22 de outubro de 2011

A fada da nevoa- Capitulo 10

-NÃO!!!!- Marina gritou
                Todos estavam chocados, Lovely realmente havia decapitado Mita, Marina estava furiosa, mas Lovely parecia muito calma.
                -Como pode matar ela? Ela era inocente sua idiota, fui eu que te mandei para a casa, mas agora você é uma assassina e vai pagar por isso- Ela disse para Lovely.
                -Você já terminou?- Lovely disse como se não se importasse
                Todos em volta estava dizendo que Lovely havia ficado louca enquanto estava naquela casa, Lovely se sentia profundamente ofendida com isso, mas uma coisa a fez rir, não rir, mas gargalhar. Ela começou a rolar pelo chão rindo, foi ai que todos tiveram a certeza de que ela havia ficado louca, e estavam prontos para captura-lá
                “Só mais um tempo, agüente firme, ainda não conte a verdade, isso vai ser muito divertido”
                -Pega ela!!!- Marina gritou
                Todos saíram correndo atrás de Lovely, ela saiu voando, Lovely era muito rápida, a única fada mais rápida que ela era Giovana e conseguiu alcança – lá.
                -Lovely se renda, você está cercada
                -Não me sinto cercada, Pólen das flores
                Lovely começou a soltar um pólen amarelado com cheiro de mel, isso fez Giovana se distrair e bater na parede
                “ Espero que ela esteja bem”
                Ice apareceu na frente de Lovely e começou a soprar um vento gelado que a fez pousar.
                -Não me obrigue a te machucar.
                -Você me machucar? Qual é Ice, pode ser a mais forte, mais rápida, ou até a mais inteligente, mas eu te conheço muito bem- Ela disse enquanto lutava contra Ice usando as mão, Ice podia ser forte, mas Lovely era resistente ela acertou Ice fazendo com que perdesse a concentração e fosse lançada para o lado saindo da frente de Lovely
                A próxima foi Giselle, Lovey não sabia se conseguiria vencer da inteligência de Giselle, mas até agora isso tinha sido muito divertido.
                -Nolite ire- Giselle disse
                -Isso é latim? Não sou boa em línguas- Ela tentou passar por Giselle mas percebeu que havia uma parede invisível na sua frente, e atrás também. Mas não havia no teto.
                Ela fez uma árvore crescer e e passar do teto, ela subiu voando mas acabou percebendo que estava no estábulo de pegasus.
                “sabia que não era uma boa idéia”
                Diere apareceu, Lovely sentiu um pouco de medo, poderia enfrentar as outras, mas Diere era pacifica, Lovely não tinha certeza se iria conseguir lutar contra Diere.
                -Lovely pare, por que não explica o que está acontecendo?
                “Cara, por que a Diere tem que ser tão legal assim, isso vai me atrapalhar”
                -Com licença Diere, ou ...
                -Eu não vou lutar contra você Lovely
                “ Bem, ela é a única pessoa que não quer me matar”
                -Mas não posso deixar você escapar. Pegasus!!!
                “Ahhhhhh!!!! Droga, falei cedo demais!!!!!Mas eu estava certa, Diere nunca iria me machucar”
                Ela fez varias árvores crescerem em volta de Pegasus que ficou preso no galhos.
                “Desculpe Pegasus, sei que está doente, mas não posso lutar com você”
                Lovely estava quase voltando para a sala da guilhotina quando Marina Jogou um jato de água nela que a fez bater na parede.
                -Cara!!! Essa me pegou de surpresa, talvez a Marina não seja tão burra assim.
                -Me chame de burra de novo e eu te afogo

Nenhum comentário:

Postar um comentário