29 de outubro de 2011

A volta de Daniel- Capitulo 2

Depois da aula Lovely voltava sozinha para casa, sua amiga Thalita tinha ido de carro com a mãe, ela voltava reclamando da aula de física
“ Cara eu odeio física, por que tem que ser tão complicado?”
Soltou um suspiro, ela parou de reclamar mentalmente quando viu um garoto de olhos azuis e cabelos negros e lisos, atravessar a rua indo na sua direção, a boca dela abriu sozinha e ela deixou escapar:
-Daniel...
Lovely fechou os olhos e se protegeu dos ataques que estavam por vir, mas quando abriu os olhos o garoto tinha sumido. “ Que bom, ele não me reconheceu” Ela pensou, mas quando olhou para trás deu de cara com a face de Daniel. Com o susto ela caiu no chão ainda tentando se proteger.
-Você está bem?- Ele disse
-O que?- Ela abriu os olhos meio confusa
-Eu perguntei se você está bem, quando me viu parecia que tinha visto um fantasma.
- Eu estou bem... Você não me reconhece?
- Não, não me lembro de ter te visto em lugar nenhum- Ele disse sorrindo enquanto ajudava Lovely a se levantar.
“Talvez eu tenha me enganado, não é o Daniel”
-Qual o seu nome?- Lovely perguntando ainda espantada com semelhança.
-Meu nome é Henrique.
Lovely se sentiu aliviada, mas ainda assim era muito estranho, um garoto que fosse tão parecido com Daniel, ela balançou a cabeça se desculpou por ter gritado e atravessou a rua correndo.
-Não acha estranho Diere? Um garoto idêntico ao Daniel? Mas ao mesmo tempo muito diferente.- Lovely escrevia no MSN.
-Bem, dizem q todo mundo tem um sósia, talvez você tenha encontrado o dele.
-Mas era estranho, tudo que eu vi nos olhos dele não existia no Daniel, e vice versa.
-Ou talvez eles sejam gêmeos que foram separados, Daniel é o gêmeo do mau e ele é o do bem q fará de tudo para proteger a sua amada (que é você) ; )
Lovely ficou um tempo olhando para a tela do computador entendendo a lógica de Diere. Finalmente Diere começou a digitar.
-Eu sei, muita maluquice a minha.
Lovely começou a rir e escreveu:
-Tudo bem, as minhas maluquices são muito piores. Diere... Amanhã é lua cheia, tem algum pedido ou feitiço que queira fazer, sabe que todo o tipo de magia fica mais forte durante essa fase, não sabe?
-Sei, mas não sei se vou fazer alguma coisa, Pegasus está muito melhor já lembra de tudo, o único problema é que ela ainda não produz a cura para veneno de dragão, por isso ninguém vai na montanha. Aliais, você já recebeu a sua pedra amuleto?
-Já, mas o que exatamente fizeram com ele?
-Um monte de coisas, agora nós podemos nos comunicar com eles, mas só em caso de emergência, e você sabe que eles tem uma ligação com os seu donos não é?
-Sei.
-Se por acaso o dono estiver morrendo ele manda um alerta para as outras fadas.
-Legal, cara a minha mãe disse para eu ir dormir, tenho q ir.
No dia seguinte Lovely estava seguindo o mesmo caminho, sozinha quando encontrou Henrique novamente.
-Oi..Tudo bem- Ela disse
Henrique olhou sorrindo para ela, mas tinha algo estranho, talvez ele tivesse tido um dia difícil.
                -Pode vir até aqui?- ele disse simpático.
                Ele apontou para uma rua mais deserta, Lovely o seguiu, o que tinha a temer, se quisesse ter atacado ela teria atacado no dia anterior, e qualquer coisa ela usava seus poderes.
                -Por que me chamou aqui?- ela perguntou desconfiada
                -Para te matar...Lovely
                Henrique tirou uma espada da mochila, Lovely tentou se defender, mas ele a segurou firme contra a parede de um muro. Lovely notou que as mãos dele pareciam pegar fogo vermelho.
                -Daniel, como não percebi antes, parece que esta com raiva.
                -Com raiva? COM RAIVA!!!??? ESTOU FURIOSO- Ele gritou- Eu ia escapar, até que uma fada das flores resolveu me entregar.
                -Talvez a culpa seja minha por você ter sido castigado, mas qual foi o castigo?- Ela perguntou sorrindo.
                -Por sua causa eu fui obrigado a viver como um humano durante o resto da minha vida, e ainda por cima não tenho controle sobre o meu corpo, somente na lua cheia a minha magia fica forte o suficiente para eu me libertar.
                -Infelizmente hoje é sexta feira, minha cabeça para de funcionar depois do meio dia e meia, pode me explicar por que o Henrique é igual a você?
                -Sua idiota, eu sou o Henrique!!! Não vou perder o meu tempo te explicando- Ele disse enfiando a espada na barriga de Lovely.

Nenhum comentário:

Postar um comentário