir.
-V-você está morta?- Ele disse olhando para o corte
-É o que parece- ela sorriu.
-Como é estar morta?
-Não se preocupe, logo você vai saber...
Varias plantas cresceram bloqueando a porta e as janelas, Lovely estava mordendo a língua para não começar a rir.
-Espera Lovely, você não vai me matar de verdade não é?
Ela começou a rir assustadoramente, ou talvez estivesse rindo por que não agüentou segurar, de qualquer modo Daniel, correu em direção ao segundo andar do prédio desesperado, mas algo passou na sua mente:
“Eu havia queimado o ombro dela com a minha mão, mas ela esta sem nenhuma marca, ela está viva”
Ele começou a sentir raiva daquela fada das flores, desta vez iria ter certeza de que ela não sairia viva.
-Ice, tudo esta indo muito bem, ele está morrendo de medo
-A gente está vendo, cara você é cruel.
-Só sou de vez em quando, vou subir no segundo andar
-Tome cuidado- Disse Giselle- O prédio é muito velho, ele pode cair. E deixe o seu amuleto ligado, assim nós poderemos ver tudo.
- Tudo bem.
Lovely subiu as escadas e encontrou Daniel fingindo estar assustado.
-Por favor Lovely, não me mate!!!- Ele disse se ajoelhando- Eu não queria te matar
-Vai me dizer que enfiar uma espada em mim foi um acidente?
-Na verdade não foi, mas sabe como é nós dizemos qualquer coisa para ficar vivo. Assim como você esta viva!!!
A espada envenenada aparece na mão dele e ele corre em direção a Lovely acertando ela no mesmo lugar onde havia se cortado.
-Ele acertou?- Ice perguntava olhando para o cristal
-Não sei, não dá para ver direito daqui- Giselle dizia
Daniel tinha certeza que havia acertado, quando ouviu a sua espada quebrando. Ele puxou ela e viu que Lovely havia usado o seu arco e flecha para parar a espada.
-Você precisa de uma arma inquebrável dessas- Ela disse
- Eu sabia que ela não ia morrer, A Lovely arrasa- Kaila disse comemorando
-A batalha ainda não acabou- Diere disse
Os dois se afastaram um do outro, Daniel jogou a sua espada fora, e Lovely guardou o arco transformando num prendedor. Ele começou a atacar com as mãos pegando fogo novamente, mas dessa vez estavam azuis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário