6 de agosto de 2011

Existe o amor verdadeiro - capitulo 11

Emil tinha feito uma enorme guilhotina de um dia para o outro, Ice e as outras estavam algemadas e bem amaradas. Emil estava sentado num trono como um rei, ele se levantou parou na frente delas e disse:
                -Se quiserem podem pedir perdão e me jurarem lealdade.
                -Eu peço perdão- Ice disse
                -ICE!!!!!!-As outras disseram
                -Menos para você fada do gelo, e para a fada das trevas, sei que iram me trair.
                -E você achando que ia enganar ele- Giovana disse para Ice
                -Então quem vai ser a primeira?
                -Se eu morrer por causa da maluca da Lovely juro que na próxima vida eu mato ela- Ice disse
                -Na verdade não é culpa da Lovely a gente estar indo para a guilhotina- Diere disse
                -Que seja.
                -Vocês sabiam que existe uma simbologia na guilhotina, cortar a cabeça significa cortar as idéias revolucionárias- Giselle disse
                -Faz sentido- Diere concordou
                -Giselle, por favor, CALA A BOCA!!!!!-Giovana gritou
                -Já acabaram?- Emil perguntou- Já sei quem vai ser a primeira, A fada do gelo que começou isso.
                -Puxa, que legal, cheguei primeiro – Ice disse ironicamente.- Já aprendi a fazer um escudo.
                O homens de pedra carregaram Ice até a guilhotina, no alto dela havia uma espada, a espada de cristal de Ice.
                -Soube que a sua espada pode cortar qualquer coisa, por isso resolvi usar como lamina, você não vai precisar mesmo.
                -Que ironia, morta pela própria espada- Giovana disse.
 Emil puxou a corda soltando a espada, mas antes que ela atingisse Ice uma flecha bateu na espada fazendo com que ela se soltasse da guilhotina, a espada caiu bem perto de Ice cortando alguns fios do seu cabelo.
                -Lovely!!! Vê se melhora essa mira!!!!
                -Lovely –Emil começou- Já conseguiu a prova, caso o contrario vai ser a próxima depois da sua prima é claro.
                -Tenho algo melhor, Conhece ela?
                Sara apareceu junto de Karim, Emil deixou o queixo cair e arregalou os olhos.
                -Como encontraram ela? Se fizerem algum mal a ela vocês...
                -Nós? Eu nunca faria nada contra ela, ela é a minha amiga, mas por que se preocupa tanto? Não era você que dizia que o amor não existia?- Lovely disse sorrindo.
                -E- eu...- Emil disse percebendo que já estava perdendo.
                -Você gosta dela, por isso que queria se tornar rei e tentar impressiona - lá, mas é muito egoísta para se importar com as outras pessoas, só se importa com si mesmo, não levou em conta os sentimentos de ninguém, mas mesmo assim ela gosta de você- Karim disse.
                Emil foi meio sem jeito até Sara e disse.
                -Sara, eu sinto muito, eu só queria que você tivesse uma vida de rainha, mas elas estava te usaram para vencer um desafio.-Ele disse
                -Desafio que você usou para roubar o trono da Lovely- Karim retrucou
                -Mas quero que saiba que eu te amo.
                Sara deu um sorriso como de concordasse, Lovely e Karim sorriram também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário