26 de novembro de 2011

Artefatos das fadas madrinhas -Capitulo 7

                -Não podemos falar agora Tameria, estamos ocupadas- Ice disse desligando o amuleto.
                Elas saíram correndo seguindo um homem carregando a herdeira de Rapunzel desmaiada. Acabaram chegando numa casa de caçadores. Elas espiavam escondidas de longe.
                -O que vocês acham que ele pretende fazer?- Kaila perguntou
                -O que você acha?- Ice respondeu revirando os olhos.
                -Silencio, ele pode nos ouvir- Lovely disse- Conseguem ver alguma entrada?
                -Não sei direito por que vamos ajudar ela, ela é um grossa e chata- Ice disse cruzando os braços.
                -Por que é a coisa certa- Karim disse- E eu sempre faço a coisa certa.
                -E sem falar que sabe se lá o que ele pode fazer com o desejo -Lovely disse ainda procurando uma entrada.- Olhem, tem uma janelinha aberta, não dá para todas nós passarmos, mas a Kaila passa.
                -Não acha perigoso mandar a Kaila sozinha?- Diere
                -Eu acredito nela, e se ela estiver correndo perigo de vida o amuleto dela vai pedir ajuda.
                Elas passaram Kaila pela janela e ficaram esperando.
                -Ela já está lá a um tempão, será que ela está bem?- Diere perguntou
                Sons estranhos começaram a serem ouvidos dentro da casa, Lovely se levantou e foi ver o que estava acontecendo, mas quando ia arrombar a porta a maçaneta começou a derreter e Kaila apareceu atrás da porta.
                -Oi Lovely, Você estava esperando ai o tempo todo?- Kaila disse sorrindo
                -Nós ouvimos uns barulhos estranhos, você está bem?
                -Estou, tinha alguns guardas. Lovely entrou e viu várias pessoas desmaiadas no chão- Não sei direito, mas eles desmaiaram.
                -Dióxido de carbono, eu acho, que legal!!! Eu não sabia que você fazia isso.
                -Nem eu, eu só tinha me assustado e eles começaram a cair.
                -Me lembre de nunca te dar um susto- Ice disse- Nem mesmo se você estiver com soluço.
                Lovely fez uma espécie de vinha crescer e usou para amarrar os guardas.
                -Elas não são boas para se amararem, queria aprender a fazer cipós ou algo mais forte.- Ela dizia testando a força da planta- Vocês fazem alguma idéia de onde nós temos que ir?
                -Não.- Todas disseram
                -Hum... Uma vez a Giovana me contou que os caçadores tem salas secretas onde guardam as suas caças, vivas ou mortas, talvez aqui tenha uma sala assim.
                Kaila se encostou numa parede que começou a afundar e abriu uma porta.
                -Muito bem Kaila.- Lovely disse
                Elas entraram numa sala escura e encontraram a garota amarrada numa cadeira e amordaçada.
                -Por que amordaçaram ela? É quase impossível ouvir alguma coisa aqui- Lovely disse tirando a mordaça
                -É uma armadinha!!!- Ela gritou.
                Uma armadilha foi acionada e uma corda se amarrou na perna delas e deixaram todas de cabeça para baixo com uma perna amarrada. Menos Karim já que só haviam quatro armadinhas. Um homem apareceu na porta com uma faca enorme e parecia um pouco ensangüentada

Nenhum comentário:

Postar um comentário