17 de agosto de 2011

A viagem de Lovely-Capitulo 4

-Legal, mas um cortezinho desses não é o suficiente para me derrubar- Ela disse colocando a mão em cima do corte.
                -Você  tem razão, você é uma fada do amor e das flores, por isso eu não consigo te enfeitiçar e o veneno não faz um efeito tão grande, vou ter que usar a minha arma secreta
As mão dele começaram a brilhar azuis, e como se estivessem pegando fogo, ele tentou atingir Lovely mas ela se defendeu com o braço, Lovely soltou um grito ao ter o seu braço queimado.
                -Meu braço!!!!!                                             
                -Eu posso fazer com que as minha mãos peguem fogo e usar em lutas.
                Lovely caiu no chão com mais um golpe, ela fez uma orquídea vermelha que cresciacrescer e usou a folha para curar a queimadura. Mas antes que ela pudesse se levantar o garoto fez um corte maior com a espada e Lovely desmaiou com o veneno.
                Ela acordou sentindo uma enorme dor em suas costas, quando abriu os olhos viu varias fadas presas em potes e viu o garoto com um par de asas em suas mãos.
                -Você!!!!
                -Dizem que a dor de ter as asas arrancadas é tão ruim como de tem todos os fio de cabelo arrancados.-Ele disse- Acabei de me lembrar que ainda não me apresentei, meu nome é Daniel, e o seu graçinha?
                -Se me chamar de graçinha de novo eu arranco os seus olhos.
                -Então me diga o seu nome.
                -Lovely- Ela disse virando para o outro lado.
                -Que nome lindo, tão lindo quanto a garota que o tem.
                -Tão lindo quanto as minha asas que agora estão nas suas mãos.
                -Você não entende, é para uma coisa importante.
                -Que tipo de coisa?
                -Eu deixei uma deusa zangada ao seduzir a filha dela e agora ela quer me matar, eu conheço um feitiço para mudar de aparência, mas preciso usar asas de fada. E graças a suas asas o feitiço esta quase pronto.
                -Puxa, que tocante- Lovely disse ironicamente.
                -Pode reclamar o quanto quiser, mas você nunca sairá daqui. Ele disse saindo.
                Lovely ficou olhando para as paredes e viu que a espada de Daniel estava bem perto.
                -É arriscado, mas eu tenho que tentar- Ela disse tentando cortar as cordas que a amarravam- Ainda bem que ele esqueceu a espada aberta.
                Lovely se levantou e soltou todas as fadas que saíram correndo para a saída. Ela estragou o feitiço de Daniel e quando estava prestes a abrir a porta para fugir deu de cara com Daniel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário